Seminário Escola de Economia GV – 1

Palestra Delfim Netto
Condições recebidas pelos economistas do plano Real, após o trabalho deixado por Fernando Collor, com todos os indicadores caminhando para o equilíbrio:

1. Crescendo a 5,5% com equilíbrio em contas correntes, demonstrando se ter taxa de cambio em equilíbrio.

2. Relação dívida/PIB: 30%.

3. Carga tributária bruta 26%.

4. Inflação de 1.000% ao ano, o único problema a enfrentar.

Depois do plano:

1. Redução ritmo de crescimento.

2. Déficit em contas correntes: primeiros quatro anos de US$ 100 bi, apesar da venda de US$ 100 bi em patrimônio nacional.

3. Carga tributária bruta em 36% do PIB.

4. Dívida pública a 56% do PIB, caindo agora a 50%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora