A importância comercial do Irã

Do Terra

China investe US$ 40 bilhões no setor de energia do Irã

A China, que se tornou o principal sócio econômico e comercial do Irã, investiu cerca de US$ 40 bilhões no setor petroleiro e de gás da República Islâmica, declarou neste sábado uma autoridade iraniana. “A China participa de projetos de prospecção no valor de US$ 29 bilhões, e de projetos de transformação, sobretudo na construção de fábricas petroquímicas e de refinarias, de um valor de US$ 10 bilhões”, declarou o vice-ministro do Petróleo, Hossein Noghrekar Shirazi, citado pela agência Mehr. Ele acrescentou que Pequim pretende participar da construção de sete novas refinarias.

Em 2009, a China se tornou o maior sócio comercial do Irã, com US$ 21,2 bilhões em trocas comerciais contra US$ 14,4 bilhões três anos antes, graças em parte à retirada das companhias ocidentais devido à pressão de seus governos. As sanções internacionais contra o Irã por seu polêmico programa nuclear, decididas principalmente pelos Estados Unidos e pelos países da União Europeia (UE), permitiram à China reforçar sua presença na República Islâmica. Pequim indicou que não aprova as sanções decididas na segunda-feira passada pela União Europeia (UE), que apontam principalmente para o setor petroleiro e de gás.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome