PT pede convocação do ministro da Justiça para explicar execução em “câmara de gás”

Os deputados solicitam, ainda, a convocação do diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, para que dê informações sobre o assassinato de Genivaldo de Jesus

Agência Brasil

da Revista Fórum

por Lucas Vasques

bancada do PT na Câmara dos Deputados protocolou, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, um pedido de convocação de Anderson Torres, ministro da Justiça e Segurança Pública.

O objetivo é que ele preste informações a respeito do assassinato de Genivaldo de Jesus Santos por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Sergipe.

Os policiais transformaram uma viatura em uma “câmara de gás”, causando a morte de Genivaldo por asfixia, dentro do veículo.

“Um cidadão brasileiro foi amarrado e jogado no interior de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal. Como se isto não bastasse, este brasileiro foi ainda submetido ao sadismo dos agentes públicos que covardemente aspergiram gás lacrimogêneo e de pimenta no cubículo da referida viatura, tendo falecido instantes depois”, diz um dos trechos do requerimento da bancada do PT.

Quem assina o documento

O documento foi assinado pelo líder da bancada, Reginaldo Lopes (MG), e outros parlamentares do partido: Erika Kokay (DF), Rogério Correia (MG), Bohn Gass (RS), Carlos Veras (PE), Leonardo Monteiro (MG), João Daniel (SE), Marcon (RS), Márcio Macedo (SE) e Vicentinho (SP).

Os parlamentares solicitam, ainda, a convocação do diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, para que dê explicações sobre o caso.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paulo Dantas

- 2022-05-28 19:12:27

Num país civilizado o DG da PF renunciado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador