A festa continua

Por lmaria

Em andamento a desqualificação das operações Brasil a fora para fechar com chave de ouro ao julgar a Satiagraha.

Vamos voltar pra escolinha…

EITA FÉRIAS QUE NÃO ACABA. !!!

Notícia de Alagoas

Deputados indiciados vão voltar à Assembléia Legislativa
(15/01/2009 16:06)

– Atualizada às 16h22

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, decidiu nesta quinta-feira, 15, que os deputados afastados da Assembléia Legislativa (ALE) por envolvimento nos desvios de R$ 300 milhões poderão reassumir seus cargos.

Com a decisão, voltam aos cargos, imediatamente, os deputados: Antônio Albuquerque, Cícero Ferro, João Beltrão, Nelito Gomes de Barros, Isnaldo Bulhões Junior, Arthur Lyra, Dudu Albuquerque, Edval Gaia Filho, Marcos Ferreira e Maurício Tavares. Todos foram indiciados na Operação Tatuarana, pela Polícia Federal.

No texto da sua decisão, o ministro informa que anulou o acórdão do ex-desembargador Antônio Sapucaia, do TJ, que havia decidido pelo afastamento dos deputados até que o processo fosse concluído.

Os deputados afastados protocolaram a ação no dia 24 de março do ano passado.

Confira a íntegra a decisão:

“[…] Ante o exposto, defiro o pedido para suspender o acórdão prolatado pelo 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas e a decisão monocrática prolatada pelo Desembargador Antônio Sapucaia da Silva, nos autos do Agravo de Instrumento nº 2008.00427-9, no tocante aos seguintes comandos: (i) o que determinou o imediato afastamento dos réus da Ação Cautelar nº 001.08.051673-5, em curso perante a 16ª Vara Cível da Comarca de Maceió e (iii) o afastamento e a suspensão do pagamento das remunerações de todos os servidores nomeados sem concurso público após a Constituição Federal de 1988 e de comissionados incluídos na folha de pagamento do Poder Legislativo cujos atos não tenham sido publicados no Diário Oficial do Estado. Comunique-se com urgência. Publique-se.”

Leia também:  Sergio Moro usou Lei de Segurança da época da ditadura contra Lula

por Redação

http://www.primeiraedicao.com.br/?pag=politica&cod=4298

outra fonte com mais detalhe no momento, pois foi hoje.

http://www.alagoas24horas.com.br/conteudo/?vCod=598640

Desdobramento..

15/01/09 18:58

“No meu entendimento, os deputados permanecem afastados”, diz juiz

“No meu entedimento, os deputados permanecem afastados”. A afirmação é o do juiz Gustavo Lima, sobre a decisão do ministro Gilmar Mendes, que determinou que os deputados estaduais afastados dos cargos após o indiciamento na Operação Taturana, deflagrada pela Polícia Federal.

Segundo o magistrado, existem dois pedidos de afastamento dos parlamentares: um impetrado, em caráter liminar, por Antonio Sapucaia e outro por ele. Lima afirmou que a defesa dos taturânicos entrou com recurso apenas contra a liminar de Sapucaia. “A minha decisão continua valendo, já que não houve recurso contra ela”, salientou o juiz.

por Redação

Fonte

http://www.alemtemporeal.com.br/?pag=politica&cod=3834

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

41 comentários

  1. Mas será que essa palhaçada
    Mas será que essa palhaçada no supremo não vai acabar? Vcs ja imaginaram a quantidade de grana que a PF gastou e esta gastando para colocar na cadeia “os brancos com colarinho branco”, e tudo isso para esse aprendiz de gargamel soltar? Isso tem que ter fim. Ele parece aqueles bispos da idade media que tinham mais poder que o próprio rei.

  2. Crianças de hoje,terroristas
    Crianças de hoje,terroristas do amanhã.

    São catequisados pra odiarem.

    São persuadidos a matar.

    Uma criança de hoje pode ser o assassino do seu filho do amanhã.

    será quie vcs precisam ter um filho morto,pra serem contra terroristas?

    Nenhum terrorismo é deseculpável.Por mais justa que seja a causa.

    me ESCUTEM.Eu sei do que falo.

    E se escrevo por aqui, é que por ali não estou conseguindo.Trava o computador.

    Um terrorista NÃO é humano.

    Por conseguinte,não há direitos pra ele.

    Entedam.não é uma questão de posição política.

    É DE QUEM PASSOU NA PELE.

    NÃO APOIEM TERRORISTAS.

    Mário, sei que você gosta de provocar, mas às vezes extrapola.

  3. Infelizmente não se pode
    Infelizmente não se pode culpar o Gilmar Mendes. Simplesmente está escrito na CF. Os políticos só podem ser afastados do cargo quando são considerados culpados na sentença com trânsito em julgado. Mudem a CF e isso não acontecerá mais….

  4. Nassif,

    interessante é que o
    Nassif,

    interessante é que o Bradesco está envolvido nesse escandâlo e ninguém fala nada.

    Abraços,

    De que modo?

  5. Há momentos quando se pede a
    Há momentos quando se pede a derrubada de um homem deste, vc é taxado disso daquilo outro, anti-democratico, golpista… mas eu n posso concordar que a sociedade tenha que assistir isso e esperar que a normalidade das coisas promovam a mudança. Deve haver força pra tirar uma criatura dessas do pode, não é possivel que não!

    Daniel Dantas, Marcos Valerio, Deputados corruptos, toda essa gente ganhando carta branca desse cara que envergonha o país, que deslegitima o STF enquanto instituição, e os outros ministros onde estão? Ninguem vê isso? E o equilibrio de poderes? Deputados, senadores? Ninguem?

  6. Acompanhei aquela maracutaia
    Acompanhei aquela maracutaia toda na imprensa alagoana quando estorou. (Tonininho Albuquerque é do DEM) Uma farra desde sempre de servidores-fantasmas recebendo salários que parou só Deus saiba onde. A guerra entre a imprensa da situação e da não-situação chegou a ser tão interessante quão a esquema em si. Para nossos amigos, tudo; para nossos inimigos, o rigor da Lei. Um caso para Gogol.

  7. Nassif e amigas/os, vejam uma
    Nassif e amigas/os, vejam uma receita para processar o Gilmar Dantas, publicado no blog do Azenha em 09 de dezembro de 2008 pelo Carlos Graça Aranha, “OficialCP Delegacia de Defraudações PCERJ, Direito/Pós, músico e cidadão de saco cheio de canalhas”, segundo ele mesmo.
    Abraços.

    COMO PROCESSAR O PRESIDENTE DO STF
    Atualizado em 09 de dezembro de 2008 às 13:07 | Publicado em 09 de dezembro de 2008 às 10:30

    Srs. Vejam o caminho legalista para processar um Presidente do STF:

    Crime de Responsabilidade no STF

    Quem processa e Julga?
    O que veio à tona agora, telefonemas entre pessoa processada (Chicarone) criminalmente e o assessor do STF, Cirillo, em contemporaneidade com a deflagraçao da Satiagraha, devidamente inserido o fato na sentença do Juiz Dausto De Sanctis, tem nome no meio jurídico: INDÍCIO DE CRIME.
    Logo, se há indício, há que se falar em investigação, pois o crime é de ação pública incondicionada e não apurá-lo implica em outro crime: Prevaricação.
    Como investigar?
    Polícia Federal, de ofício, sem precisar esperar representação do MPF ou do Procurador Geral da República. Atenção, eu disse INVESTIGAR, que é diferente de processar, posto que o foro especial em razão do cargo se dá ao PROCESSO.
    O único obstáculo é que a PF não poderia intimar um Presidente do STF, mas poderia convidá-lo a depor em dia e hora em que o mesmo autorizasse.
    Comentário: Não há necessidade de se interrogar investigados quando há provas suficientes (materialidade) e sua qualificação civil é conhecida.
    Como processar e Julgar?
    Senado federal, sim, Senado Federal.
    Transcrevo “in verbis” a CF-88: Art.52. Compete privativamente ao Senado Federal: II-processar e julgar os Ministros do STF (…) nos crimes de responsabilidade.
    O crime de responsabilidade está bem evidenciado, pois o Presidente do STF nomeou, eu disse NOMEOU, o sujeito citado, especialista em segurança eletrônica. Logo após surge a história do suposto grampo e todo o resto e suas conseqüências; demite por ausência de adequação ao cargo(?). Não. Demite para livrar-se da “responsabilidade”.
    Crime de responsabilidade de agente público é tecnicamente bastante parecido com a responsabilidade civil objetiva e criminal subjetiva do empregador sobre atos do preposto.
    Explico: Responsabilidade civil objetiva de patrão pelos atos de seu empregado. Um cliente sendo lesado em algum direito pode processar a ambos;
    Responsabilidade criminal subjetiva: O empregado comete um delito, o patrão sabe, mas finge que não vê, ou tem ciência e não está nem aí, ou simplesmente é conivente. Incorre em crime.
    Em caso de crime comum, parece-nos claro que já existem fortes indícios de infração cometida pelo atual Presidente do STF ao disposto no Art. 339 do CP: Denunciação caluniosa.
    Trazendo ao português direto: No caso do suposto “grampo” do qual se diz vítima não há a mais leve esperança em se provar que sequer existiu e tal assertiva, a de GM, deu causa à instauração de um Inquérito pela PF, acusando frontalmente a ABIN. Note-se que a ABIN tem personalidade jurídica,porém, em tese, seu Diretor responde por eventuais delitos “oficialmente” cometidos.
    Dar causa à instauração de IP contra pessoa (PJ pública/privada ou pessoa física), sabendo-o ser inocente. A pena é alta: 2 a 8 anos de reclusão. Note-se que o Diretor da ABIN não responde por crime caso houvesse existido o grampo de forma irregular, sem sua ciência, por arbítrio de algum funcionário subordinado ao sabor das veleidades alheias. Nem assim o “fumus” surge, ou seja, não há menor sinal de fumaça neste horizonte.
    Neste caso, crime comum, um Presidente de STF deve ser processado e julgado por seus pares. Eu disse processado, que é diferente de investigado, mais uma vez, cabendo o fardo à PF, repetindo, sabendo que meio mundo jurídico dirá que a polícia não pode. É tese e teoria. Vende livrinhos jurídicos. Assim sendo, PODE SIM !
    Caso o Senado Federal não tome providência alguma, ou o MPF, ou ainda a PF, temos o seguinte instrumento jurídico em mãos: MANDADO DE INJUNÇÃO, previsto na CF-88, significa que, por iniciativa popular, subscrito ao menos por um advogado, sem número mínimo de cidadãos, podendo também ser apenas um (1), ingressa em Juízo competente para pedir expedição de mandado que obrigue, eu disse OBRIGUE uma autoridade pública a CUMPRIR seu dever de ofício, no caso obrigar o Presidente do Senado a abrir procedimento contra a Presidência do STF. Mesmo caso pelo crime comum, ou seja, MANDADO DE INJUNÇÃO diretamente impetrado à corte superior para que cumpra sua função.
    Atentem para o fato de que nada disso é impossível e, ocorrendo expressão da vontade popular, muitos caminhos se abrem.

    Carlos Graça Aranha
    OficialCP Delegacia de Defraudações PCERJ.
    Direito/Pós, músico e cidadão de saco cheio de canalhas

    PS: “É certo que o mandado de injunção visa precipuamente suprir judicialmente norma reguladora ausente, porém, por analogia a que se refere o CPC e ainda o CPP em seu Art. 3º, baseando-se ainda em DIVIDIDA jurisprudência acerca do tema, o instrumento que pode suprir norma ausente também pode ser usado para suprir ato administrativo ausente, não executado. É neste ponto um entendimento e, como tantos outros por aí suscitados, auxilia na venda de livros jurídicos e nada mais. Poderíamos aqui versar sobre uma ação de obrigação de fazer, mas seria mais longo e enfadonho o jurisdiquês. O nome da ação em si sugere o que se pode fazer. Agora, cá para nós, um advogado que se habilite pode postular diretamente uma representação no STF. Eu não posso, sendo funcionário público, embora formado em direito, por impedimento legal.”
    O que estamos esperando então? Onde eu assino?

  8. Onde o Sr. Gilmar Dantas quer
    Onde o Sr. Gilmar Dantas quer chegar? O que ele quer provar?
    Institucionalizar a impunidade no Brasil? Tá conseguindo!
    Pode roubar!
    Pode corromper!
    Cadeia foi feita para preto e pobre!

  9. LN,
    Faço um tremendo esforço
    LN,
    Faço um tremendo esforço para tentar entender o que está acontecendo no país, pois durante o recesso do judiciário muitas coisas estranhas acontecem e nada acontece, ninguém se pronuncia, ninguém discorda…
    Já não encontro mais palavras e argumentos para tentar me expressar a respeito do que esse GILMAR DANTAS está fazendo com o “ordenamento jurídico pátrio”…
    Me dá uma vontade de chorar… gritar…chingar… fazer coisas absurdas…
    O que está acontecendo com este país afinal de contas? Onde estão as pessoas de bem? Será que ninguém vai reagir? Estamos condenados a viver na sombra? Sinceramente, não sei mais o que dizer… triste e melancólico espetáculo…
    A patifaria, o escárnio, a desonra, a mentira, a safadeza, a desfaçatez… tudo, enfim, estão se assenhorando de tudo e todos ( e não tente me convencer do contrário).
    O que é normal, aos seres humanos, está se transformando em anormal, e o anormal, amoral e imoral, está se transformando em normal… inversão total dos valores…
    Não posso deixar de enviar efusivos parabéns ao senhor FHC e senadores da república pela indicação e aprovaç!ao de GILMAR DANTAS ao STF…

  10. Nassif,

    lembra da minha
    Nassif,

    lembra da minha proposta?

    ‘se é político ou próximo a este, Gilmar solta, concede, entrega, reconduz, absolve, etc…’

  11. O Modo Luis Nassif, a grosso
    O Modo Luis Nassif, a grosso modo, vou deixar abaixo o email do melhor jornalista de Alagoas, que pode te informar detalhes.Se quiser manda com cópia para meu email. Ele está de férias(tem um excelente blog e é músico)….ricardomota@pajucara.com

    Os deputados fizeram emprestimo para eles em nome da Assembléia, o gerente do bradesco também foi indiciado. Inclusive o atual prefeito estava no Prefeito estava no meio.

    Inclusive a sociedade alagoana se mobilizou e teve várias manifestações em frente ao BRADESCO. http://www.tudonahora.com.br/noticia.php?noticia=27119

    Nesse link tem mais informações…

    Se vc me mandar um email(nao sei qual o seu) te mando outros detalhes que o jornalista Ricardo falou aqui e o telefone dele.

    Abraços

  12. Bradesco e
    Bradesco e Taturana
    Dirigentes do Banco Bradesco foram indiciados no inquérito da Operação Taturana. De acordo com a Polícia Federal, funcionários do banco teriam participação no esquema fraudulento que teria desviado quase R$ 300 milhões dos cofres da Assembléia Legislativa. Entre as fraudes haveria pagamentos ilegais, endossos falsos e cumplicidade no desvio de recursos públicos.

    “Este contrato entre Assembléia e o Bradesco é um ponto nebuloso desde época em que foi assinado. O que levou um banco privado, e não uma instituição pública, a gerenciar uma conta milionário de um Poder como Legislativo alagoano? Quais as bases deste contrato? Qual o benefício para a gestão da Casa, para as finanças e, principalmente, para os servidores que recebem em contas desta instituição? O que quero é fazer com que a sociedade, dona do dinheiro da Assembléia, saiba qual motivo gerou as aberrações detectadas pela Polícia Federal, o que mudou ou não neste contrato, e se será preciso que ele seja mantido, alterado ou até extinto por meio da substituição deste banco”.

  13. PF receberá advogado de
    PF receberá advogado de superintendente executivo do Bradesco
    Também hoje está marcado o depoimento do ex-deputado Gervásio Raimundo.

    Da Redação

    O delegado da Polícia Federal Janderlyer Gomes recebe hoje à tarde o advogado do superintendente executivo do Bradesco, Renan Mascarenhas. O advogado deve marcar o depoimento de Renan Mascarenhas à Polícia Federal para os próximos dias.

    Mesmo antes do depoimento, Janderlyer Gomes já revelou que o banco tem envolvimento com o esquema que desviou mais de R$ 280 milhões da Assembléia Legislativa de Alagoas e que o superintendente deve ser indiciado pela Polícia Federal.

    Renan Mascarenhas ainda responde por uma Ação Civil Pública impetrada pelo Ministério Público. Ele e outros 20 réus, incluindo deputados e ex-parlamentares, são acusados de terem se beneficiado com empréstimos feitos em 2006, na agência Prime, em São Paulo.

    DepoimentosTambém hoje à tarde, às 15h, o delegado Janderlyer Gomes ouve o depoimento do ex-deputado estadual Gervásio Raimundo. Ele já foi indiciado por envolvimento no esquema da Assembléia Legislativa e hoje deve falar sobre duas armas sem registros, que foram encontradas na casa dele.

    O ex-deputado chegou a falar que as armas eram do filho, o deputado Marcelo Victor, mas o parlamentar reconheceu outras cinco armas registradas – para a prática de tiro esportivo – e afirmou não saber a procedência dessas outras.

    Na quarta-feira, o delegado Janderlyer Gomes ouve o depoimento de José Roberto Firmino de Menezes, que era diretor de Recursos Humanos da Assembléia Legislativa.
    http://www.tudonahora.com.br/noticia.php?noticia=13660

  14. Onde está o dinheiro que o
    Onde está o dinheiro que o Bradesco pagou à Assembléia?
    Denuncia de Celso Luiz de que o Bradesco pagou para ter o privilégio da conta da Assembléia agita o banco.

    Roberto Vila Nova

    Arruma a mala aí!
    Arruma a mala aí! Para onde foi R$ 1 milhão e 700 que o Bradesco pagou à Assembléia Legislativa pelo privilégio da conta do duodécimo milionário?

    Se alguém souber o paradeiro do dinheiro ajuda a entender o esquema, mas, se não souber pode entender também – é só admitir que há o submundo onde todos se encontram: deputados, gerentes de bancos, bancos, contadores…enfim, a rede criminosa onde um depende do outro.

    Para entender também é necessário saber que só os bancos possuem o poder de fazer dinheiro. Ninguém mais tem esse poder. E, sendo assim, R$ 1,7 milhão que o Bradesco pagou à Assembléia foi dinheiro feito para tal, ou seja, para o crime.

    O pior é que a denúncia foi feita pelo ex-presidente da Assembléia, Celso Luiz, no segundo depoimento prestado à Polícia Federal – que complicou ainda mais sua situação.

    O que se denunciou como censura econômica da grande imprensa à Operação Taturana pode-se entender pelo tamanho do comprometimento do Bradesco no esquema – que se origina assim: um gerente do banco procura o primeiro-secretário da Mesa Diretora e lhe propõe dinheiro às turras.

    E a única coisa que pede em troca é a conta da Assembléia.

    O primeiro-secretário conta a proposta para o presidente da Mesa, que topa o negócio; mas, há o empecilho: para encerrar o contrato com o outro banco, ele precisa quitar os papagaios que estão lá.

    Quem duvida que é por aí o começo da história de R$ 1 milhão e 700 mil que o Bradesco pagou pelo privilégio da conta da Assembléia? E quem duvida do que pode aflorar mais com a Operação Taturana?

    Caros internautas: imagine o quanto eles podem fazer de bem e de mal – e têm feito mais mal do que bem.

    http://www.tudonahora.com.br/noticia.php?noticia=13340

  15. Advogados do Bradesco
    Advogados do Bradesco reclamam da exposição do banco na mídia
    Eles vieram agendar o depoimento do superintendente do Bradesco, que pode não vir depor à Federal.

    Vamos lá…
    Vamos lá…Os dois advogados paulistas que estiveram na tarde da segunda-feira com o delegado federal Janderlyer Gomes, para acertarem a vinda – ou não – do superintendente do Bradesco, Renan Mascarenhas, a Maceió, queixaram-se da exposição do nome do banco na mídia; eles disseram ao delegado que outros bancos também atuaram com a Assembléia Legislativa.

    O delegado da PF informou que o superintendente pode não vir depor; se quiser faltar ao depoimento, que está previsto para a semana que vem, ele tem esse direito uma vez que também tem o direito de não responder as perguntas feitas no inquérito. Mas, ausente ou não ele corre o mesmo risco de ser indiciado – e aí os advogados se mostraram preocupados.

    À imprensa os advogados contaram que vieram saber o que o delegado Janderlyer Gomes iria perguntar ao superintendente – mas, não é verdade; o delegado não iria adiantar as perguntas, até porque uma pergunta puxa outra que não está no script. O que os advogados realmente vieram saber é se existia o risco de indiciamento do superintendente – e há; o delegado foi claro.

    O Bradesco aceitou aval ilegal e concedeu empréstimo a quem não tinha lastro. Para a PF a Operação Taturana foi um conluio e a participação do banco foi decisiva para a prática dos crimes – que vão de formação de quadrilha ao crime contra o sistema financeiro nacional.

    O indiciamento pode provocar a demissão do superintendente, ainda que não signifique a condenação; ainda que possa ser julgado inocente. É que fica mal na fita um executivo de banco indiciado por isso ou aquilo.
    http://www.tudonahora.com.br/noticia.php?noticia=13711

  16. E nem dá prá chamar o ladrão!
    E nem dá prá chamar o ladrão! ele está de conluio com a Justa…

    Parem o bonde que eu quero descer!

  17. Não sejam assim tão
    Não sejam assim tão pessimistas. Os excelentissimos serão afastados assim que o processo seja concluido, ou seja, mais ou menos em 3897dc.

    Isto se tudo correr normalmente,
    e se as provas não forem desqualificadas,
    e se não acusarem os investigadores,
    e se não acusarem o juiz,
    e se não afastarem o desembargador,
    e se acharem um grampo que não houve,
    e se os excelentissimos estiverem vivos até lá, é claro!

    Eu acredito mais nesta última condição se realizar pois não mais duvido da capacidade de nossos idoneos e abnegados politicos.

    Interessante é perceber que para certas pessoas o pedido de afastamento é automático ao menor sinal de irregularidade, algo assim como uma pamonha, por exemplo. Para outros 300 milhões é troco, café pequeno. Continuam a ter acesso irrestrito à nossa grana como se nada houvesse acontecido.

    Presunção de inocência. É a lei. Cumpra-se a lei.

    Como dizia meu caro colega Einstein: tudo é relativo.

    Até o certo e o errado, o legal e o ilegal, o ético e o anti-ético, o bom e o mal.

    E vamos nóis…

  18. O terrorista de hoje, já foi
    O terrorista de hoje, já foi a criança ontem.
    E quem assassinou seus pais, mutilou seus parentes, acabou com as suas esperanças de vida e com qualquer crença de um mundo melhor, pode ter sido a injustiça social, a discriminação, o ódio, a fome, a miséria, o uso e abuso da força. Enfim, o o terrorismo de estado, qualquer um deles.
    E para estes há direitos? Tem havido.
    Pense nisto, seus filhos ou você podem ser atingidos por ele amanhã.
    Raciocinio torcido, obliquo, irracional. Se não há o que postar melhor calar-se…

  19. Depois que o Paulo Lacerda
    Depois que o Paulo Lacerda foi exilado em Portugal, o Gilmar Mendes tem certeza de que pode fazer QUALQUER COISA!

    Se Deus quiser, vai cometer algo que o comprometerá de vez.

    O peixe é pego pela boca.

  20. Vocies ainda não perceberam
    Vocies ainda não perceberam que o Ministro Gilmar Mendes está arregimentando cabos eleitorais para sua mudança do Judiciário para o Executivo?

    Primeiro serão esses deputados no Alagoas, depois um banco em outro lugar, um empresário e por aí vai . . .

    Não é só o Governador Serra que pensa em 2010 . . .

  21. Desdobramento..

    15/01/09
    Desdobramento..

    15/01/09 18:58
    “No meu entendimento, os deputados permanecem afastados”, diz juiz

    “No meu entedimento, os deputados permanecem afastados”. A afirmação é o do juiz Gustavo Lima, sobre a decisão do ministro Gilmar Mendes, que determinou que os deputados estaduais afastados dos cargos após o indiciamento na Operação Taturana, deflagrada pela Polícia Federal.

    Segundo o magistrado, existem dois pedidos de afastamento dos parlamentares: um impetrado, em caráter liminar, por Antonio Sapucaia e outro por ele. Lima afirmou que a defesa dos taturânicos entrou com recurso apenas contra a liminar de Sapucaia. “A minha decisão continua valendo, já que não houve recurso contra ela”, salientou o juiz.

    por Redação

    Fonte

    http://www.alemtemporeal.com.br/?pag=politica&cod=3834

  22. Quem esse magistrado pensa
    Quem esse magistrado pensa que é? Gilmar Mendes é o supremo mandatário da nação. O que ele decidir nós acataremos. E ponto final. Além do mais, o que são 300 milhões de reais? Hospitais, postos de saúde, escolas? Quem precisa disso? Se o Gilmau estudou na Alemanha e seus filhos estão em escolas particulares, são atendidos em hospitais particulares, e andam de carro blindado? Quem não teve essa oportunidade, paciência.

  23. Em relação ao bradesco deve
    Em relação ao bradesco deve ser o tal do INOVAR.
    Parece vocabulario tucanes como diria macaco simao da fsp.
    Se a publicidade fosse verdade…

  24. Segue um queima-cuca, simples
    Segue um queima-cuca, simples brincadeira, como se formulando hipóteses : inocentar todos, pois só assim é possível justificar também, por tabela, a fraca atuação da polícia federal no governo fhc…sacaram? agora vamos ao bate-bola na cuca : tem gente aí inocentando a rodo…é fato? e tudo leva a crer que a intenção principal é detonar “alvos”…é fato?…sem “alvos”, a quem condenar e prender? ou interrogar?…é fato?… então é possível provar que crimes financeiros nunca existiram e o que está acontecendo é tudo um exagero, um Descontrole de Estado, pois os “alvos” malandramente detonados, digo, inocentados, nunca existiram em tempo algum…desde fhc, lógico ! que dirá hoje?
    Haverá sim, condenações de muquiranas, se bobear até de policiais, e continuação da detonação de “alvos” Depois de tudo espalhado e varrido(?), alguém vai entrar pra história como o famoso quem foi mesmo que conseguiu acabar com a corrupção no Brasil graças a sua notável inteligência artificial?

    Esta noite vou beber como nunca, tem dó deu !!!
    desconfiem de lucros inexplicáveis de alguns bancos, economistas

  25. Um dia eu estava no Bar do
    Um dia eu estava no Bar do Ferreira (Brasília) com uns amigos.
    Aí um deles me disse: Nei, voê está de costas, mas o gilmarmendes acabou de passar por aqui. Que pena, quando me virei ele, como um gnomo, já tinha desaparecido na curva do bar.
    Depois de que esse meretísimo continua dando fuga a todos os ladrões de colarinho branco – com a cumplicidade dios demais metretrissimos do STF, de novo, a partir de hoje andarei com um par de grandes e pesados e sujos sapatos velhos.
    Se o imperador do Brasil e de Mato Grosso aparecer lá, toma sapatada. Estou convocando amigos também boemios para andarem com sdpatos à mão nos bares de Brasília,. Pelo menos o ministro gnomo não sairá de casa à noite para afrontar às pessoas honestas.

  26. parabens aos que enviam
    parabens aos que enviam alternativas para pedir o afastamento do gilmar mendes do stf….Nao se nega a autoridade do stf julgar, senao seriamos contra as instituicoes, mas nao podemos ficar esperando sem participar ativamente – pelo menos se posicionando ativamente. Mas a luta para o aperfeicoamento das instituicoes nao pode ser proibida pelo mendes. Com uma intensa participacao popular essas estranhas regras e atitudes de mendes podem ser mudadas…

  27. Ei, gilmarmendes grampeou a
    Ei, gilmarmendes grampeou a Comunidade, meu comentáriuo nem sai pasra moderação. Esse meretíssimo tem este direito?

  28. Nassif e malungos.

    Estamos
    Nassif e malungos.

    Estamos assistindo a “Farra do Gilmar”.

    O “hôme” tá soltando a canalhada toda.

    Vai gostar de soltar bandido assim lá em Diamantino.

  29. Gilmar está decidido a
    Gilmar está decidido a desmoralizar as instituições, começando pelo Judiciário. Com isso quer atingir a Democracia, que do jeito que está caminhando pode retirar certas elites do poder que secularmente ocupam.
    Ao liberar bandidos ricos, sem excessão, comentar qualquer tema político com desenvoltura e se imiscuindo nos outros poderes, ele quer gerar instabilidade, desconfiança e revolta públicas, confusão.
    Afirmo que o sr. Gilmar Mendes é um subversivo da ordem democrática.

  30. Os aliados de gilmar:
    Os aliados de gilmar: dantas,jungmann,heráclito, itagiba,fruet,demóstenes e outros, devem estar rindo. No mínimo nos consideram a plebe ignara. Na queda da Bastilha, na França, ocorreu a mesma coisa. Acorda Brasil !

  31. GILMAR DANTAS MENDES é um
    GILMAR DANTAS MENDES é um grande incentivador da impunidade e da corrupção no Brasil. Esta decisão é imprudente, imoral, incoerente e safada, causando danos incalculáveis para a nação brasileira por motivar a roubalheira. Não é possível, temos que fazer alguma coisa contra esse ditador destruidor GILMAR MENDES.

  32. Esse cara tá em todas! E
    Esse cara tá em todas! E sempre livrando a cara dos poderosos.
    A roubalheira esta tão as claras e tão integrada ao poder que nos leva a concluir que este país realmente não tem mais jeito. Não consigo mais acreditar em soluções para o Brasil. As mudanças que precisamos fazer, deveriam ser feitas em todos os níveis. Neste país vemos uma corja que domona as principais instituições (os três poderes em sua maioria, a mídia o dito quarto poder e também boa parte das principais empresas nacionais). Como acreditar em um futuro para uma nação assim. Creio, que estamos caminhando cada vez mais para o fundo do poço e como sempre iremos nos acostumar com a situação (o pior é que a maioria da população nem tem idéia da situação e tem como principal preocupação o final da novela e a nova temporada do big brother…), e tocar nossas vidas de modo a minimizar esses efeitos nocivos sobre nós.

  33. Caro Nassif, é muito triste
    Caro Nassif, é muito triste saber que o “empresário-ministro” continua seus desmandos. E agora na querida e pobre Alagoas, terra do Jornalista Ricardo Mota, Graciliano, Hekel Tavares, Ib Gatto, Pontes de Miranda…

  34. Gilmar Mendes é como Israel
    Gilmar Mendes é como Israel nazista: perdeu completamente a compostura. Coisas assim prenunciam o fim próximo.

  35. desdobramento de hoje :

    MPE
    desdobramento de hoje :

    MPE toma primeiras providências para evitar retorno de deputados indiciados na Taturana
    sexta-feira, 16.01.2009, 07:49pm (GMT-3)

    O procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, anunciou, nesta sexta-feira (16), que o Ministério Público Estadual ingressará ao lado da Procuradoria Geral do Estado e do Ministério Público Federal com um agravo regimental no Supremo Tribunal Federal, para tentar mudar a decisão monocrática do ministro Gilmar Mendes.

    O magistrado cassou uma liminar que mantinha afastado da Assembléia Legislativa 10 deputados estaduais indiciados na Operação Taturana. A iniciativa do MPE – que ao lado de outros órgaos como a OAB – pretende manter todos os envolvidos no esquema longe da atividade parlamentar.

    Após uma reunião que durou duas horas, Tavares concedeu uma coletiva acompanhado do procurador-geral substituto, Eduardo Malheiros, dos promotores de Justiça que integram o Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), Edelzito Andrade e Hamilton Carneiro, o integrantes do Núcleo da Fazenda Pública, Jamyl Barbosa e Cecília Carnaúba e os promotores de Justiça Luiz Vasconcelos e Luciano Romero, que atuam na assessoria técnica da PGJ. “A reunião procurou encontrar uma solução necessária, útil e eficaz para este problema surgido repentinamente”, explicou.

    “O Ministério Público não se curvará nesta luta cívica de combate à corrupção e ao crime organizado”, disse. O procurador-geral de Justiça também não descartou ingressar com uma nova ação por improbidade administrativa pedindo mais uma vez que os deputados sejam condenados pela Justiça. “Queremos evitar o retrocesso, não podemos permitir que depois de afastados com tantos indícios, este grupo retorne à Assembléia como se nada tivesse acontecido”, destacou.

    Em Brasília, o MPE também já entrou em contato com representantes da Procuradoria Geral da República e do escritório da Procuradoria-Geral do Estado – já que o Estado é litisconsortes ativo na ação contra os deputados. “Todos ficamos surpresos com essa decisão e se for necessário, iremos até Brasília, para um encontro com o ministro César Peluzzo, que está tirando as férias do ministro Gilmar Mendes na presidência do STF” afirmou Tavares.

    Encontro com juiz: pedido e apoio

    Após a coletiva, Eduardo Tavares e um grupo de promotores de Justiça foram até o Fórum de Maceió para entregar pessoalmente ao juiz Gustavo Souza Lima, da 16ª Vara Cível da Capital, um ofício pedindo que a Justiça não permita o retorno dos deputados. No documento, o MPE pede que o magistrado encaminhe expediente ao presidente da Assembléia Legislativa, Fernando Toledo, informando que os parlamentares não podem reassumir os cargos, devido a existência de outra liminar na ação de improbidade que manteve o grupo afastado da ALE. A reivindicação foi prontamente atendido.

    No encontro com o juiz Gustavo Souza Lima, o procurador-geral elogiou a postura do magistrado. “Entendemos que essa é uma situação atípica e que por isso pegou à todos de surpresa”, analisou. O juiz fez questão de apresentar os volumes de todos processos referentes a Operação Taturana que estão sendo analisados. O material lotou a mesa de trabalho da 16ª Vara. “Não houve inércia. Na verdade temos muita demanda. Já saímos daqui até de madrugada”, afirmou o magistrado.

    Fonte :
    http://www.correiodopovo-al.com.br/v2/index.php?mod=article&cat=Alagoas&article=1005

  36. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome