Os cortes na educação no estado de São Paulo, por M.

Os cortes na educação no estado de São Paulo

Por M.,

O Sr. saberia esclarecer o que está havendo com as verbas publicas, em especial com as verbas direcionadas ao setor da educação do Estado de SP?

Sou Professora de educação  básica há 23 anos e exerço a função de Professora Coordenadora há 16 e nossas escolas a partir do final do ano passado para cá vem passando por uma serie de cortes e reduções.

Tais medidas do Sr. Governador compreendem desde a diminuição de verbas para aquisição de materiais de consumo, como papel sulfite e suprimentos para impressão, material de limpeza e verba de manutenção do prédio como redução do número de funcionários.

Em 31/12/14 foi publicada uma resolução exigindo Professores Coordenadores de Apoio das escolas que apresentavam problemas de baixo rendimento e em 13/01/14 uma nova Resolução que reduziu o número de Coordenadores Pedagógicos das escolas de maneira a sobrecarregar aqueles que permaneceram e consequentemente prejudicar o desenvolvimento das atividades pedagógicas.

Se já era ruim, imagine o Sr. como não ficará!

Eu terei minha designação cessada em 02/01/15 após 16 anos na função. O que está acontecendo? Fica aí a sugestão para estudos sobre um problema a ser debatido com a sociedade que na maioria das vezes não tem conhecimento dos fatos e problemas pelos quais passamos.

Só um adendo: as justificativas que temos recebido é que a S.E.E. vem passando por uma redução de despesas, por isso, os cortes…

9 comentários

  1. A Educação em SP

    já era ruim, agora vai ficar muito pior.  Os tucanalhas sempre conseguem fazer as coisas piorarem mais do que já estão. 

  2. Comentário

    Essa é a realidade das escolas da rede estadual de São Paulo.

    Este ano não havera reajuste salarial  para o magisterio e os

    servidores da educação. Isto não sai na grande mídia.

    Vergonha!

  3. Vai continuar pagando revistas?

    Gostaria de saber se irá continuar a pagar as tais revistinhas ou o tal corte irá atingir tão somente os funcionários públicos, inclusive os professores, que restariam, segundo o comentário acima, sem majoração este ano?

     

  4. Asdim como ocorreu no governo

    Asdim como ocorreu no governo federal, o corte de verba da educação é por simplesmente não ser recursos necessários

  5. Se para os professores a

    Se para os professores a situação está para lá de péssima, imaginem como estão os funcionários que ganham praticamente menos de um terço do salário de professor, e olhe lá ainda! Ensino Público Estadual a passos firmes rumo à privatização!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome