Professores da rede estadual do Rio de Janeiro continuam em greve

Jornal GGN – Os profissionais da rede estadual de educação do Rio de Janeiro continuam em greve, movimento paredista já dura mais de um mês. Após a assembleia realizada na semana passada, os professores seguiram em passeata até a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), onde realizam um acampamento. Os servidores pedem a reabertura das negociações com o governador estadual.

Mesmo com a determinação da Justiça do Rio de Janeiro, que exige a suspensão da greve, o movimento paredista continua. A decisão da justiça ainda determinou a aplicação de uma multa diária de R$ 300 mil ao Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro, pelo descuprimento da decisão. 

No âmbito da Rede Estadual, os professores reivindicam reajuste de pelo menos 16%, mas o governo afirma não ter recursos financeiros para atender o pleito. Além do reajuste, os servidores querem trabalhar em apenas uma escola, com carga horária de 30 horas semanais e a retomada da grade curricular de 2003. 

A próxima assembleia da categoria, onde definirão os próximos rumos do movimento acontece nesta segunda-feira (16), às 14h. 

Com informações do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Estado responde por morte de detento durante rebelião, diz Lewandowski

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome