Temer tem reprovação similar à de Dilma em ápice do impeachment

 
Jornal GGN – A maioria dos brasileiros considera o governo do interino Michel Temer ruim ou péssimo, chegando a 39% dos consultados pela pesquisa CNI-IBope, divulgada nesta sexta-feira (1º). Enquanto isso, 36% consideram regular e apenas 13% avalia como ótimo ou bom.
 
Enquanto que a maioria da população diz não aprovar o governo Temer, os resultados revelam apenas três pontos percentuais acima daqueles que consideravam o governo da presidente afastada Dilma Rousseff ótimo ou bom. A diferença, contudo, é que o levantamento feito com Dilma ocorreu no ápice do seu processo de impeachment, em março de 2016. Ainda assim, a baixa popularidade de Temer é equiparada à da presidente no seu momento de maior crise política, considerando a margem de erro de dois pontos da pesquisa. 
 
Ainda no aspecto comparativo entre Dilma e Temer da CNI-IBope, 44% dos entrevistados acreditam que o governo Michel Temer está sendo igual ao de Dilma Rousseff. Mas uma rápida análise da pesquisa em grandes veículos de comunicação demonstra que os resultados não foram, contudo, divulgados como similares:
 

Foto: Jornalismo Wando
 

O levantamento mostra, ainda, que a maioria dos entrevistados (53%) desaprovam a maneira de governar do presidente provisório, contra 31% que aprovam. O nível de confiança da população em relação à gestão do peemedebista também é de balanço negativo: 66% não confiam e apenas 27% confiam em Temer.
 
A pesquisa revela em qual faixa etária o interino tem maior apoio: a população de 55 anos ou mais, que correspondem a 35% da baixa porcentagem que aprova a maneira de governar. Também nesta idade está o maior número de pessoas que afirmaram confiar no presidente em exercício.
 
Regiões
 
Temer angariou mais desaprovação na região nordeste do país, onde 44% dos ouvidos consideram sua gestão ruim ou péssimo, 72% não confiam no interino e 63% desaprovam a maneira de governar do peemedebista. E “para 38% dos residentes na região Nordeste, o governo Temer está sendo pior que o governo Dilma Rousseff. Esse percentual cai para 25% entre os moradores do Norte e Centro-Oeste, 20% no Sudeste e 19% no Sul”, completou a pesquisa.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. E dai, Dilma não caiu só por

    E dai, Dilma não caiu só por ter pouca aprovação.

    Caiu por não saber se portar politicamente.

    Caiu por não ter honra e se deixar atacar por um juiz de primeira instancia e não reagir.

    Caiu por permitir que seu indicado e re indicado fosse aos EUA atacar nossa maior empresa.

    Caiu porque deu força á lava jato que está acabando com o País.

    E por isso tudo ela não vai voltar.

    • Faltou dizer

      – caiu por causa de um congresso sem vergonha e golpista

      – caiu por causa de um bando de coxinhas alienados que acham que democracia é detalhe inútil – umas bestas que se esqueceram de 21 anos de ditadura.

      – caiu por causa de um vice vigarista que, além de ladrão, é um traidor sem escrúpulos.

       

  2. Ai de quem falar mal

    Vamos fugir para o Chile!

    Temer vai mal mas vai melhorar rapidinho. 

    Acaba de recriar o SNI. O general Etchegoyen está rindo a toa!

    Trecho do decreto do vice presidente golpista usurpador:

    II – Contrainteligência: atividade que objetiva prevenir, detectar, obstruir e neutralizar a Inteligência adversa e as ações que constituam ameaça à salvaguarda de dados, conhecimentos, pessoas, áreas e instalações de interesse da sociedade e do Estado. 

    Grampeei aki: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/temer-recria-o-sni-da-ditadura

     

  3. O bom da pesquisa é isso,

    O bom da pesquisa é isso, cada grupo faz a leitura que quer. 

    Para o PIG essa posição é ótima, visto que ele está apenas cinquenta dias no cargo.

    Segundo alguns analistas piguais, a medida que o tempo passar ele vai subir nas pesquisa. 

    Então tá !

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome