Sindicato dos servidores critica entrevista de Hartung na Globonews

 
Jornal GGN – Por meio de nota, o Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos no Estado do Espírito Santo(Sindipúblicos) criticou a entrevista do governador Paulo Hartung para a emissora Globonews. Para a entidade, Hartung usou sua doença para se vitimizar e mentiu ao afirmar que mantém diálogo com os servidores estaduais. 
 
O sindicato diz que não são apresentados números concretos das contas do Estado e que o governador não responde aos ofícios da entidade, se negando a divulgar dados sobre isenções fiscais. 
 
Em entrevista para Miriam Leitão, Hartung disse que irá reestruturar a Polícia Militar e que não irá ceder ao movimento que paralisou o policiamento no Espírito Santo desde a sexta-feira (3). 

 
“Esse é um movimento inconstitucional. O legislador foi sábio quando estabeleceu que o funcionário público que porta armas não pode fazer greve. É óbvio. É ilegal. Tem que ser tratado com rigor da lei, e têm que ser responsabilizados os que estão cometendo crimes”, afirmou. 
 
Seguindo a mesma linha de seus secretários, Hartung também disse que tomou a decisão de “respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal”.
 
“Nós ajustamos na despesa e não aumentamos ICMS, não empurramos a conta para o governo federal. Esse é o caminho capixaba. Como dar aumento de salário a funcionário num estado (o Rio) que está parcelando salário? É surrealismo. O caminho do Rio não é bom para o Rio, não é bom para o Brasil”, disse. 
 
 
Leia também:
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O mundo na contramão de Bolsonaro: mais medidas da economia de guerra [TV GGN]

3 comentários

  1. Sugiro que os PMs do ES

    Sugiro que os PMs do ES vistam suas fardas, peguem suas armas e se dirijam para a frente do palácio anchieta.

    E que este governador bandido e seu secretário de segurança não saiam de lá vivos.

    O que a Força Nacional poderá fazer com 400 homens contra milhares de Pms?

    Acho que a hora é agora isto pode ser o começo do fim dos golpistas que roubaram o poder no brasil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome