Lava Jato: MP denuncia lobistas ligados ao PMDB

Jornal GGN – O Ministério Público Federal no Paraná denunciou os lobistas Jorge Luz, Bruno Luz e outras sete pessoas suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro no bojo das investigações da Lava Jato. Essas pessoas são acusadas de colaborarem com irregularidades na contratação de navios-sonda pela Petrobras e da empresa Schahin Engenharia, mediante repasse de propina.

Segundo a força-tarefa, Jorge e Bruno Luz intermediaram o recebimento de vantagens indevidas a parlamentares do PMDB, incluindo aí Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, que foi condenado no dia 30, quinta-feira. A acusação é de que os denunciados tenham atuado em acordos de propinas para que a Petrobras controlasse navios-sonda coreanos entre 2006 e 2009.

Os valores das propinas chegam na casa de milhões de dólares, depositados em contas ocultas na Suíça. Além dos Luz, foram denunciados Milton e Fernando Schahin, executivos do grupo, os doleiros Jorge e Raul Davie, o ex-funcionário da estatal Agosthilde Mônaco e os ex-gerentes da Área Internacional Demarco Epifânio e Luis Carlos Moreira.

Segundo a força-tarefa, além de provas, os depoimentos, quebras de sigilo e documentos fornecidos por agentes públicos e políticos nas delações premiadas estão entre os elementos que colaboraram para o oferecimento da denúncia.

Com informações da Agência Brasil

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lei que soltou André do Rap só serve para quem tem dinheiro, afirmam especialistas

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome