Dólar bate novo recorde nominal; bolsa sobe 1,81%

Cotação da moeda norte-americana chega a R$ 5,26; alta do petróleo ajuda ações da Petrobras a puxarem índice doméstico após duas quedas

Jornal GGN – O mercado brasileiro terminou as operações em alta nesta quinta-feira, influenciado pelo ganho das ações da Petrobras por conta da valorização do petróleo no mercado internacional.

O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) encerrou o dia em alta de 1,81%, chegando aos 72.253 pontos e com um volume negociado de R$ 23,421 bilhões.

Apesar das preocupações em torno da pandemia do coronavírus, houve algum alívio no mercado de petróleo – os preços chegaram a subir 10% depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esperar por um acordo entre Arábia Saudita e Rússia para encerrar a disputa pelo mercado de combustível.

O avanço do petróleo no mercado internacional afetou diretamente as ações da Petrobras – nesta quinta-feira, as ações preferenciais da estatal (PETR4) terminaram em alta de 8,59%, negociada a R$ 15,43.

Apesar desse alívio, os dados recordes relacionados aos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos levaram analistas a ficarem mais cautelosos. O país registrou um recorde de 6,65 milhões de pedidos de ajuda, ante 3,3 milhões em dados não revisados na semana anterior, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho norte-americano.

No Brasil, os investidores acompanharam os anúncios do governo para combate ao coronavírus.

No câmbio, a cotação do dólar comercial fechou em alta de 0,09%, sendo negociada a R$ 5,2645 na compra e R$ 5,2661 na venda. Desta forma, a moeda bateu mais um recorde nominal no fechamento desde a criação do Plano Real.

O Banco Central vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em outubro de 2020 e janeiro de 2021 oferecidos em leilão, com o objetivo de rolar os contratos já existentes.

 

(com informações da Reuters)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador