GGN

Ministro da Saúde diz que quarentena foi “precipitada”

Jornal GGN – O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que as medidas de restrição e isolamento de pessoas para lidar com o coronavírus foram “precipitadas”. Sem contrariar a quarentena, disse que a medida não foi tomada no tempo adequado.

“Tem que arrumar esse negócio de quarentena, foi desarrumado, foi cedo, foi precipitado”, disse Mandetta, um dia após a entrevista coletiva de Jair Bolsonaro, em que contrariou todas as medidas de proteção recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais cedo, o próprio ministro havia afirmado que não iria endossar o discurso contra a ciência e autoridades sanitárias mundiais, posição tomada por Bolsonaro no discurso desta terça (24). Segundo coluna de Guilherme Amado, da Época, Mandetta iria concordar com o isolamento do maior número possível de pessoas.

Entretanto, há pouco em entrevista coletiva, o ministro mostrou algum recuo: “Ficou uma sensação de ‘entramos, e agora como sai dela?’”, disse, antes de defender que os governadores que adotaram medidas mais rigorosas de restrição de locomoção agora precisam se reposicionar rapidamente.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile