Deputado afastado por corrupção é pai do juiz que atuou com Genoíno doente

Jornal GGN – O deputado distrital Raimundo Ribeiro (PPS), afastado de suas funções na Mesa da Câmara por suspeita de participar de um esquema de corrupção envolvendo o desvio de emendas parlamentares da saúde, é pai do juiz da Vara de Execuções Penais que ganhou destaque na imprensa após atuar no caso de José Genoíno.

Preso no mensalão, o petista passou a ter problemas de saúde em decorrência de uma cirurgia cardíaca e sofreu resistência do Judiciário para obter o direito de pagar sua pena em regime domiciliar.

À época, o juiz Bruno Ribeiro, que pegou casos do chamado mensalão após o juiz anterior ser considerado muito “benevolente” com os réus, foi criticado por quase deixar Genoíno morrer na prisão.

A defesa reclamava que Genoíno não tinha bom atendimento na Papuda, que a partir das 18h de sexta-feira ficava sem médicos para pront-atendimento durante todo o final de semana. Diante de reclamações, o juiz produziu um relatório alegando que Genoíno poderia ficar na prisão, enquanto seu pai usava programas de rádio para dizer que o ex-deputado estava com “manha”.

Só quando o Ministério Público Federal e o Instituto Médico Legal entraram em cena para produzir um relatório a partir de uma junta médica é que a postura do juiz Bruno Ribeiro pode ser contestada. O laudo do IML apontou que Genoíno não sofria risco de enfarte, mas precisava de atenção por conta das implicações da cirurgia. O ex-ministro Joaquim Barbosa, já baseado em laudo do médico da Câmara, permitiu que o petista ficasse 90 dias em regime domiciliar.

Leia também:  Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Um blog ligado a Raimundo Ribeiro foi denunciado por publicar texto dizendo que Genoíno inventava doença para “escapar do xadrez”. O 247 apontou que esporte favorito do Ribeiro pai era usar programa de rádio para falar mal dos “mensaleiros”, denotando que o Ribeiro filho deveria declarar-se juiz suspeito.

Após o escândalo na Câmara, o PPS do Distrito Federal informou que Raimundo Ribeiro seria afastado de suas funções na executiva do partido. Celina Leão, outra deputada distrital também investigada pela polícia foi afastada da presidência da Câmara e igualmente do PDT. Célia era do PSDB na época das supostas negociações do esquema e Ribeiro, do PSDB.

Celina Leão, segundo a apuração, articulou um esquema de pagamento de propina e desvio de recursos de emendas parlamentares que seriam usados para pagar contratos de gestão de UTIs.

Nos áudios feitos por Liliane Roriz e entregue a investigadores, Celina fala sobre mudança de finalidade de uma emenda parlamentar que direcionou R$ 30 milhões da sobra orçamentária da Câmara a um grupo de seis empresas que prestam serviço de UTI. Parte dos recursos foram repassados a deputados da Mesa Diretora.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

    • Esse aí deve estar envolvido

      Esse aí deve estar envolvido nesses rolos tb !!! Tá indo para UNESCO para não ser preso !!!

      O senador da educação !!!

    • Normal na Direita

      Essa pragalhada da Direita reacionária é muito aficcionada por Igrejas em geral, só pra não negar a máxima de que a religião é o último refúgio da bestialidade humana.

      Um dos piores bandidos que conheci quando trabalhei na SUDAM, envolvido até a medula nos escândalos históricos de lá, andava com um terço no bolso. Puxava uma reza que era uma beleza e mantinha uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré em ponto de destaque no gabinete dele. Toda vez que chegava pra trabalhar antes se ajoelhava à frente da imagem e fazia o sinal da cruz…

  1. Vocês já repararam que

    Vocês já repararam que daqueles golpistas que votaram contra a Dilma ou os moralistas do PSDB não escapa ninguém se fizer um investigação de no mínimo 10 minutos?

    Depois é o PT que rouba?

    Pergunta desafio ao Sérgio Moro e a turma da lava rato: Onde está o dinheiro que o PT roubou?

  2. Como tem pai, tio, sobrinho,

    Como tem pai, tio, sobrinho, primo nos poderes da República. No meio dos concursados também, principalmente nos cargos de salários mais altos. Não dá pra levar a sério os concursos da Bananandia. 

  3. Nada como um dia atrás do outro…

    Já dizia minha avó:  Quem faz à Deus paga ao diabo. E hei de vê-los pagarem caro por todo o sofrimento que impuseram ao Genoíno. A desnecessária e covarde condução de Genoíno algemado naquele avião. Que se preparem! A lei do retorno pode tardar mas não falhará!  Malditos!

  4. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome