Marginal Tietê não tem mortes por atropelamento há mais de um ano e meio

Jornal GGN – Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo, a marginal Tietê não tem mortes por atropelamento há mais de um ano e meio. As últimas mortes de pedestres na avenida foram registradas em março de 2015.

Em julho de 2015, a gestão Fernando Haddad (PT) determinou a redução das velocidades máximas permitidas nas marginais Tietê e Pinheiros. A pista local passou de 70 km/h para 50 km/h, a central foi de 70 km/h para 60 km/h e a pista expressa foi reduzida de 90 km/h para 70 km/h.

Nesta semana, a equipe do prefeito eleito João Doria (PSDB) anunciou que o aumento da velocidades permitidas nas marginais, que entram em vigor a partir de 25 de janeiro.

Entre agosto de 2015, quando as velocidades foram reduzidas, até outubro deste ano, foram registrados 39 acidentes com vítimas fatais nas marginais Tietê e Pinheiros, incluindo atropelamentos e colisões. O número representa uma queda de quase 50% em relação aos 15 meses anteriores.

A futura gestão disse que irá implantar um programa que terá medidas de sinalização, orientação e fiscalização para diminuir os acidentes nas marginais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora