Folha agora diz que crimes de Dilma não eram “irrefutáveis”

Jornal GGN – O editorial da Folha de S. Paulo desta quinta-feira (1/9), dia seguinte à destituição de Dilma Rousseff da presidência da República, marca um posicionamento curioso do jornal após a conclusão do processo. Folha, agora diz, que os crimes alegados para derrubar Dilma não eram “irrefutáveis” e reafirma que, para a empresa, o ideal seria a convocação de novas eleições a partir da renúncia da presidente reeleita em 2014 ou através de uma condenação na Justiça Eleitoral por corrupção na campanha. 

“Esta Folha teria preferido, como manifestou diversas vezes, que a extrema gravidade da crise e o inconformismo da sociedade houvessem conduzido à renúncia da chapa eleita em 2014 ou a sua impugnação, caso confirmados na Justiça os indícios de crime eleitoral. Isso levaria à realização de eleições diretas, única forma de conferir legitimidade inconteste ao novo governo. Raramente, no entanto, cenários ideais se concretizam em política.”

O fatiamento do julgamento de Dilma, que acabou lhe tomando o mandato, mas não os direitos políticos, também fez a Folha recuar da gravidade das alegações que constavam no processo para sustentar que houve crime de responsabilidade fiscal.

“O processo decorreu em estrita obediência à Constituição, assegurado amplo direito de defesa e sob supervisão de suprema corte insuspeita. As acusações de fraude orçamentária, porém, embora pertinentes enquanto motivo para impeachment, nunca se mostraram irrefutáveis e soaram, para a maioria leiga, como tecnicalidade obscura – e, para uma minoria expressiva, como pretexto de um golpe parlamentar.”

Manter os direitos políticos de Dilma, para o jornal, “pode traduzir falta de convicção condenatória” por parte dos senadores, ou algum tipo de “desejo de desarmar espíritos”, se resultar numa eventual reaproximação entre PMDB e PT. “(…) mas viola o parágrafo único do artigo 52 da Constituição, que prescreve a inabilitação como consequência automática da perda do mandato.”

Leia também:  O despreparo, a necropolítica e o racismo de Bolsonaro estampados no The New Yorker

Para o veículo, agora, se Dilma pretende disputar ou não uma nova eleição, não importa. “O destino de Dilma Rousseff, entretanto, é agora assunto privado, conforme seu governo, um dos piores da história nacional, desaparece de vez para ser recolhido aos livros de história.”

O jornal cobrou, ao final, que Michel Temer tenha a coragem de tomar as medidas duras e impopulares e assuma um compromisso público de não tentar ser candidato a presidente em 2018.

“É, sobretudo, imperativo aprovar no Congresso os projetos de reforma econômica —teto para o gasto público e revisão nas regras da Previdência— que se configuram como alavancas sem as quais o Brasil não emergirá da recessão calamitosa em que atolou há dois anos.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

20 comentários

    • Respondo ao comentarista

      Respondo ao comentarista Somebody,01/09/2016 – 16:16.De pleno acordo meu caro.E de longe o pior jornal em circulacao no Brasil hoje.Os demais ja sabemos a quem servem e que objetivos defedem.A Folha se esconde no biombo da pusilanimidade,como jornal prural e democratico.Dele ja fui ate assinante.Quando esse Otavinho assumiu as redeas descambou para a capadocagem.Inclusive conseguiram senilizar Cony.A contratacao de Reinaldo Azevedo,tao afavel no trato com as pessoas,que a morte dele quer distancia,e Kim Kataguirei ficou nu.Eu nao tenho duvidas em afirmar que e o mais  salafrario jornal brasileiro.

  1.  Que  bom saber que eles tem

     Que  bom saber que eles tem uma divida financeira desse tamanho fabuloso e ninguem os vai salvar, nao eh?

    AGORA eles lembraram de dizer isso?  Dividas batendo aas portas.

    Alguem saberia a data da ultima vez que os donos da falha bateram aa porta de Temer nos ultimos 5 dias?

  2. A Folha é um jornal

    A Folha é um jornal partidário mesmo, sem escrúpulos, sem caráter. 

    Na defesa dos tucanos, ela quer que o temer assuma o compromisso de não ser candidato em 2018.

    Isso é ridículo. Só um jornal golpista pode propor algo de tal imbecilidade.

    Ela está sendo porta-voz de quem? Do Aécio, do Serra? Parece mais porta-voz do picolé de chuchu.

  3. Cada dia me conveço mais.Esse

    Cada dia me conveço mais.Esse Otavinho da Folha é um sujeito ordinário,malcheiroso,não serrve a coisa alguma.Um traste. 

  4. Filhos da … folha

    Folha de São Paulo

    Imediatamente

    Leva adiante,

    Hoje e sempre,

    O seu horror à democracia

    Seu nojo ao Lula e à Dilma.

    Deseja ser dona das cabeças

    Ao preço da indignidade.

    Para garantir a sua prata,

    Usurpa junto ao usurpador

    Todos os votos legítimos

    A que não tem direito.

     

  5. Suma pretensão

    O que me espanta é a pretensão do jornaleco. Querer ditar regras de como deveria a Dilma ter agido:

    Ou a chapa renunciava ou convocava novas eleições ou isso ou aquilo.

    Tudo sem previsão constitucional! Só porque os meninos birrentos queriam assim.

    É muita pretensão. Ego demais. Se levam a sério mesmo.

    E o pior é que agindo desse modo, ainda que não fosse a traquinagem feita do jeitinho que queriam, agiram por anos sem serem molestados, em conluio com outras empresas de igual estirpe, e conseguiram arrebentar com o País.

    Dá engulho isso.

     

  6. Força Serra Presidente

    Força Serra Presidente deu chabu. Esse panfleto político sujo precisa se legitimar, portanto podem esperar que nos próximos dias esse lixo vai abrir as suas páginas para pesonagens públicos progressistas. Eles cairão como patinhos.

  7. Uma coisa que me deixa

    Uma coisa que me deixa profundamente indignado comigo mesmo é o fato de um dia eu acreditar nesses calhordas da folha. Que me perdoe o Jânio, que  eu acho uma ilha de profissionalimo nesse ninho de golpistas, esses caras desse jornal são o cúmulo do cinismo e mentira. Como eu pude acreditar que esse jornal pudesse compartilhar da minha idéia de país livre e soberano!!! eu acho que eu me odeio.

  8. folha sugere eleição direta,

    folha sugere eleição direta, até que vença um candidato de sua conveniência. Caso contrário, terá que haver uma renúncia ou um golpe inevitável. O Cretinismo tomou conta do país.

  9. Hipocrisia pouca é bobagem

    O Otavinho, logo após ver o circo pegar fogo (fruto da sua gasolina e de seu fósforo) acha que o espetáculo até que poderia ser interessante. Valeu a tentativa, só isso.

  10. Jornaleco de bosta

    E pensar que lia esse jornal até o ano 2004. Nem acesso sua páginas na Internet. Só tenho notícias dele por aqui mesmo.

    E classificam o governo da Dilma como o pior da história…que governo? Esse antro de golpistas-jornalistas não deixaram ela governar no segundo mandato.

    Fizeram parte do boicote e do quanto pior, melhor. Tomara que a crise gerada para causar o impeachment leve essa bosta de jornal à falência. Seri um cancêr a menos no Brasil.

     

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome