Marina critica Bolsonaro por priorizar projeto que libera porte de armas

 
Jornal GGN – A ex-senadora Marina Silva (Rede) usou as redes sociais, na noite desta segunda (29), para se manifestar contra a entrevista que Jair Bolsonaro concedeu à Rede Record. Nela, o presidente eleito diz que vai priorizar o envio de um projeto de lei ao Congresso Nacional para “facilitar o acesso às armas de fogo”, sublinhou Marina.
 
“A entrevista do presidente eleito Jair Bolsonaro à TV RECORD é preocupante sob muitos aspectos, mas nenhum é tão preocupante quanto a sua verdadeira ideia fixa em querer induzir a sociedade brasileira a acreditar que poderá resolver o grave problema da violência fazendo justiça com as próprias mãos”, escreveu a ex-candidata à Presidência.
 
“É espantoso o anúncio do presidente eleito de que uma de suas primeiras medidas após a posse será enviar para o Congresso Nacional uma proposta para facilitar o acesso às armas de fogo. Qualquer tentativa de revogar e desconfigurar o Estatuto do Desarmamento é um retrocesso lastimável!”
 
Leia a manifestação na íntegra: 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Esquerda tem capilaridade, mas falta narrativa própria e estratégia nas redes sociais, diz Letícia Sallorenzo

9 comentários

    • Continue sempre contribuindo com seus comentários sapientes

      Que comentário mais profundo, mais filosófico, mais pertinente.

      Cara, você é um jênio e sua mãe não sabe. Sem sua jenialidade, o mundo ficará muito pior. Em sendo assim, por favor, continue sempre esse zumbi morto-vivo. Vamos fazer vaquinha para comprar formol para manter sua jenialidade sempre atuante.

      E nunca deixe que lhe engarrafem novamente.

      Kropotkin e Malatesta gostariam tanto de ter conhecido você.

  1. Bolsonaro …

    Bolsobaro fala isto tem tempo , parte dos votos dele foram por causa disto.

    Só agora Marina se tocou !?

  2. A irmã Marina

    deveria ir apertar a mão do novo presidente e dar-lhe a “Paz do Senhor” como boa crente.

    Podia aproveitar pra comprar uma cartucheira nova, já que ela mora no mato, e renovar o seu porte de arma.

    O cabra prometeu armar a  população.

    Qual parte ela não entendeu?

  3. O Futuro do Pretérito

    Nassif: quem banca a Fadinha da Mata? Não pode ser seu Partido, no cenário nacional ou no Acre, que nem representante consguiu na Assembleia Legislativa local. Nem uma cadeirinha sequer. Será do Fundo Partidário? Sempre sombram umas quireras. Penso que fará coro e parceria com aquele do Ceará. Parecem farinha do mesmo saco.

  4. Ele dá apoio crítico à implementação armamentista do Bol$a

    A Tauru$ não quer nem saber. Pacta $unt $ervanda.

    Bolsonaro não tem como não cumprir sua promessa. Com as Coporações o buraco é mais embaixo. Só que pobre, por falta de condições financeiras, não adquirirá nem armas nem munição, mesmo que tenha votado no Bolsonaro. Será apenas e cada vez mais alvo delas.

  5. Sem noção
    A bancada ba bala tá contando nos dedos os dias que faltam para armar a população, e Marina sai com essa! É muito sem noção! Ele nem vai dormir com essa crítica!

    • Armar que população? Que população, Amigo?

      Assalariado não pode e poderá menos ainda comprar uma arma de fogo, pois com a revogação do estatuto do desarmamento a demanda aumentará exponencialmente e os preços das armas, munições e academias (para se habilitar e poder comprar armas) se elevarão na mesma proporção.

      Pobres e assalariados estarão apenas na mira das armas da classe média fascista e dos latifundiários.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome