Queiroga silencia sobre falta de vacinas no Brasil

Em evento realizado em São Paulo, ministro aproveitou para celebrar logística e afirmar que país tem “excesso de vacinas”

Ministro Marcelo Queiroga - foto: Ministério da Saúde/via Agência Brasil

Jornal GGN – A celebração do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em torno da logística do Ministério para a entrega de vacinas contra a covid-19 esconde, na verdade, a falta de imunizante em diversos estados.

Pelo menos seis estados já descartaram a antecipação da segunda aplicação da vacina por falta de doses – levantamento elaborado pelo jornal Folha de São Paulo indica que os estados de São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e Rio Grande do Norte não poderão antecipar a segunda dose enquanto não receberem mais imunizantes do governo federal, especialmente da AstraZeneca.

Ajude o GGN a ser ainda melhor. Clique aqui e saiba mais

Contudo, Queiroga negou problemas de distribuição e afirmou que os estados que não acompanharem o Plano Nacional de Imunização (que engloba a antecipação da vacinação entre alguns grupos) terão dificuldade em seguir o cronograma vacinal.

“Há excesso de vacina na realidade, o Brasil já distribuiu 260 milhões de doses, 210 milhões já aplicadas”, disse o ministro em evento realizado no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. “Precisa acabar com essas narrativas de falta de vacina. Isso não é procedente, o Brasil vai muito bem. O Brasil já é dos países que mais vacina no mundo”.

Leia Também

Má gestão da pandemia tornou o Brasil ‘celeiro’ de mutações do coronavírus

Renan Calheiros vai sugerir mudanças na Lei do Impeachment ao final da CPI

Politização da pandemia comprometeu combate à covid-19, diz Renan

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome