É terça gorda! Chame o nutricionista!, por Rui Daher

É terça gorda! Chame o nutricionista!, por Rui Daher

Segunda magra que antecede à terça-gorda do Carnaval 2017. Na sequência, termino a coluna para a CartaCapital, que poucos lerão preocupados com o resultado do desfile das escolas de samba de São Paulo, dou baforadas no charuto nicaraguense (os cubanos só com o Fernando Morais), ouço Carminho cantando Jobim (presente do amigo Márcio Alemão), e sorvo os últimos goles de um chileno menor de 30, agora que muitos pedem a volta de Belchior.

Estou em minha casa, São Paulo, que segundo as folhas e telas cotidianas não fez cirurgia bariátrica e amplia a gordura de seu Carnaval com blocos e famílias tomando as ruas da cidade. Quatro dias gordos, pois. Estariam à procura de Doriana Júnior para passa-lo no pão? Estranhos, esses paulistanos.

Demoro para atender o telefone que toca. Moacyr Franco, Hortência, algum pastor evangélico, o cantor Daniel? Lembro da TV me informar sobre bloco sertanejo de Carnaval, no bairro de Moema. Bregas, esses paulistanos.

Diante da insistência, atendo.

– Porra, que merda você está fazendo em casa? A cidade tá fervendo.

É Nestor.

– Esqueci. Me dá uns segundos para pensar. E você onde está?

– Aqui, com o Pestana.

– Meio vago, não?

– Na Redação, ora.

– Fazendo o quê? Não esperem que eu pague horas extras. Vai mudar a CLT.

– Nada! Na televisão do Nassif, vendo umas gostosas desfilarem.

– Cacete! Pediram licença ao Luís ou à Lourdes?

– Não. Eles são liberais.

– Então tá. Mas do que se trata?

– Conversávamos aqui e achamos que você deveria escrever sobre assuntos mais sérios no BRD, Blog-Boteco do Rui Daher, no GGN.

– Merda de papo para um dia de Carnaval. Esquecem Millôr, Ivan Lessa, Tarso de Castro, Maciel, os cartunistas, Sérgio Augusto, Francis, Ziraldo, Fritz?

– Viu hoje? Carnaval! E mesmo assim Temer e Zé Yunes, perda de referencial das instituições, os inimigos íntimos da Lava Jato, venda de terras a estrangeiros, greve de policiais na 3ª pessoa da Santíssima Trindade, Serra, censura da Globo ao “Fora Temer”.

– E daí? Alguém ainda pode duvidar quem é Temer? Conheço propriedade sua perto da Praça Pan-americana, a casa de Yunes em Ilhabela, os objetivos da Lava Jato e a tonta da Dilma que a deixou prosperar, Serra – que Nassif já considerou estadista contra meu vômito. E Globo, ora a Globo. Sobre a venda de terras a estrangeiros, escrevi há dias e não houve destaque.

– Esse amargor, Rui, não vai te levar a nada.

– Mas já não estamos no nada?

– Vem pra cá.

– Vou não. Um leitor me pediu enviar um exemplar do “Dominó de Botequim”. Estou caprichando na dedicatória.

– Como está indo?

– Nesse passo, devo finalizar a venda da 1ª edição em 2025.

– Obra póstuma.

– No dia 10 de março, autografo na Realejo Livros, de Santos. Vocês vão, né?

– Paga o combustível?

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora