Entre as piores inflações, Guedes diz que economia do Brasil está “muito confortável”, em Davos

Durante Fórum Econômico Mundial, em Davos, Paulo Guedes falou que o Brasil "está numa posição muito confortável"

Agência Brasil

Durante evento no Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça, Paulo Guedes falou que o Brasil “está numa posição [econômica] muito confortável” e “sólida” e que “não dormiu” no combate à inflação.

Em abril, o Brasil teve a pior prévia de inflação desde 1995, com o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) chegando a 1,73%.

Ainda, nos últimos 12 meses, o Brasil teve a quarta maior inflação dos países que integram o G20, as grandes economias, com 12,1%, ficando atrás somente da Rússia (17,8%), Argentina (58%) e Turquia (69,9%).

Junto com este último, são os dois únicos países entre as grandes economias com inflação, juros e desemprego em níveis de dois dígitos.

Mas, para o ministro da Economia do governo Bolsonaro, o Brasil está bem. “Fizemos política fiscal contracionista, política monetária contracionista, o BC está bem à frente da curva”, disse.

No evento internacional, Guedes disse que o FMI errou ao projetar que a dívida bruta do Brasil poderia superar 100% do Produto Interno Bruto (PIB). Hoje, a dívida está em 78,5%, um alto índice. E ainda prometeu que será o primeiro país a “se livrar” da inflação.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bruno Cabral

- 2022-05-25 14:41:31

Quando não mente, falta com a verdade

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador