“Hoje a família Bolsonaro dorme preocupada”: Nassif e Auler comentam Witzel na CPI e o escândalo da Saúde. Assista

Com informações exclusivas, Nassif comentou a máfia das OSs no Rio e as ligações com Pastor Everaldo, Roberto Bertholdo e Ricardo Barros

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

De segunda a sexta, sempre às 20h00, Luis Nassif comanda uma live na TVGGN (o canal do GGN no Youtube) para comentar os fatos mais quentes do dia ou da semana. Desta vez, o convidado foi o jornalista Marcelo Auler. Em pauta, a participação estrondosa de Wilson Witzel na CPI da Covid e o esquema suspeito de corrupção na Saúde do Rio de Janeiro, envolvendo operadores ligados ao ex-ministro e líder do governo, Ricardo Barros.

À CPI, Witzel acusou Bolsonaro de ser o responsável pela hecatombe que se tornou a pandemia de coronavírus, com mais de 490 mil mortes desde março de 2020. Ele disse que o presidente da República, por negacionismo e interesses políticos, recusou ajuda aos governadores e prefeitos, que foram abandonados à própria sorte. Witzel ainda usou o caso Marielle Franco como justificativa para o rompimento com Bolsonaro e a alegada “perseguição” que diz sofrer desde então – até culminar no processo de impeachment. Ele também desnudou o papel de Sergio Moro em preservar o governo Bolsonaro quando as investigações sobre a execução de Mairelle se aproximaram do porteiro do presidente da República.

Com informações exclusivas, Nassif comentou a máfia das OSs no Rio e as ligações com Pastor Everaldo, Roberto Bertholdo e Ricardo Barros. Auler pediu cautela em relação ás investigações contra o próprio Witzel. Nesta quarta (16), mesmo dia em que depôs à CPI, Witzel virou réu pela segunda vez, acusado de liderar a organização criminosa que supostamente desviou recursos da Saúde no Rio.

Assista aqui:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Bolsonaro não é veterinário e muito menos médico. Ele é açougueiro, por isso empurra cloroquina no rebanho, em vez de adquirir a vacina. Mais cara é a clorominiota ou a vacina? Quem comeu eu a diferença? O 4at9 bozal

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome