O foco da Abril na educação

Dia desses conversei com um gestor de fundo que participou da abertura de capital da Abril Educação. Fizeram um IPO que não foi muito bem sucedido, mas que permitiu a capitalização da nova empresa.

Indaguei qual a ameaça aos livros didáticos representada pela expansão dos tablets? Total. O caminho da Abril seria especializar-se na área de conteúdo, disse-me ele.

Ora, uma política educacional baseada em critérios de economicidade, sem influências políticas e econômicas, certamente acabaria com o atual Progama Nacional do ivro Didático. Passaria a adquirir as obras diretamente dos autores, comprando inclusive direitos autorais, e repassando para toda a rede escolar, pública e privada.

Hoje em dia, uo que se gasta anualmente com livros em ma escola privada de padrão médio alto, em São Paulo, daria seguramente para adquirir um tablet para o aluno.

Dá para entender as manobras da Abril, de trazer Fábio Barbosa, montar um seminário sobre competitividade (ela que jamais se importou com temas fundamentais) e convidar inclusive o Ministro da Educação Fernando Haddad.

Por Foo

Abril compra sistema de ensino por R$ 43 milhões

AQUISIÇÃO DA MAXIPRINT FOI ANUNCIADA NESTE SÁBADO E REFORÇA ESTRATÉGIA DE DIVERSIFICAÇÃO DO GRUPO DE ROBERTO CIVITA

Por Agência Estado

01 de Outubro de 2011 às 13:54 

 

A Abril Educação informou hoje que sua subsidiária Central Abril Educação e Participações Ltda. (Caep) celebrou contrato particular de compra e venda para aquisição da totalidade do capital da Maxiprint Gráfica e Editora Ltda, que atua no segmento de criação, desenvolvimento e comercialização de sistemas de ensino voltados à educação infantil, ensino fundamental e médio, cursos pré-vestibulares e educação de jovens e adultos.

 

O valor total da aquisição é de R$ 43 milhões, dos quais R$ 33 milhões serão liquidados no dia 3 de outubro de 2011 e o saldo será pago em duas parcelas de R$ 5 milhões, no prazo de 12 e 24 meses contados de hoje.

 

Em fato relevante divulgado ao mercado, a empresa detalha que com a aquisição passará a atender mais 85 mil alunos através das 343 escolas usuárias do Sistema Maxi de Ensino em todo o território nacional e fortalece a sua atuação no mercado de sistema de ensino com um produto didático complementar aos que já oferece hoje através dos sistemas Anglo e SER.

 

A empresa informa ainda que a Caep e os vendedores tomarão todas as medidas necessárias para proceder às devidas notificações aos órgãos integrantes do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência. “Esta aquisição representa mais um passo importante na consolidação dos negócios da companhia no setor de ensino infantil, fundamental e médio no Brasil, estando alinhada à sua estratégia de crescimento e de criação de valor para os seus acionistas, fornecedores e clientes”, conclui a empresa.

 

http://brasil247.com.br/pt/247/midiatech/17117/Abril-compra-sistema-de-ensino-por-R$-43-milh%C3%83%C2%B5es.htm

COMENTÁRIOEstá mais do que claro que a batata está assando, pro lado das revistas da Editora Abril. E não é para menos, considerando a invasão dos livros e revistas digitais:

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador