Operação da Polícia Federal chega em Silvio Santos

Em 2011, apresentador anunciava a venda completa do Panamericano e afirmava que “seu banco teve um bom comportamento”: “Não ganhei nada, não perdi nada”
 
Foto: Divulgação SBT – Roberto Nemanis
 
Jornal GGN – A Operação Conclave, deflagrada nesta quarta-feira (19) pela Polícia Federal, investiga a venda de ações do banco Panamericano, que era da família do apresentador Silvio Santos, para a Caixa Econômica Federal, no ano de 2009. O irmão do apresentador, o empresário Henrique Abravanel, é um dos alvos. 
 
A investigação apura se houve fraude na aquisição das ações do banco, após o caso de rombo nas contas da instituição, ocasionando um aporte, ainda em novembro de 2009, pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), e levando os bens do grupo Silvio Santos como Garantia. 
 
Á época, descobriu-se que o Panamericano matinha em seu balanço carteiras de créditos já vendidas a outras instituições, além de duplicar registros de venda de carteiras, inflando o resultado do banco. Em dezembro de 2009, a Caixa obteve 49% do capital votante e 35% do capital total por R$ 739,2 milhões.
 
Dois anos depois, a venda do restante das ações foi anunciada ao BTG Pactual, por R$ 450 milhões, que obteve 34,64% do Panamericano e o controle do banco com 51% das ações ordinárias. Ainda assim, a Caixa manteve a participação de 36,56% do capital social total da instituição.
 
Agora, a PF investiga justamente a atuação de agentes públicos na assinatura de pareceres que sustentaram a compra e venda de ações, tanto pela Caixa, quanto pelo BTG Pactual. Ainda estão na mira o núcleo de consultoria e o de empresários, que teriam conhecimento das situações das empresas e foram responsáveis por “dar aparência de legitimidade aos negócios”, segundo os investigadores.
 
Se no ano passado, em outubro, o Ministério Público Federal (MPF) concluiu que oito ex-diretores e o chefe de contabilidade do banco cometeram crimes financeiros e lavagem de dinheiro, entre 2007 e 2010, pedindo as suas condenações, agora, o próprio irmão de Silvio Santos é investigado.
 
Henrique Abravanel integrou o Conselho de Administração do banco, quando a instituição estava nas mãos da família e foram acertadas as vendas das ações. A Polícia Federal apura se houve a prática de crimes de gestão temerária e fraudulenta nos negócios, que podem gerar penas de até 12 anos de reclusão. Ainda, os investigadores analisam se o negócio acarretou prejuízo ao banco, a seus correntistas e clientes.
 
No fim de 2011, quando as últimas ações foram vendidas ao BTG Pactual, que era controlado por André Esteves, Silvio Santos anunciava que vendia o banco e que tudo estava dentro da legalidade: “Não podia deixar de vender o banco, porque o meu banco não deu prejuízo pra ninguém. O meu banco teve um bom comportamento. Talvez tivesse sido mal administrado, e essa má administração provocou aquilo que todos vocês conhecem. Não ganhei nada, não perdi nada”, afirmava, à época.
 
 

15 comentários

  1. Essa notícia tá roando nas

    Essa notícia tá roando nas redes sociais; não sei se vai aparecer no resto da imprensa, afinal o nome Silvio Santos é quase de um santo. E eu nunca tive nada contra ele, apenas me refiro às questões da imprensa, sempre duvidosas.

    Essa matéria, envovendo o o Panamericano dos Abravanel e a Caixa, entre outros, me fez lembrar um dia meio distante em que Sílvio apareceu no Palácio do Planalto para falar com Lula, ou Dilma? Ficou distante pra mim. Lembro mais é dos repporteres perguntando o que ele teria pra fazer ali, no que o comunicador respondeu não ser nada demais, e saiu pela tangente. Depois surgiu a notícia da venda do banco de sua família. 

    Esse prefácio pra mostrar que já começo a pensar que de novo vão colocar os governantes petistas numa embolada. Será?

  2. Estranho: um evento ocorrido

    Estranho: um evento ocorrido há quase dez anos e só agora desponta essa operação. Como vivemos na Era dos Palpites, das Advinhações e dos Chutes, arriscaria que tem muito a ver com todo esse contexto policialesco. Já já aparece um liame qualquer com a Lava a Jato e envolvendo petistas. 

  3. De volta à historia do Banco Panamericano

    Brasil, em definitivo, virou o Pais dos processos judiciais. Não digo que o banco Panamericano não tenha praticado ilicitudes, mas agora todo dia sai-se com uma nova operação. Mas as coisas que realmente importam, as coisas graves neste Pais, eles fazem de conta que não existem.

  4. Acho que o sinal das

    Acho que o sinal das emissoras da SIMBA não estão no ar apenas em São Paulo. Aqui no Nordeste tá tudo funcionando.

+ comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome