Esta é uma Eleição para se ganhar no primeiro turno!, por Jandui Tupinambás

Esta é uma Eleição para se ganhar no primeiro turno!

por Jandui Tupinambás

Insisto com minha teoria de que esta eleição não é eleição para 2 turnos.

Começamos com um candidato que nem candidato era com 40% de intenções de voto. Esse é o cara! 

Seus votos irão se tele-transportar para Haddad igual passe de mágica nas urnas. Caminhando para os 50%…

Temos uma parte da classe média preconceituosa que não vota em Lula nem por poder de reza mas votaria numa dupla fashion como Haddad e Manuela. Um casal tão lindo, né? Isto não vai bastar mas não podemos desprezar voto xique da zona sul!

Do outro lado – o lado do golpe, da podridão, da hipocrisia… – temos, ou melhor, não temos candidato que preste:

Meirelles: personagem da Praça é Nossa. Seu bordão: Meirelles é Lula, Lula é Meirelles. Pausa para risada: hahahahahahaddad!!  

Alckmin: descobriram o segredo do picolé de chuchu, Temer não conseguiu guardar segredo e os eleitores agora sabem que Alckmin é Temer e Temer é Alckmin, que nem Lula é Haddad e Haddad é Lula. Com isto, Meirelles perde sua vaguinha na Praça é Nossa…e os votos de Temer serão todos transferidos para Alckmin!!! De novo: hahahahahahaddad!!!

Marina: a que foi sem nunca ter sido. Não é oposição, mas é oposição. Não é situação, mas é situação. Fala, mas não fala nada. Igual Caetano nos seus bons tempos…O cientista político Alberto Almeida está certo: Marina é o O negativo – doadora universal de votos. E desta vez, a classe média endividada que anda de carro importado e acha que é classe dominante, vai pular, ou para Bolsonaro ou para Haddad. É isso mesmo, não se espantem. Essa turma não sabe pensar. No máximo, imaginam: ficam a imaginar o que os outros irão pensam deles se eles votarem num ou noutro. Já estamos chegando pertinho dos 50% (se já não passou….).

Bolsonaro: este representa o setor fascista brasileiro. Logo, não passa dos 35%, se muito. O coiso não merece muitos comentários. Que ele se recupere bem.

Vamos voltar para o nosso lado da esquerda onde o mundo vale a pena:

As candidaturas nanicas, com todo respeito, não farão diferença eleitoral estatisticamente. 

Ciro é a questão aqui: (alguns vão reclamar que ele não é do lado de onde o mundo vale a pena, mas eu gosto dele, é aqui e pronto). A maioria dos seus eleitores é teimosa que nem ele. Mas, com a onda no final que trará a perspectiva de se vencer o golpe (nas urnas somente, diga-se de passagem) já no primeiro turno, será uma sedução meio que irresistível para boa parcela já migrar seus votos para Haddad. Neste caso específico, não vamos falar de transferência, mas sim, de transposição de votos em homenagem ao ministro do Lula que foi fundamental na execução desta bela obra!

E finalizando:

Nós, da esquerda, temos que encarar este primeiro turno como se fosse a última eleição das nossas vidas. Pegar o judiciário, Globo e PF de surpresa é estratégia primordial para que, na hipótese de segundo turno, não ocorra o contrário. Vocês sabem de que estes Dick Vigaristas são capazes, não é mesmo?

 

7 comentários

  1. Não podemos esquecer a

    Não podemos esquecer a votação do Congresso. Fundamental para inibir tentativas de RE-golpe pós eleição.

    • Ja votei em Ciro
      Ja votei em Ciro mas dada a perseguição a Lula e o que fizeram com ele, todo o judiciário, e Dilma não tem como o voto não ser do PT

      Ciro perdeu a chance de ser vice e assumir, flertou com o centrao, com a farsa a jato e nao disse se daria indulto a Lula nem sobre o plebiscito revogatorio das sacanagens dos golpistas

      Portanto 13 é a única opção.

  2. Essa, não, Janduí! Quer dizer

    Essa, não, Janduí! Quer dizer que todos perderão, à direita e à esquerda, menos Haddad e Ciro, e desse jeito a eleição poderá  ser ganha no primeiro turno por Haddad? Um embate entre duas candidaturas de esquerda, e vai dar…Ciro, claro. Não seria, não? Sim, não acontecerá porque, já no primeiro turno, os apoiadores de Ciro podem migrar para Haddad, é isso, não? Só fica difícil de entender como com a perspectiva de ganhar, já que, quem não seja oposição estará fora do páreo, porque os que votam em Ciro fariam a transposição para Haddad? Se entendi, e é isso, é bom. Meio complicado, mas é uma hipótese simpática para quem quer Lula livre, com Haddad e Manuela.

    • Ciro também perderá um pouco, de acordo comigo! 🙂

      Acho que vc está confundindo esquerda com oposição. Lembre-se que Bolsonaro é oposição. Parte dos eleitores de Ciro irão para Haddad pois, na minha visão, os votos irão se concentrar na reta final dos dias 4, 5, 6, e7 de outubro nos dois: Haddad e Bolsonaro. Os anciosos eleitores de Ciro, querendo ficar livre da Barbárie o mais rápido possível irão fazer a transposição para Haddad com muito orgulho. 

       

       

      • Perdoe, não confundo nada.

        Perdoe, não confundo nada. Além do mais, se for isso Vox-Populli já mostra essa concentração, já agora. Se se confirmar Ciro está fora desde já.

  3. Haddad
    A direita prega que Haddad geriu mal São Paulo, quando se sabe que isso é mentira e que o pior prefeito da capital paulista foi Doria, que só o vencera com todos os apelos tucanos, logo, mais uma vez desmoronados.
    Ciro só existe hoje politicamente graças à colher de chá do PT, que o colocou à frente de grandes obras com muita grana e que ñ deu tempo de serem concluídas. E que depois foram abandonadas pelo Vampiro. Ciro sabe que, se a militância de esquerda quiser, ele será derrubado da sua falastrice em algumas googladas e twittadas.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome