El Pais e o Brasil

Por weden

Nassif, URGENTE,

Estamos perto de um guerra de imprensa sem precedentes. O jornal El PAIS receberá demonstrações de ódio eterno da imprensa brasileira.

No seu caderno especial sobre os 100 protagonistas do ano, o jornal não somente traz um artigo de Lula na abertura da categoria Líderes, como entre os políticos/executivos/empresários aponta Dilma Roussef como uma das mais importantes.

Ai já é demais. Não sabem brincar não brinquem. Lula e Dilma de uma só vez? (Clique aqui).

Abaixo um trecho do artigo de Lula

Es la hora de la política

Por Luiz Inácio Lula da Silva

Escribo estas notas en Roma, horas antes de partir para Washington, donde el día 15 de noviembre voy a participar en la reunión de líderes mundiales, mientras la comunidad internacional está evaluando aún los daños provocados por la más grave crisis financiera desde 1929.

Las respuestas a los desafíos actuales no pueden provenir de los especialistas, que durante tres décadas han aplicado las recetas que nos han llevado al actual colapso de la economía mundial. Lo que necesitamos son otros consejos, provenientes de hombres y mujeres con acusada sensibilidad social, preocupados por la producción, por el empleo y por un orden global más equilibrado y democrático. Como dije en mi reciente discurso ante la Asamblea General de la ONU, ha llegado la hora de la política.

El pensamiento neoconservador y recetas como las del Consenso de Washington consagraron la autorregulación de los mercados, la hegemonía del capital especulativo y la práctica inutilidad del Estado. El predominio de semejantes ideas encubría en realidad una actividad especulativa sin precedentes, que provocó una separación prácticamente total entre las esferas productiva y financiera. La economía global se transformó poco a poco en un enorme casino.

La crisis financiera ha obligado a los fundamentalistas del liberalismo a rendirse a la evidencia de su propio fracaso y a implorar la acción del Estado para evitar un posible agravamiento. De repente, la intervención estatal dejó de ser abominable y pasó a ser indispensable para los defensores de la tesis falaz -y durante mucho tiempo, poco cuestionada- de que el mercado es virtuoso por definición y capaz de regularse a sí mismo.

Leia também:  Classe média é o vetor de mudança social, diz Nelson Barbosa

Segue

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

23 comentários

  1. Estas notícias estampadas nas
    Estas notícias estampadas nas páginas do El País,nada mais é que a maior demonstração de independencia de um veículo de informação,a serviço da verdade e da análise pura dos fatos,sejam eles do gôsto dos patrões,ou não.
    Imaginem se algum diretor de redação de jornal do Brasil,iria permitir tamanho elogío ao brasileirinho quase analfabeto,que “ousou”desafiar o status quo reinante na política brasileira,e mostrar ao mundo civilizado(o que significa mesmo a palavra civilização?)que é possível fazer as coisas acontecerem,basta vontade política.

  2. Isso mostra o quanto a
    Isso mostra o quanto a insanidade roda a imprensa brasileira. Como classifica Mino Carta, é uma mídia imprestável. Aliás, ela se presta ao que prego os donos dos meios. Somente eles têm liberdade de imprensa. Os jornalistas brasileiros são extremamente conservadores. O objetivo não declarado de todos eles é a destruição do Partido dos Trabalhadores. Que ousadia desse Partido levar o povo para a política. Principalmente de colocar um Presidente da República que é respeitado pelo mundo inteiro. Não adianta os frias, civitas, marinhos e mesquitas se estrebuncharem. Enquanto os cães ladram a caravana passa. É ISSO.

  3. Lula vc é demais né? as
    Lula vc é demais né? as pessoas ficam atônitas mesmo, 4 ano´romário, carisma sobrando e esse show pelo mundo, vc nos tirou o complexo de vira latas.Vc é 10000000000000000000

  4. O primeiro mundo é aqui, o
    O primeiro mundo é aqui, o Nordeste é no Haiti. É comovente acreditar que a imprensa internacional tornou-se um oráculo para muitos brasileiros entusiasmados com atual conjuntura.Ainda mais quando há divergência de visão entre os daqui e os de lá frente à realidade do país.
    Mudou para melhor pois hoje os nossos demônios não são mais a CIA, FMI , BIRD e quejandos.A imprensa internacional não está mais infiltrada de agentes desestabilizadores das nossas instituições democráticas.O que se diz à boca pequena é que hoje vivemos ameaçados pela grande mídia nacional que procura diuturnamente minar os pilares estruturais do nosso amado governo. Devemos nos apegar ao apoio internacional e em primeiro lugar aos nossos hermanos latinos americanos que adotam a linha política bolivariana introduzida pelo grande líder Hugo Rafael Chávez Frías.
    No primeiro mundo já contamos com o firme e incondicional apoio de defensores da estabilidade política brasileira.Temos os exemplos significantes dos ícones do capitalismo a saber: o NYT, The economist, El País, Wall Street Journal e outros mais. De mais a mais contamos com o Obama. Podemos dormir tranqüilos.

  5. Leitura frequente de Clóvis
    Leitura frequente de Clóvis Rossi, “El País” será acusado de ter-se tranformado numa “Carta Capital” em espanhol.

  6. A mídia conservadora
    A mídia conservadora tupiniquim vai morrer de raiva. Afinal, eles só saber repercutir a cabeça dos donos dos meios. Os frias, mesquitas, civitas e marinhos já não conseguem pautar o povo brasileiro. Graças a internet os jornalões e televisões que deturpam as informações estão com seus dias contados. O jornalismo brasileiro é de dar vergonha a qualquer consideração de ética ou de compromisso com o país. E o Lula é o melhor presidente que esse país já viu. Isso o mundo já reconhece, falta a mídia brasileira dar o braço a torcer. Mas não importa, pois o povo brasileiro já o reconhece. E isso é o suficiente. É ISSO.

  7. Meu vizinho tucano quando leu
    Meu vizinho tucano quando leu o especial com o texto de Lula começou a quebrar a cristaleira e gritar “não foi o Lula que escreveu, não foi o Lula que escreveu!”.

    Só parou quando chegou o Samu.

  8. Não há dúvida de que Lula e o
    Não há dúvida de que Lula e o Brasil representam hoje um papel internacional relevante. Não se deve esquecer no entanto que El País faz parte de um grupo com fortes interesses empresariais em nosso país. Ele pertence ao grupo Prisa, um gigante da mídia: 3 bi 700 mi euros de faturamento em 2007. Dono da marca editorial Santillana, Prisa é sócio majoritário (75%) da Editora Objetiva, que edita entre outras coisas o dicionário Houaiss, da Editora Salamandra, literatura infanto-juvenil, e da Editora Moderna (100% das ações desde 2001). A Moderna é especializada em obras didáticas. Todas as 3 têm portanto grande interesse nas encomendas governamentais de livros didáticos, paradidáticos e de referência (dicionários, etc.).
    Uma coisa pode não ter nada a ver com a outra, mas…

  9. Lembrei-me depois de
    Lembrei-me depois de despachar o comentário anterior de outro detalhe interessante: o prêmio Don Quijote que Lula recebeu foi criado pela Junta de Castela-La Mancha e pela Fundação Santillana, do grupo Prisa. Haja afago.

  10. nossa imprensa tem verdadeiro
    nossa imprensa tem verdadeiro horror,dos improvisos do lula.fico na expectativa ao saber que nosso presidente tem um artigo publicado em jornal europeu.isso vai levar á loucura certos blogueiros.

  11. Seria ótimo que o Blog,
    Seria ótimo que o Blog, através de alguém como o Weden, que tem lente internacional, nos brindasse com um realinsing semanal tipo: O Brasil segundo o mundo etc. Isso nos manteria melhor informados sobre este nosso País, direito mínimo e elementar que a nossa imprensa nos sonega.

  12. Calma, pessoal. Ainda que não
    Calma, pessoal. Ainda que não seja pouco, pelo contrário, são 100 personalidades Iberoamericanas:

    “Éste es un homenaje a un centenar de personajes buscados y hallados en todos los rincones del planeta, si bien, fieles a la vocación de EL PAÍS como periódico global en español, se han centrado las pesquisas en los personajes de origen iberoamericano, lo que, aunque parezca contradictorio, no ha sido limitante. El criterio aplicado, lejos de reducir opciones, ha sido una útil herramienta para abrir el espectro frente a una actualidad que idealiza y jalea hasta la extenuación todo lo anglosajón eclipsando otros mundos.”

  13. Quero agora vê que
    Quero agora vê que estratégias que o PSDB e os Demos da vida, vão arrumar para derrubar o melhor Governo de todos os tempos.

  14. Lula e Dilma . . . . . Esta
    Lula e Dilma . . . . . Esta dupla vai longe . . . . joguei nas runas e deu pedra de ouro . . . . .

  15. Pode até haver alguns
    Pode até haver alguns interesses, por trás desta notícia, agora, para um governo que tem aprovação de mais de oitenta por cento da população, isso não é nenhuma surpresa.Sdc

  16. El País, e a Newsweek (aquela
    El País, e a Newsweek (aquela revistinha semanal que morre de inveja da veja…) colocam o Lula entre os mais importantes líderes do mundo. E nem inglês ou espanhol ele fala! Nenhum título de “honoris causa” nas Oropas.
    Esse pessoal estragou o Natal do Fernando Henrique, el magnífico…

  17. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome