O rumo das campanhas após o ataque contra Bolsonaro, por André Singer

Polarização entre lulismo e bolsonarismo tende a ser inevitável após atentado contra candidato da ultradireita 
 
bolsonaro_reproducao.jpg
Reprodução
 
Jornal GGN – Num primeiro momento, após atentado contra Bolsonaro, é possível que a “breve janela de racionalidade aberta pelo aumento da rejeição” ao candidato do PSL “se feche com a natural simpatia que toda vítima produz”. A avaliação é do professor de ciência política da USP, André Singer, em coluna publicada na Folha de S.Paulo, neste sábado (8).
 
O evento obriga os rivais políticos a alterar estratégia nas propagandas e debates políticos, exemplo foi o imediato recuo de Geraldo Alckmin, do PSDB, que pouco antes centrou esforços para desconstruir a imagem de Bolsonaro. 
 
O gesto de violência somado ao dramático incêndio do Museu Nacional irá contribuir também para a mudança no debate do conteúdo dos candidatos. Até então, todos estavam centrados na questão econômica, agora a crise generalizada e propostas para reconstruir o país deverão ganhar mais destaques. 
 
Singer aponta, entretanto, com o “bolsonarismo” aproveitará ao máximo este momento, em que foi colocado no centro da cena política. Prova disso, foi que logo após o incidente, quando o capitão reformado havia operado, gravou um vídeo para seus militantes ao lado do pastor e senador Magno Malta (PR-ES) com tons religiosos e conservadores.
 
“Por outro lado, a centralidade adquirida por Bolsonaro disputa com a de Lula, o qual conseguiu manter-se à tona apesar de preso há cinco meses”, avalia o cientista político completando que o principal mote do bolsonarismo, o antipetismo, acabará “por iluminar igualmente o seu objeto de ódio”.
 
Portanto, a polarização entre lulismo e bolsonarismo tende a ser inevitável e, iluminar o lulismo será o mesmo que iluminar a provável oficialização de Fernando Haddad como candidato a presidente da República. Clique aqui para ler a coluna de Singer na íntegra. 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1.  
    .
    Triste sina da Grobo,

     

    .

    Triste sina da Grobo, demite um monte de gente e só deixa estagiágio para preparar mais uma bolinha de papel.

    Esqueceram o corte na camiseta e a bexiga com uma colher de chá de ketchup, ou guache vermelho.

    Só lembraram da toalha de banho, para cobrir esta dramaturgia.

    Mas, ao invés de uma colorida ( vermelha pelo menos ), usaram uma branca.

    Uma hora de conversa na grobo e não deu tempo de fazer algo profissional.

    Estão indo para o buraco mesmo.

    Boa viagem.

    .

     

  2. Estamos vivendo um momento

    Estamos vivendo um momento critico do processo eleitoral. Cabe a midia democratica, muito bem representada por esse blog, tirar os holofotes do Bolsonaro e enfatizar as propostas de governabilidade do Haddad.

    Chegou a hora do professor tranquilão protagonizar o debate. É o mais preparado dos candidatos para passar uma mensagem estabilizadora para os eleitores.

     

  3. um Intelectual diferente do jornalista Jânio hoje.

    mesmo sendo filiado ao PT,Singer tem feito,pública e abertamente,por vários livros,duras críticas ao seu partido.E nalgumas entrevistas tb,com serenidade,voz pausada. Assim,ele ajuda muito mais as esquerdas do q textos q mais parecem panfletos simplórios de agitação(adequados pra um grande público de pensamento único).Alguns ambientes se transformaram em clube de amigos a se trocarem cortesias.Sugiro O Lulismo Em Crise,um dos vários q aborda o fenômeno lulista e o PT.Claro q aborda qualidades e méritos,e,com independência intelectual, em FHC,entre outros.Posts-títulos como este do André, ou Guilheme Wanderley dos Santos arejam qualquer blog, e felicito. E, pra quem não tem medo: Chico de Oliveira.

  4. A fala do General Villas-Boas: um risco imenso à democracia

    Tá repercutindo no Estadão, n’Oantagonista (em tom de censura, apesar de ser de direita), as gravíssimas delcarações de Villas-Boas, comandante do Exército. Como é difícil deixar interesses particularistas pra tentar uma Frente Ampla Democrática. Brinca-se com fogo ao se restringir a uma suposta frente de esquerdas que brigam mais entre si do que gato e rato.

    Sugiro o GGN postar à parte.

     

  5. um Intelectual diferente do jornalista Jânio hoje

    mesmo sendo filiado ao PT,Singer tem feito,pública e abertamente,por vários livros,duras críticas ao seu partido.E nalgumas entrevistas tb,com serenidade,voz pausada. Assim,ele ajuda muito mais as esquerdas do q textos q mais parecem panfletos simplórios de agitação(adequados pra um grande público de pensamento único).

  6. Falsos cristãos. Não notam qual foi a maior crítica do Cristo

    A maior parte dos discursos e parábolas versam sobre o que na visão de Cristo seriam o maior impecilho para uma vida correta é honesta: a hipocrisia.

    – os que atiram pedras sem antes julgarem a si mesmos

    – os fariseus que tornavam o templo em locais para mercantilização da fé

    – os que buscavam a riqueza só para si

    Bem aventurados, dizia ele, são os PACIFICADORES (e não os odiadores), que criam divisão entre seu próprio povo.

    Até a analogia numérica do 666 ser simbolizada para o DIabo (aquele que DIvide, que separa, o sectário) – já que “este” representava “aqueles” que não buscavam glorificar os 12 povos (metade 6), dos 12 reinos (divisão é 6), dos 12 profetas (a cisão representa o 6).

    Cada vez mais a hipocrisis e a falsidade não estão vencendo, estão provocando a destruição da esperança. Depois da divisão só pode vir a guerra e a ruina

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome