Tacla Duran produz provas contra amigo de Sergio Moro e promete entregar à CPI

Foto: Reprodução/El País
 
 
Jornal GGN – O advogado Rodrigo Tacla Duran pretende apresentar na próxima quinta (30), à CPI da JBS, as provas que mandou periciar na Espanha contra Carlos Zucolotto. O amigo pessoal de Sergio Moro foi acusado de cobrar propina para ajudar Duran a fechar um acordo com os procuradores de Curitiba.
 
Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, na Folha desta terça (28), Duran contratou uma perícia em imagens de conversas que ele diz ter tido com Zucolotto em um aplicativo chamado Wickr. As mensagens foram destruídas em pouco tempo, mas Duran fotografou os diálogos e promete entregar tudo à CPI.
 
“Zucolotto nega ter feito qualquer negociação paralela com a Lava Jato. Diz que nunca conversou com Duran pelo Wickr e que sequer baixou o aplicativo no celular”, publicou Bergamo.
 
“Moro não foi acusado por Duran. Mas, quando a história veio a público, defendeu Zucolotto e disse ser ‘lamentável’ que se desse crédito a um ‘acusado foragido’ – Duran, investigado na Lava Jato, hoje vive na Espanha”, destacou a jornalista.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora