TV GGN: A parceria entre procuradores e advogados contra a Petrobras, por Luis Nassif

Procuradores preparam minuta para advogado de minoritários pedir o impeachment de Gilmar Mendes, uma relação bem pouco lícita.

Jornal GGN – A última leva de diálogos indevidos feitos pelos procuradores da Lava Jato evidencia uma relação bem pouco lícita com o advogado Modesto Carvalhosa. Thaméa Danelon e Deltan Dallagnol dão asas ao ilícito da primeira minutar um pedido de impeachment do ministro do STF Gilmar Mendes, para que Carvalhosa apresentasse. E Carvalhosa não é só o cavaleiro do ‘impeachment perdido’, mas também advogado dos acionistas da Petrobras, que muito ganha com a relação estreita com a força-tarefa.

Veja o vídeo a seguir.

https://www.youtube.com/watch?v=Pe-oCCNuQxA&feature=youtu.be

O GGN prepara uma série de vídeos que explica a influência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Clique aqui.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+almeida

- 2019-09-17 19:44:33

Infelizmente os responsáveis pelos setores que deveriam fiscalizar e comandar a justiça, com autoridade imparcial e destemida, não fazem jus ao voto de dignidade, honradez e patriotismo que lhes foram confiados. Ao primeiro grito mais alto da grande mídia, se omitiram covardemente ante esse poder maior, que alguns ainda pensam que pertencia exclusivamente a Lava Jato. Amedrontados (as), coniventes, partícipes, traidores (as) da pátria, traidores (as) da lei e traidores (as) da ordem e seja lá o que exista de mais repugnante, todos (as) atuaram sordidamente, ao assistirem comodamente as barbaridades, as injustiças, os abusos e os crimes que estavam sendo cometidos pelos seus pares, sem que se dispusessem ter a dignidade que se esperava ao desempenho de suas funções e de suas autoridades em favor da lei, da ordem, da constituição, da democracia, do estado de direito, da imparcialidade, da virtude e do destemor, que são condições essenciais ao cargo de juízes e de juízas, que, parecendo uma grande e debochada piada, a grande maioria ainda ocupa sem tenham sofrido qualquer punição. Não é possível imaginar como estaria o Brasil hoje, se não fosse o trabalho jornalístico autêntico e destemido do The Intercept. Se hoje, após três meses de divulgação, a destruição do país foi acelerada ao ponto de causar a maior destruição que já se viu na Amazônia, quanto pior ainda seria caso não houvesse o providencial surgimento do The Intercept? O jornalismo sério, corajoso, confiável e profissional que o The Intercept mostra ao mundo, já aos criminosos da toga e que jogou na sarjeta a grande mídia parcial, delinquente, sanguessuga, medíocre, parasita, serviçal, partidária, inconfiável, baba-ovo e lambe-botas. Lei do Abuso de Autoridade, já!

Luiz Cezare Vieira

- 2019-09-17 18:10:03

Depois da queda do homem e expulsão do Éden Deus criou o dinheiro. Todas as crônicas da política tratam de dinheiro e suas podridões. Que miséria, adoradores do bezerro de ouro.

Marcio

- 2019-09-17 11:43:35

Quando a esperança é gilmar mendes, penso comigo: TÁ DANADO!!

Marcio

- 2019-09-17 11:38:03

O "gado" não fica sabendo, não toma conhecimento de nada. A grande (??) imprensa nada divulga.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador