Giro GGN Queimadas: Brasil ainda arde e Ibama manda recolher todos os agentes em campo

Segundo o Ibama, a medida é necessária pois o órgão não tem recursos, e aponta para o Ministério da Economia, que segura a execução financeira do orçamento.

Jornal GGN – Alegando falta de recursos, o Ibama divulgou documento em que determina o recolhimento das brigadas, atingindo principalmente o Pantanal e a Amazônia. A ordem foi dada ontem para que todos os agentes retornem imediatamente para suas bases a partir da meia-noite de hoje, dia 22. A determinação é da Diretoria de Proteção Ambiental que opera o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e atinge cerca de 1.400 agentes em todo o país.

Segundo o Ibama, a medida é necessária pois o órgão não tem recursos, e aponta para o Ministério da Economia, que segura a execução financeira do orçamento. Em agosto, Ricardo Salles anunciou a interrupção de operações de combate ao desmatamento ilegal por falta de recursos ao Ibama e Instituto Chico Mendes. Mas voltou atrás.

Segundo reportagem do Estadão, o Ministério do Meio Ambiente chegou a procurar o Ministério da Economia na questão dos recursos, mas sem aceno de liberação. O Ibama então soltou ofício dizendo que, por falta de recursos, interromperiam o trabalho dos agentes pois não teriam como enfrentar as despesas.

A situação não é tranquila, muito ao contrário. 226 mil km² do país já queimaram até setembro, o Pantanal é o bioma mais atingido com o triplo de ocorrências comparado ao ano passado, a Amazônia já perdeu mais de 62 mil km².

Veja a situação do país em dados fornecidos pelo Inpe, que faz o monitoramento e os disponibiliza diariamente.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo deverá se explicar sobre diretor do BC fora do país desde março

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome