Após Lava Jato, consórcios europeus vencem leilão de aeroportos

aviao_aeroporto.jpg
 
Jornal GGN – Três grupos europeus arremataram os quatro aeroportos brasileiros leiloados ontem (16), em certame que não contou com a participação da Infraero e das empresas brasileiras envolvidas na Operação Lava Jato, como a Odebrecht.
 
No total, incluindo as ofertas vencedoras do leilão dos terminais de  Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Fortaleza (CE) e as contribuições fixas que serão pagas durante a concessão, o governo arrecadará R$ 3,7 bilhões durante o período das concessões, sendo que o valor mínimo era de R$ 3 bilhões.
 
A União receberá à vista R$ 1,46 bilhão, que será pago em agosto, na assinatura do contrato pelas empresas vencedoras do leilão. O governo espera que as empresas façam investimentos de R$ 6,6 bilhões.

Os aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre foram arrematados pela alemã Fraport, o de Salvador, pela francesa Vinci, e o de Florianópolis, pela suíça Zurich. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), 12% de todos os passageiros do país passarão por esses aeroportos. Com isso, 59% dos passageiros no Brasil serão atendidos por aeroportos concedidos.
 
A Fraport ofereceu R$ 425 milhões pelo aeroporto de Fortaleza e R$ 290,5 milhões pelo de Porto Alegre.  A Vinci arrematou a concessão do terminal de Salvador por R$ 660,9 milhões, e Zurich levou o aeroporto de Florianópolis por R$ 83 milhões. 
 
Os valores das outorgas ficaram em R$ 1,5 bilhão para Fortaleza, R$ 1,59 bilhão para Salvador, R$ 382 milhões para Porto Alegre e R$ 241 milhões para Florianópolis. 
 
A oferta inicial mínima para Fortaleza era de R$ 360 milhões e para Porto Alegre, de R$ 31 milhões. O aeroporto de Salvador tinha lance mínimo de R$ 310 milhões e Florianópolis, R$ 53 milhões.
 
Porto Alegre teve o maior ágio, com 852%. Salvador teve ágio de 113%,  Fortaleza, 18%, e Florianópolis, 58%. 
 
Ao contrário dos leilões passados, a administração destes terminais não será compartilhada com a Infraero. Agora, a estatal ficará com 55 aeroportos, 67% deficitários. 
 
O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, e o presidente da Infraero, Antônio Claret, dizem que estudam uma reestruturação da empresa para reduzir o prejuízo, incluindo a criação de uma subsidiária com capital aberto e também a demissão de funcionários.
 
Quintella afirmou que eventuais futuros leilões de aeroportos só irão ocorrer após o governo se decidir sobre o futuro da Infraero. A estatal diz que, com a concessão dos aeroportos, em torno de 110 funcionários poderão aderir ao Plano de Demissão Voluntária (PDV), ou serem realocados para outros terminais. O ministro também disse que foram destinados 500 milhões de reais para o PDV da Infraero.
 
Nas redes sociais, o presidente Michel Temer comemorou o resultado dos leilões, classificando a iniciativa como um “sucesso” e dizem que o país recuperou a “credibilidade no cenário internacional”.
 
Assine
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato enfraqueceu democracia e atuou como regime iliberal, diz estudo da Universidade de Oklahoma

18 comentários

  1. Os aeroportos foram vendidos

    Os aeroportos foram vendidos a preços de rodoviárias.

    O usurpador deu prejuízo ao Brasil e cometeu crime de responsabilidade.

    Mas o PGR não tomará providência alguma.

    Janot é apenas o Prevaricador Geral da Roubalheira tucano/peemedebista. 

    Se Lula não organizar o povo em armas, daqui a pouco teremos que pagar aluguel aos estrangeiros para habitar nossas próprias casas. 

  2. O lucro é privado, prejuizo é na conta da União!

    Infraero ficará com 55 aeroportos dos quais  67% deficitários.

    Fantástico: privatiza o lucro e deixa a conta da despesa para a viúva.

    Isso porque haveria um suposto plano de reativação da aviação regional no Brasil. O ministro à época era o Moreira Franco, salvo engano….

    Vende o filé, mas a carcaça insepulta e cheia de vermes fica exposta em praça pública.

    Fora a empulhação nas “redes sociais” .

  3. Europeus, mais que ninguem no

    Europeus, mais que ninguem no planeta, sabem que a colonização começa pelo interesse comercial em especiarias, em ouro e outros metais e em pessoas!

    Primeiro vem as empresas, o interesse comercial, depois vem os governos para garantir os investimentos de seus compatriotas!

    A corrupção aqui é fato, nem precisa mais ser escondida e ao que parece, é protegida por segredo de justiça, então não se pode perder uma pechincha!

    O Brasil e essa vocação para colonia, são irritantes!

    Cabral não parou aqui por que estava passeando pelos 7 mares…

  4. Qual foi o maior atrativo nestas privatizações?
    Fico curioso de conhecer o motivo pelo qual estás ofertas foram arrematadas com ágio expressivo em alguns casos.

    Seria interessante que alguém que conheça a área de aviação comentasse estas aquisições.

    Coloco algumas dúvidas:

    Os valores foram baixos?

    O fato da Infraero não participar foi relevante?

    Li que as concessionárias que atualmente administram aeroportos não participaram pois as projeções de fluxo de passageiros era irreais. Se é assim porque empresas com experiência no setor arremataram assim mesmo as ofertas?

    O fato da Infraero perder aeroportos rentáveis provocará uma piora nos demais que não são privados?

    Com esse ambiente político conturbado e com a queda do número de passageiros que assistimos, porque agora se obteve sucesso e no passado recente quando ao menos o número de passageiros só aumentava, o sucesso não ocorria (ao menos conforme a imprensa notícia)?

    O que foi feito foi uma concessão ou venda?

    Pelo que li, o BNDES terá pouco peso nas operações. Isto não seria negativo pra quem concorreu?

    Agradeço a quem puder esclarecer as dúvidas.

  5. Nesse ritmo de entrega da

    Nesse ritmo de entrega da infra-estrutura do país, em pouco tempo as reservas em dólares,  constituídas pelos governo do PT, serão zeradas, pelo envio maciço de remessa de lucros ao exterior. Se não houver rebelião social, retrocederemos à condição de colônia, e nisso não há nenhum exagero.

  6. chave

    Os bandidos usurpadores apoiados pelos paneleiros acabam de entregar a chave da porta da frente para os inimigos. A cada falcatrua dessa o Brasil vai ficando cada vez mais irrecuperável para os brasileiros. O Bananal agora já cobra no consumo interno o equivalente a dois dólares por kilo da banana. Vai faltar salário para comprar nosso único produto de exportação!

    Não há estratégia que não seja a do saque irrefreado. Roubo total em todas as frentes. O povo paneleiro nem se permite desconfiar, a cada recaida liga a tv para no horário do jornal tomar mais uma dose de “IMBECIL” a vacina coxa aplicada pela dona miria, lopreta ou aquele canastrão o alex gracinha.

     

  7. O “mérito” é do golpe do Sergio Moro

    O facínora Sergio Moro não recebeu sequer 1 voto para  fazer alterações de tal magnitude, no entanto com a ajuda de empresas estrangeiras, globo e Instuições agindo como se fossem organizações criminosas, está conseguindo tudo o quer do alto do seu ego doentio.,…ah, na cabeçorra dele, como o golpe de Estado já foi dado,  só falta prender o Lula

    “2.     A abertura da economia italiana, com a integração europeia, que abriu o mercado a empresas estrangeiras.”

    http://jornalggn.com.br/noticia/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra

     

     

    • o…..

      Vocês acreditam que um país como o Brasil precisa vender aeroportos para fechar suas contas? Quantos países do Mundo podem ter mais de 10 aeroportos internacionais? Mais de 20 aeroportos de grande porte? Quantos países do planeta podem ter rotas domésticas de 3.000 Km? Será que nossa imbecilidade não acaba nunca? Por que estes bens não foram transformados em S/As e pulverizados em ações oferecidas ao povo brasileiro. Balanços públicos com fiscalização dos interessados. Quem investe muito dinheiro se não é para dar muito retorno? Principalmente em outro país? Se é para dar muito retorno, a linha principal do negócio não é a melhoria dos serviços. É o retorno finaceiro das empresas estrangeiras. Como podemos ser tão estúpidos. E o pior, insistir indefinidamente nesta estupidez? 

      • O prezado colega não está

        O prezado colega não está sendo coerente em seus comentários. Advoga não conceder a administração a empresas estrangeiras, porque elas desejam muito retorno, o que seria, para ele, obstáculo a prestação de bons serviços. Sugere então oferecer as ações ao povo brasileiro. Ora, quem vai comprar tais ações se já sabe de antemão que o retorno será baixo? Além disso, o objetivo de qualquer empresa, em qualquer atividade, é obter retorno e prestar bons serviços, caso contrário fracassará. Empresas que sobrevivem com prejuízo e mau serviço são só as estatais, como por exemplo a Infraero.

  8. E o conteúdo nacional foi preservado ?

    Com estas privatizações, uma a uma,como fica o conteúdo nacional?

    E os empregos nos aeroportos serão mantidos para brasileiros?

    Agora, com a terceirização das atividades fins já com aprovação definida, será que não virá empresas do exterior para o trabalho ?

    Os brasileiros, ao que parece, perderão seus empregos mais uma vez.

    E não cai a ficha.

    Na mídia, até há comemoração.

    Viva o Brasil!

  9. Agora é só passar  no BNDES

    Agora é só passar  no BNDES  e  solicitar o emprestimo  para realizar  os investimentos  ,  Uma medida provisoria  foi assinada  essa semana   garantindo emprestimo para empresas  estrangeiras  e  dificultando emprestimo a empresas brasileiras  . A reportagem saiu escondida no infomoney que estava preocupado com a possivel perda  das empresas nacionais   do controle  brasileiro  por causa dessa  medida …. Mas o empresario brasileiro merece  não patrocinou o GOLPE  agora eles se tornaram os  PATOS  …

    Inclusive as empresas  FRANCESAS, NORUEGUESAS , INGLESAS  estão passando o rodo em Macaé RJ comprando as empresas de engenharia que prestam serviço para Petrobras ….Ganham duas vezes na prestção de serviços  e nos emprestimos baratos para comprar nossas empresas …….

  10. Não sei que coisa estranha é

    Não sei que coisa estranha é essa, acho os petistas sofrem de deficit de memóra, não há três anos o governo petista privatizou Galeão, Viracopos, Brasilia, Guarulhos, Confins e Congonhas.

    E a saber, os quatro privatizados agora é estavam no pacote de concessões desde o malfadado governo Dilma

    E ficam nesse mimimi de entrguismo, veldilhões, etc. Vamos ser mais honestos, vamos, com essas narrativas já esgotadas, só estar falando para convertidos não convencem mais ninguem…

    • concessão

      E você sofre de deficit mental. Ao contrário deste governo golpista, o governo Dilma fez concessões onde empresas nacionais eram permitidas e a Infraero teria a participação obrigatória de 49% das ações. Este governo golpista está até doando campo de petróleo do pré-sal para estrangeiros literalmente conforme notícia recente. Acorda mané !!!

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome