Prisão da Lava Jato no Paraná tem cela de tortura, denuncia detento


Foto: Reprodução/TV Globo

Da Revista Forum

Com informações da Folha de S. Paulo

O Complexo Médico Penal (CMP), localizado em Pinhais, um dos locais onde estão os presos da Operação Lava Jato, está sendo alvo de investigação. Segundo reportagem de Bruna Narcizo e Wálter Nunes, da Folha de S.Paulo, a Defensoria Pública do Paraná enviou à corregedoria do Departamento Penitenciário (Depen) do estado a denúncia de que um preso sofreu maus tratos e agressões de agentes penitenciários.

O preso revela, ainda, a existência de um local chamado “surda”, sala onde os detentos seriam torturados por carcereiros. De acordo com funcionários do CMP ouvidos pela Folha de S.Paulo, o local é usado para aplicação de medidas disciplinares. Os detentos ficam isolados na por 30, 20 ou 10 dias, dependendo do delito. Durante a punição, ficam suspensos banhos de sol e visitas de familiares. Contudo, os carcereiros não admitem a prática de tortura.

No CMP estão presos da Lava Jato, como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Ademir Bendine, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Netto. Não há notícia de que algum deles tenha sido torturado. As agressões foram relatadas por um detento ao defensor público Alexandre Gonçalves Kassama. 
 
O defensor relatou à corregedoria que a prática de torturas no CMP já havia sido denunciada por outros detentos e não tinha sido ainda alvo dos defensores por não haver provas. O Depen destaca que “o caso corre sob sigilo e encontra-se em fase inicial de instrução”.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Agência do governo autoriza 58 requerimentos minerários em terras indígenas da Amazônia

6 comentários

  1. O lavajateiros estão dando

    O lavajateiros estão dando uma “arrumada na casa”, dificultando o prosseguimento das operações de combate à corrupção já que não apenas pegaram Lula como está ficando insustentável deixarem Serra, Aloysio, Aécio, Temer, Alckmin etc. soltos. Para tanto contam com a ajuda da sempre fiel “Folha” e suas denúncias sempre no momento apropriado.

    Façam suas apostas: quanto tempo até que a PF, o MPF e juízes como Sérgio Moro, Rosa Weber e Gilmar Mendes venham a público choramingando que sabotaram as possibilidades de acabar com a corrupção? Sérgio Moro já choramingou quando cobrado pelo fim da Satiagraha, o caso Banestado, sabe aquele do conterrâneo Alberto Youssef?

  2. A tortura…
    Provavelmente a maior tortura é a psicológica. Daí muitos terem optado por delatar possivelmente inverdades. Nem todos têm força para suportar a prisão. # Lula Livre # Dirceu Livre

  3. ainda mais uma prisão como esta da lava jato…

    cujo recado psicológico deve ser o seguinte:

    “não faz bem a saúde se considerar torturado estando ao nosso alcance, identificados ou presos”

    no RJ tivemos muito desses recados dados aos que foram recolhidos pelo “coração de mãe” muito jovens

    incrível como nada mudou de lá pra cá

  4. Intervenção Operação Lavajato

    Desde  o  início  Lava Jato, foi  verificado  a  ineficácia  das  investigações, sem  critério  e  preparo, urgentemente  necessita  solicitar  ao  órgão  internacional   uma  intervenção  na  PF , específica  na   Lava Jato  pelas  torturas, e  julgamentos  sem  provas além  de  várias  irregularidades  judiciais  na  condução  das  tarefas.  

  5. Intervenção Operação Lavajato

    Desde  o  início  Lava Jato, foi  verificado  a  ineficácia  das  investigações, sem  critério  e  preparo, urgentemente  necessita  solicitar  ao  órgão  internacional   uma  intervenção  na  PF , específica  na   Lava Jato  pelas  torturas, e  julgamentos  sem  provas além  de  várias  irregularidades  judiciais  na  condução  das  tarefas.  

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome