Bandeira de Mello diz que Moro não está habilitado para ser juiz

Jornal GGN – O jurista Celso Antônio Bandeira de Mello disse, em vídeo publicado no Youtube, que Sergio Moro não está habilitado para ser juiz, pois adotou uma postura parcial e partidária na Lava Jato, chegando a atuar como um “acusador”.

“Esse juiz Moro é um homem, a meu ver, muito pouco habilitado para exercer a função de magistrado. A magistratura exige serenidade e sobretudo imparcialidade. Não pode ser uma conduta apaixonada. Mesmo que ele assuma um ar sereno, e assume, o comportamento dele não é de magistrado. O comportamento dele é de acusador.”
 
Bandeira de Mello ainda disse que usar prisões preventivas para obter delações é digno de torturadores e avaliou o caso triplex como uma “perseguição” a Lula, para evitar que o ex-presidente tente disputar o Planalto em 2018.

https://www.youtube.com/watch?v=4UfTZGd2tk8

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  TV GGN: Como a Globo cobriu o encontro de Marcelo Bretas e de Lula com o Papa, por Luis Nassif

17 comentários

  1. amanhã o coro vai ser

    amanhã o coro vai ser forte….

    vamo ver serginho chorar pelo leite azedo dele.

     

    o brasil é nosso. vamo tomar de volta.

     

    “se a genrte canta em coro é mais forte o som da nossa voz”

    el efecto

     

    e se canta:

    oleeeê

    ole

    ole

    olaaaaaaá

    VOLTAAAAAAAAAAA

    DILMAAAAAAAAAAAA!

     

  2. Comentário.

    Concordo com o Bandeira de Mello.

    Mas sou obrigado a perguntar: e daí? em que implica?

    Sei que o Bandeira de Mello é uma referência na área do Direito, mas as questões que temos implicam uma ação constante e não essa paralisia, muitas vezes voltadas em protestos do tipo “não está certo”, “não é justo”.

    Trata-se um golpe e os autores não estão nem aí.

    Acho que ainda as análises da situação são bastante precárias, são marcadas pelo momento ou resvalam num academicismo estéril, cujo momento de grande prodígio foi o sr. Wilson Ferreira, capaz de torcer os fatos para fazer uma proximidade entre a apatia do povo e a definição de massa silenciosa do Baudrillard. Ah, por favor.

    Não vejo lá muita diferença entre aquilo que acontece no governo Temer e as injustiças praticadas no cotidiano há muito, onde mesmo havendo injustiça diz-se “faço pois posso”, sem indignação ou resistência dos próximos; enquanto isso, a  vítima da injustiça corre de um lado para o outro procurando o justo e o correto e não são poucas as pessoas que dão de ombros ou concordam com a injustiça, incluindo os que ficam miudinhos. OK, o Moro parece alguém que fez uma promessa junto ao leito de morte do pai e teria, quem sabe?, uma dívida moral (sic) para com seu finado; mas não dá pra esperar algo das instituições e nem deveria ter esperanças de que algo acontecerá em relação às suas práticas (é preciso ser muito cidadão e honrar a toga pra tanto).

    Sem gente na rua, sem organização, por mais ongs, por mais sindicatos e associações que existam, não é possível. O país teria que parar, “simples”.

     

     

  3. Golpismo do Judiciário

    Moro, acobertado pelo manto sagrado do Judiciário, a serviço dos interesses da plutocracia, tenta retirar o Lula da cena política, para completar o golpe contra a democracia. Até quando o povo brasileiro permitirá que um poder sem voto continue tutelando os destinos do país?

    • Conhece?

      Celso Antonio Bandeira de Mello.

      Definitivamente o Celso Antonio Bandeira de Mello jamais seria um “jurista” à altura do “talentoso” juiz moro.

      Seria um crescimento negativo elevado a “n”.

       

       

    • Dr. Bandeira de Mello (e esse

      Dr. Bandeira de Mello (e esse é doutor mesmo, tem doutorado) é um dos maiores nomes do Direito Público da HISTÓRIA do Brasil. Apenas isso.

    • Não sei porque me dou ao

      Não sei porque me dou ao trabalho. Mas esse “tal” Bandeira de Melo é simplemente o maior nome vivo do Direito Administrativo Nacional mas um IMBECIL como você não sabe nem escrever, avalie saber quem é um dos maiores juristas VIVOS desse país. Não há, escute, idiota, um juiz, promotor ou procurador que tenha passado em qualquer concurso sem saber as teses desse “tal” Bandeira de Mello. Mas um idiota como você deve saber quem deve ou não estar habilitado para ser jurista. Deve ser Moro que deve estar.

      • Xará

        Deixe esses comentários sem rebote, assim somem no vácuo.

        Veja o nome da criança: LOIDE, o próprio imbecil trouxinha.

  4. Parece que só os juristas do

    Parece que só os juristas do Jornal Nacional concordam com os descalabros jurídicos de Sérgio Moro. Os grandes juristas nacionais e internacionais abominam sua parcialidade e seletividade partidária.

  5. Que fique registrado que o vídeo é obra da page Mídia Viva

    Adminsitrada por um cidadão chamado Antonio Soeldad. Tem no Facebook e no Youtube. A canção que serve de trilha é a principal marca dos vídeos da Mídia Viva.

  6. O BRASIL precisa criar

    O BRASIL precisa criar instrumentos para, legal e éticamente, depor suas autoridades corrompidas

    Executivo e legislativo tem eleições de 4 em 4 anos  ..clarro que o RECALL é MUITO bem vindo  ..somado ainda ao fim do foro especial e da proteção corporativa

    o JUDICIÀRIO, este de NABABOS estabilizados,  tipo Agilmal Mentes e MoUro, este é que vai mal  ..nunca pune, e quando diz que o faz, premia com aposentadoria integral  ..some a putabilidade e o fim do mandato vitalício pros togados morcegões  ..e ai poderemos falar UM POUCO de evolução MORAL neste setor

    ..chegara o dia que o brasil debatera a punição a engenheiros, médicos, jornalistas e tb a economistas mercadistas que já causaram BUILHÔES e mais BILHÔE de prejuízos ao país tb

     

     

  7. O ex-presidente colhe o que planta

    Condenado, se arvora em insultar publicamente o magistrado, nesse confisco recebeu a justa réplica que mereceu.

    Nada mais do que isso. Com isso aprenda a respeitar um magistrado. 

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome