A educação em São Paulo

daSilvaEdison

Nassif,

Nessa discussão é curiosa a forma como escondem São Paulo, Estado e Capital.

Dizem com muitas letras que a educação brasileira vai mal.

Mas não dizem que a de São Paulo vai de mal a pior.

Mas procurando bem, sendo atento, é possível encontrar isto nas folhas:

“Já as cidades com mais de 100 mil habitantes têm apenas uma representante na lista. É Sobral (CE), com 182 mil moradores, uma das duas únicas do Nordeste a figurar entre as cem melhores.
A capital mais bem colocada do país, Curitiba, aparece só no 492º lugar. São Paulo, no modesto 1.962º.”

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff0507201005.htm

E até algo mais devastador: São Paulo não consegue acompanhar o passo de tarturuga do restante do Brasil:

“Já no ensino médio, a rede estadual de São Paulo teve uma queda mais acentuada nas notas do que outros Estados desde 1995, quando o MEC começou a avaliar a educação básica do país.
No primeiro ano da avaliação, São Paulo ficava na 2ª posição, somando-se as notas de português e de matemática dos alunos do ensino médio, atrás apenas do Rio Grande do Sul. Em 2009, ocupou a 7ª posição e Rio Grande do Sul continuou em 1º.”

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff0507201002.htm

Com um desempenho desses com que roupa um tucano paulista poderá desfilar educação para o Brasil?

Com que roupa?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora