Das máximas de FHC: em caso de desespero, dramatize

Jornal GGN – Almoço com 602 empresários organizado pela Lide, com direito a declarações de Fernando Henrique Cardoso e Armínio Fraga. O empresariado está arredio com Aécio, apontam pesquisas, e declarando preferência por Marina.

Na pesquisa encomendada pelo Lide para medir o clima empresarial com as eleições, a vencedora, segundo apurado, seria Marina, com 53%, contra 35% para Aécio e 12%, Dilma. Nas pesquisas anteriores e nos mesmos moldes, o tucano tinha ampla vantagem, e esta vantagem agora caiu no colo de Marina.

FHC foi aplaudido de pé ao dizer que é preciso dramatizar o episódio recente da Petrobras no horário eleitoral gratuito. Disse também, que Marina fez isso (de dramatizar) e que é um modo de comunicação importante. Comparou Petrobras com mensalão e elogiou Roberto Jefferson. Os empresários adoraram.

No entanto, nem ele nem Armínio Fraga responderam sobre o fim do Fator Previdenciário, criado por ele para manter a Previdência por mais algum tempo, e prometido por Aécio. E defendeu a ideia de um Banco Central independente.

Leia a matéria do Estadão a seguir.

Do Estadão

Ao lado de tucanos, empresariado faz aposta em Marina

PEDRO VENCESLAU E ELIZABETH LOPES – O ESTADO DE S. PAULO

Setor, que sempre demonstrou preferência por Aécio, indica em evento com FHC e Armínio Fraga que não crê em vitória do PSDB

A tentativa do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, de transformar em uma “onda de razão” seu crescimento nas pesquisas de intenção de voto mais recentes – que foi de dois pontos, segundo o Datafolha, e de quatro, de acordo com o Ibope – não entusiasmou o empresariado.

Depois de uma almoço com 602 empresários de grande porte ontem em São Paulo, em torno do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, apontado como virtual ministro da Fazenda em caso de vitória tucana, uma pesquisa em tempo real feita entre os presentes mostrou que o segmento está cético em relação a uma virada.

Leia também:  Xadrez do pacto político entre PT e a centro-direita, por Luis Nassif

Coordenado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e encomendada pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), o levantamento fez diversas perguntas para medir “o clima empresarial” em tempo das eleições. Uma delas questionou quem vencerá a disputa presidencial. A candidata do PSB, Marina Silva, apareceu em primeiro lugar, com 53%, seguida de Aécio Neves (PSDB), com 35%, e Dilma Rousseff , com 12%.

A mesma pergunta foi feita pelo Lide e FGV aos empresários nos últimos cinco eventos do gênero realizados desde março. Em todas as ocasiões, até então, Aécio liderou com folga: 56% em março, 60% em maio, 80% em julho e 64% em agosto. Antes da morte de Eduardo Campos, a chapa do ex-governador com Marina alcançou 14% nos meses de março e maio, caindo para 8% em julho. Em agosto, depois do acidente, Marina chegou a 19%.

Dramatização. Liderado pelo empresário ligado ao PSDB João Dória, presidente do Lide, o almoço foi usado como palanque por FHC e Fraga. Em sua fala, o ex-presidente defendeu que o PSDB “dramatize” o episódio mais recente envolvendo a Petrobrás no horário eleitoral gratuito. Os jornalistas questionaram como deveria ser a “dramatização”.

“Não sou marqueteiro, mas a dramatização é um modo de comunicação importante. A Marina (Silva) respondeu à Dilma de forma dramática quando disseram que ela acabaria com o Bolsa Família. Por que o Aécio não pode fazer isso?”

Ainda segundo FHC, o caso do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal, pode ser comparado ao mensalão. “Cabe um paralelo entre o mensalão e o caso Petrobrás. O mensalão obteve recursos públicos e privados para financiar deputados que apoiassem o governo. Ao que parece, o processo é o mesmo: utilizaram recursos públicos da Petrobrás para financiar partidos da base aliada”, sustentou.

Em outra passagem, o tucano, que foi aplaudido de pé três vezes e por mais de cinco minutos em cada uma delas, citou Roberto Jefferson, um dos pivôs do mensalão, como outro exemplo de dramatização.

Leia também:  Xadrez do pacto político entre PT e a centro-direita, por Luis Nassif

“Não haveria o mensalão se não fosse o Roberto Jefferson. Em certos momentos, é preciso dramatizar para que a população sinta o que está acontecendo. O que está acontecendo na Petrobrás é passível de uma indignação direta, porque exemplifica o que está acontecendo em muitos outros lugares.”

‘Esparadrapo’. Questionado sobre a promessa de Aécio de acabar com o fator previdenciário, mecanismo criado em sua gestão para desestimular aposentadorias precoces, FHC desconversou. “O fator previdenciário é uma espécie de esparadrapo para resolver uma situação que não está resolvida. O que o Aécio diz é que, com a economia crescendo, é possível buscar um caminho melhor do que simplesmente esse esparadrapo. E que vá mais fundo.”

A decisão do presidenciável tucano de prometer acabar com o fator foi criticada por especialistas, que apontam incompatibilidade entre a proposta e o austero programa econômico coordenado por Fraga. O ex-presidente do BC preferiu não se manifestar sobre o tema.

Ironia. Durante entrevista coletiva após o almoço, Fraga ironizou uma declaração da presidente Dilma na semana passada, quando disse que não é função da imprensa investigar, mas divulgar.

“É importante que vocês (jornalistas) parem de investigar as coisas. A imprensa está com essa mania de investigar”, provocou o economista.

Em sua fala, Fraga criticou a propaganda do PT que ataca Marina por ela defender a autonomia do Banco Central. “Não foi um ataque ao nosso candidato e, sim, a Marina Silva, mas é uma loucura dizer que a independência do Banco Central vai criar uma ameaça aos programas sociais do Brasil. É um absurdo total.”

Leia também:  Xadrez do pacto: pequeno histórico dos pactos políticos, comentário de Wilson Ramos

No comercial veiculado pelo PT, a proposta de dar autonomia ao BC é relacionada à falta de comida na mesa dos brasileiros. “A estabilidade da moeda é um bem público. Hoje é consenso que o BC precisa se concentrar na estabilidade”, concluiu.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

46 comentários

  1. “Hoje é consenso que o BC

    “Hoje é consenso que o BC precisa se concentrar na estabilidade”, concluiu.”

      CALHORDA… essa “estabilidade” nada mais significa que juros altíssimos pagos em sistema de RECONCENTRAÇÃO DE RENDA. Tenho nojo dessa gente.

  2.  
    O Fernando Cardoso é bom

     

    O Fernando Cardoso é bom para puxar o saco do Clinton. Esta, é a grande especialidade do acadêmico de merda.

    Não poderia ser diferente. Um sujeito que se dizia “intelectual” de esquerda, se reunir com o que de pior existe em nossa elite de merda, digo, elite medíocre. Justo, o rebotalho liderada por um colunistazinho de desfile de poodle das dandocos paulistanas. Só poderia ser mesmo, uma elite de merda & ociólogo ídem.

    Depois, finge não saber qual a razão para o povo brasileiro reder-lhe o mais profundo desprezo e asco.

    Orlando

  3. ??????????????

    Não querem Aécio, votam em Marina, e aplaudem FHC.

    O quê a política econômica de Marina difere da de Aécio?

    O almoço estava estragado ou botaram alguma coisa na bebida?

     

  4. FHC errou ao afirmar:
    “Não

    FHC errou ao afirmar:

    “Não haveria o mensalão se não fosse o Roberto Jefferson…”

    O certo seria ele dizer:

    Não haveria mensalão se não fosse Eduardo Azeredo e Pimenta da Veiga.

    • Capa preta.

      Não haveria mensalão se não fosse Joaquim Barbosa.

      O próprio PGR da época declarou que as únicas provas que tinha era a falta de provas. Foi Joaquim Barbosa quem inventou julgamento “fatiado” mas que não respeita a dupla instância e depois sacou o “domíno do fato” do bolso da toga.

  5. O povo esta tão acostumado

    O povo esta tão acostumado com a corrupção petista que diz: mais um? 

    Corrupção é uma coisa normal, não foi o disse a presidente , normal é uma ova (por Luciana Genro).

    • Se estivessem acostumados votariam no campeão

      … de candidatos barrados pela ficha limpa que é o PSDB de aécio, ou ainda dariam uma chance pro PSB de Marina que vem em quinto colocado, os dois à frente do PT pois só ganham do PT nisso, em número de candidatos barados por corrupção.

      Quando não conseguem enganar o eleitor petista falam mal deles

    • Trensalão (paulista) e mensalão tucano (mineiro)

      Luciana Genro bem que falou da privataria tucana e da gênese do mensalão, foi o companheiro do Aócio lá das minas.

      O povo se acostumou foi com as denúncias vazias da PiG, que não correspondem à realidade.

      Na época da privataria tucana, a roubalheira comia solta. Mas tinha um engavetador…

  6. Quem diria

    Um príncipe (!!!) se agachando (de novo!) atacando de farsa a dramalhão.

    Está virando comédia!

  7. curiosidade

    Aposto como FHC daria “hum milhão” para ter uma fração da popularidade de Lula ou mesmo Dilma ,depende de regabofes como esse para relembrar que já “foi presidente” não é aclamado nas ruas nem lembrado pors eus feitos ,a não ser é claro por umas 60 ou 70 pessoas…

  8. “Dramamatização”

    Esse fegacê, viiiixe de ÇERRA45 em  2038 deveria pedir umas aulas de dramatização para o Tiririca.

    Pensando bem, seria inútil. Não tem talento e não aprende. Esquece.

    Além do mais o Tiririca não perde tempo com qualquer um!

  9. mais do mesmo nestes últimos

    mais do mesmo nestes últimos doze anos.

    com fhc é só retroceso

    e concentração economia e política

    para benfiiar os seus correligionários de sempre.

  10. Incógnita…

    Não consigo entender o apoio de empresários ao Aécio ou a Marina…. O discurso deles prega aumento de juros que acabará totalmente com consumo , e provocará forte valorização do real ante o dolar, o que por sua vez provocará uma invasão gigantesca de importados que irá varrer tudo o que sobrou de indústrias no Brasil, acabando com milhões de empregos e provocando falências em massa… Processo aliás que já ocorreu , em todo o período de paridade real / dólar com FHC , e se repetiu com os juros altos do segundo mandato tucano….

    Isso sem falar na diminuição ou cessamento completo dos empréstimos subsidiados do BNDES as empresas, como ja levantado pelos 2 candidatos de oposição, e o cancelamento da política de conteúdo local da Petrobras…

    A única explicação que me vem a cabeça é a provável flexibilização da CLT sob Marina ou Aécio, que diminuirá custos das empresas…..

    Por outro lado provocará perda de poder de compra e qualidade de vida das pessoas, diminuindo o mercado interno, e novamente prejudicando os empresários…

    A falta de diálogo de Dilma com os empresários, tão criticada pelo Nassif,  provocou uma situação de irracionalidade em um grupo que deveria ser o mais racional….

    Estão votando em quem vai os levar a falência…..

    Outra explicação que me veio a cabeça é que , com apoio da mídia, e com o financiamento público de campanhas sepultado, esses “empresários” poderão fazer suas falcatruas livremente na maquina federal…

  11. da serie vamos nos fazer de vitimas

    E ainda existe gente que tem  à coragem de  falar que existe campanha do medo,por parte do PT.

    esse povo prega terrorismo até contra o IBEGE leia-se a “vitima”Marina.

    Agora querer que eu engula o neoliberalismo predador, taí  Marina e FHC no mesmo balaio.

    Por que a Santa Chorou….e os Marineiros só pensam no seu Umbigo.

     

  12. E esse cadáver…

    Esse cadáver político insepulto, ainda quer ser levado a sério pelo verdadeiro povo brasileiro.

    Tudo que ocorreu durante a privataria e/ou patifaria dos seus 08 anos de desgoverno, como os episódios envolvendo a compra de votos de parlamentares para aprovação da Emenda Constitucional que permitiu a reeleição, a “doação” da CVRD – Cia. Vale do Rio Doce, o afundamento da Plataforma P-36 da Petrobras, o PROER, dentre outros não foram motivo para dramatização, hein, velho gagá?

    Deixe de ser risível, sujeito!

  13. Qual a surpresa? Esse pessoal

    Qual a surpresa? Esse pessoal jjá passou de todos os limites há muito tempo. Do limite da irresponsabilidade, da incompetência, do cinismo, do ridículo e do retorno.

    Apelam – e sabem bem disso – pra demagogia aberta. Sempre, é claro, acusando tudo isso nos outros.

    Esse pessoal não está mesmo à altura do Brasil.

    O Aécio já deu o tom da reta final da campanha. A frase que eles bolaram foi: “Dilma mente e marina se desmente”. É a senha pra baixaria desenfreada.

    Se o pt fosse seguir esse “conselho” dramatizaria a morte de um militante à facadas lá no paraná.

    Mas esse pessoal da oposição sabe muito bem – já foi assim no passado – que o arrivismo é uma característica só deles. E isso faz com que acreditem que são valentes… Gente baixa.

    Mas não tem problema, não. Enquanto não conseguirem dissimular esse enngasgo com o bolsa família (é só nisso que pensam) “tá no papo”. O ex-presidente sociólogo bem que poderia lembrar da frase do garrincha: “combinaram com os russos?”

  14. Bem a cara desse senhor,

    Bem a cara desse senhor, aplaudido de pé por empresarios e execrado pelo povo; logo ele que fez o pior governo que esse pais já teve quer ensinar a governar, logo ele que não era para se reeleger e se reelegeu quer falar de moral e etica, pufffffffffff……………….

  15. Acho que tá caindo o preço

    Acho que tá caindo o preço pago pelas palestras FHC. E pelo jeito, agora vai cair mais ainda. Mas, tam´bem, porque alguem gostaria de ouvir essas abobrinhas? 

  16. Não consigo entender esses

    Não consigo entender esses empresários.

    Ganharam rios de dinheiro em 12 anos do governo do PT, e mesmo assim querem o PT fora do governo.

    Qual a lógica ?

    Caraca maluco, é ciosa de doido !

  17. Respondam rápido: por que o

    Respondam rápido: por que o empresariado brasileiro que sofreu o diabo nos governos FHC, só  submergindo nos governos do PT,  preterem este e “amam”, “adoram” aquele e seus PSDB?

    Porque, respondo eu: são burros! A cegueira ideológica os torna assim. Quem não se lembra dos idos da década de 90? Milhares de empresas fecharam. O crédito, quando existente, era de fazer corar agiotas tal o custo. A infraestrutura uma miséria(as três únicas rodovias que atravessa nosso estado só davam passagens para tratores). Crises cambiais, arrocho fiscal, falta de perspectiva, e coisa piores. 

    Deviam ir para o divã o nobre estamento dos homens de negócio.

     

    • Pode ser tudo isso, claro,

      Pode ser tudo isso, claro, cegueira ideológica. Mas um sociólogo alemão (e não era Marx) usava tres fatores para caracterizar a diferenciação social: mercado (riqueza, renda), status (prestígio), poder (influência política). O diabo, dizem os empresários (e tambem as peruas que os acompanham), é que com essa estória dos salarios crescerem na renda nacional, com essa estória dos pobres comerem tres vezes ao dia e viajarem de avião, as fronteiras vão diminuindo. Lula definiu isso a seu como, com as imagens que inventa como ninguem: o que preocupa muita gente é que hoje o faxineiro do prédio não vota automaticamente no nome que o síndico e proprietário indica. Virou gente. Isso é terrível. Agora voltando a outro alemão (agora é Marx): é uma questão de classe. É que com a chuva de liberalismo que passou por aqui esse conceito andou em desuso. Mas sobrevive nos subterrâneos da sociedade.

  18. To be or Not to be…

    Dramatizar? Quem é pior ator? Tarcisio Meira ou FHC? E mais canastrão?

    Nunca um péssimo ator conseguiu enganar (?) uma platéia por tanto tempo (da FIESP / Higienópolis e Globo)

    Ou esses 602 empresários são uns tapados, se fazem de bobos ou concordam com as asneiras de Batman e Robin?

    “é uma loucura dizer que a independência do Banco Central vai criar uma ameaça aos programas sociais do Brasil”

    Canalha… Não necessariamente, mas que deixa a porta sem tranca com uma plaquinha que diz “ENTRE SEM BATER”…

    Arminio, vai enganar os ucranianos, vai.

    • Vão ter crédito caro com Aécio ou Marina

         eles querem reinar sobre cinzas, o que importa é não ter que dividir aeroporto e universidade com pobre.

  19. Qual a dessa turma de

    Qual a dessa turma de “empresários” ?

    Será que é só puxa-saquismo ou realmente eles acreditam nessas baboseiras ?

    E isso independente de em quem irão votar, obviamente.

    Não sei não, mas empresário que não sabe pensar com a própria cabeça não costuma ir muito longe.

    • Eles, os empresários,

      Eles, os empresários, acreditam piamente no que o farol falha, mas querem a traíra para presidente, pois ela promete mais do que a dupla AA. Ma o disbo é que eles ganham mesmo é com o governo Dilma! Agora eu quero mesmo é ver o thc ovacionado no meio da rua (se é que ele sabe o que é isso), nos cafundós desse Brasil!

  20. FHC, os economistas e esses

    FHC, os economistas e esses empresários do mercado financeiro não tem finalidade suficiente para matar a gente a não ser de fome, mas se conjugados podem causar destruições tão virtuosas como a bomba atomica.  

  21. Deixa então eu explicar pra

    Deixa então eu explicar pra vocês: Depois que o PT subiu ao poder a Receita Federal e a Polícia Federal começaram a “incomodar” os “probos” empresários. Tá cada dia mais difícil passar a perna no Estado. Ah… Saudades do desgoverno do FHC, tudo ia pra debaixo dos tapetes, quanto muito ia parar num fundo de gaveta…

  22. Como dá asco ver o Fernando

    Como dá asco ver o Fernando Henrique dizendo o que disse! Dramatizaram  com o Alckmin, damatizaram até não poder mais com o Serra e continuam dramatizando até hoje com o Aécio. Chega né? Isto não cola mais no PT, pq faltou dramatização com a compra da reeleição, com a Privataria Tucana, com as tramóias do metrô paulista, com a falta de investimentos na SABESP, na USP, com o Helicóptero sem investigação em MG e com o Aécioporto de família. Cara dura! falta de vergonha para um sr. da sua idade e que se acha inteligente. Diploma não dá inteligência a ninguém ! Diploma dá conhecimentos e a inteligência. como bem aplicá-los.

  23. Por que os blogs

    Por que os blogs independentes não informam os nomes dos “empresarios” presentes na platéia deste circo mambebe. Se esta informação chegasse aos leitores, estes “empresários” estariam borrando de medo. 

    Falta maior atividade dos blogs progressitas para assumir com maior peso o avanço do descrédito do PIG, gerando atrativos para leitores do PIG.

    Se faltam recursos ou grana para obter estas informações e outras de relevância, os blogs devem expor a situação, certamente receberão doações de milhares de leitores.

    Assim não se pautam pelas meias verdades ou da desinformação do PIG e encontram um caminho para acelerar a derrocada do PIG. 

  24. Por que os blogs

    Por que os blogs independentes não informam os nomes dos “empresarios” presentes na platéia deste circo mambebe. Se esta informação chegasse aos leitores, estes “empresários” estariam borrando de medo. 

    Falta maior atividade dos blogs progressitas para assumir com maior peso o avanço do descrédito do PIG, gerando atrativos para leitores do PIG.

    Se faltam recursos ou grana para obter estas informações e outras de relevância, os blogs devem expor a situação, certamente receberão doações de milhares de leitores.

    Assim não se pautam pelas meias verdades ou da desinformação do PIG e encontram um caminho para acelerar a derrocada do PIG. 

  25. FHC foi o presidente com a

    FHC foi o presidente com a maior rejeição de toda a história do país. Isto se deve ao gigantesco indice de desemprego do governo dele (12%) ao péssimo crescimento econômico e ao apagão elétrico junto com o racionamento de energia que houve na época. A maioria que sofreu naquela época,  não digita o número do partido tucano em urna eletrônica  nem em sonho.

    Um repórter perguntou ao Aécio qual Governo foi melhor, Lula ou FHC, e ele enrolou, enrolou mas não ousou dizer.

    Para o PT é ótimo que os tucanos levem ele para o palanque, afinal de contas a rejeição a ele vai passar à quem ele apoiar ou estiver no partido dele. Com uma oposição destas a disputa fica mais previsível.

  26. Quem dramatiza é S.peare.
       

    Quem dramatiza é S.peare.

        F H C  não faz esse estilo.

           Ele está mais pra bebê chorão do que Thomas Piketty — o terrorista da economia.

  27. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome