Nelson Willians-João Doria-Sérgio Moro, uma ligação a ser acompanhada

Jornal GGN – O repórter Joaquim Carvalho levantou informações relevantes sobre o evento que premiou o juiz Sérgio Moro em Nova York, pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, e sua palestra no Forum Investment Lide, de João Sória, especialmente no papel do advogado Nelson Willians.

Segundo a reportagem do DCM, o evento da Lide teve quatro patrocinadores, entre os quais o escritório de advocacia Nelson Willians, que se apresentou como o maior do Brasil.

A reportagem levantou que Willians conseguiu causas na Petrobras, após a Lava Jato. E indicou que a palestra de Moro foi remunerada por valor não revelado.

Levantou também que em abril de 2016, na véspera do impeachment, a esposa de Sérgio Moro, Rosângela, visitou o escritório de Willians em Curitiba, para tratar de temas relativos à APAE do Paraná, da qual era diretora jurídica. E também participou de um jantar restrito em homenagem a Sandra Marchini Comodaro, sócia do escritório Nelson Willians em Curitiba.

Formado em Toledo, Paraná, o advogado é pouco conhecido no meio dos grandes escritórios de São Paulo. Mas opera há tempos em parceria com Doria, inclusive atuando como seu advogado, além de colocar seu jatinho à disposição dele.

O escritório especializou-se em causas que dependem de lobby político, como desapropriações, grandes cobranças do Banco do Brasil e até o papel de mediador do caso Libra com o Porto de Santos, zona de influência de Michel Temer, que lhe poderá render a bagatela de R$ 23 milhões.

É um dos grandes financiadores da Lide, ao lado de Washington Cinel, da Gocil – outro empresário polêmico.

11 comentários

  1. Muito material para depois sair o livro: Os traidores da pátria

    com as coisas que estão acontecendo no submundo da falsa caça aos corruptos. Pais recuando três décadas para repetir a falsa caça aos marajás, que criou mais ainda marajás.

  2. Nelson….

    É uma terra de inocentes mesmo !! Corram tirar o sofá da sala. Estão entregando o país como nunca na nossa história. 

  3. Diz-me com quem andas…

    Diz-me com quem andas e dir-te-ei que és um tucano disfarçado de juiz.

    U’a mão lava a outra. Tu pagas minhas palestras e eu te permito atuar para a Petrobrax.

  4. Lamnetável, o Moro deixa a

    Lamnetável, o Moro deixa a mulher para fazer o jogo sujo. Mas parece que ela faz com gosto. 

    A verdade é que se mexer nisso aí, sai muito coisa feia. A lavajato está mais parecendo uma máfia com tentáculos políticos, geopolítiocs, empresariais, judiciais e com parte no submundo.

    Esse é o “mecanismo”, não o do José Padilha, pelo que parece um marketeiro desse esquema aí pesado 

    • Sim….organização criminosa

      Sim….organização criminosa da pesada….tudo concentrado em Curitiba…uma famiglia só com ramifações de parentesco, amizade e compradio…uma rede que se estende pelas varas de Curitiba e se esntende aos tribunais superiores…são todos parentes ou amigos entre si….com o TRF4, midia, tribunais de conta, PF e  STJ , PGR e STF tudo junto….uma lástima….se não fosse esse regime de exceção, esses processos contra Lula não teria passado do ponto de onde partiram: as fake news da Glxxxxbo….

  5. Coitados do Dirceu, Lula, Vaccari………..

    Mas se a gente soubesse da missa metade. Cedo ou tarde, vai ser preciso abrir a caixa do Judiciario e tirar tudo la de dentro. Sem isso, fatalmente outros golpes virão.

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome