Bolsonaro: “Finalzinho da pandemia” e “nosso governo foi que melhor se saiu”

"Devemos levar tranquilidade à população e não o caos. O que aconteceu no início da pandemia não leva à nada", insistiu, em meio ao aumento dos casos e mortes no Brasil

Jornal GGN – Com 179.063 mortes por coronavírus e atingindo um novo recorde de mortes diárias nesta semana – 848 somente nesta quarta (09) e alertas de todos os especialistas de um novo aumento de casos no país, para Jair Bolsonaro estamos no “finalzinho da pandemia”.

Para o mandatário, ainda, o seu governo -amplamente criticado pelo mundo pela ineficiência e omissão frente ao coronavírus- foi “o que melhor se saiu” da epidemia.

“Falar um pouco do governo, que ainda estamos vivendo o finalzinho de pandemia. O nosso governo, levando-se em conta outros países do mundo, foi aquele que melhor se saiu, ou um dos que melhores se saíram na pandemia”, disse.

A declaração foi dada durante um evento, nesta quinta (10), de inauguração da ponte do rio Guaíba, em Porto Alegre, e chegou a afirmar que o suposto fim do coronavírus no Brasil é decorrente do uso da cloroquina, medicamento que cientificamente não apresentou eficácia contra a doença.

Mais de 80% dos estados brasileiros vem sofrendo uma alta nos números de mortes e infecções de coronavírus nas últimas semanas. Somente nesta quarta (09), foram 54.203 novos casos de contágios no Brasil e a maior média móvel de mortes pela doença desde o final de setembro.

Em seu discurso, contra todos os dados, Bolsonaro insistiu que a pandemia já está no fim. Ao mencionar outros países que supostamente “se saíram bem” do coronavírus, citou o continente da África, que também teria usado a cloroquina para tratar malária e teria conquistado imunidade para o Covid-19. “Precisa ser muito inteligente para saber? Não precisa”, disse ainda.

“Devemos levar tranquilidade à população e não o caos. O que aconteceu no início da pandemia não leva à nada. Lamentamos as mortes profundamente e assim sendo, vamos vencendo obstáculos”, comemorou o presidente brasileiro.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. O trabalho do governo do irresponsável é tão melhor que os outros, que até a Índia com população 6X maior que a do Brasil, está tendo dificuldade de alcançar, em número de mortos. Bolsonaro não quer largar o posto de 2º, colado no país de seus sonhos, do governo que mais se descuidou com o seu povo.
    Não se preocupe ele, que mesmo gastando em publicidade e fake news, muitas matéria ainda virão mostrando que a gripezinha não vai largar tão cedo do noticiário.

  2. So um sujeito desprezivel, um louco, um genocida assumiria postura tão rasteira ante uma montanha formada por centenas de milhares de corpos.
    Por outro lado, se a declaração deste sujeito sobre seu desgoverno ter sido “o que melhor se saiu” for relativa ao que mais matou, este louco mente descaradamente pois EUA first. 
    Mas do jeito que estamos indo quem sabe não os ultrapassaremos nesta competição macabra?

  3. O braZil do despresidente FQM (fala qualquer m#[email protected]), daquele país onde “a Bíblia está acima da Constituição” (®Jair Jones Bozzonaro) está no pódio (entre cerca de 200 países) em praticamente TODOS os PIORES índices da pandemia: casos totais, diários, mortes totais, diárias…e lá atrás em mortes, casos e testes por habitante. Fora a enorme de coordenação e desinformação que reina nesta ainda Ilha de Vera Cruz.
    Aí ele faz estas declarações e FICA TUDO POR ISSO MESMO!
    Talvez achem divertido…
    Se não fosse trágico!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome