O tiro no pé da Globo com a GER4Ç4O BR4SIL

Tenho escrito aqui sobre essa mistura de dramaturgia, marketing e jornalismo que caracteriza os grupos de mídia. Utilizam-se recursos da propaganda, da dramaturgia e do jornalismo para uma geleia geral que compromete todas as pontas.
 
Quando a Globo lançou a novela sobre tráfico de crianças, o jornalismo foi acionado para uma série de matérias sensacionalistas sobre adoção.
 
Quando as eleições entram em jogo, o grupo age sincronizando todas as pontas, criando vilões que lembram os adversários, mocinhos que emulam os aliados.
 
À medida em que as informações e as discussões sobre mídia avançam pelas redes sociais, e que o conceito e o papel dos grupos de mídia viram foco de discussão, o uso reiterado dessas jogadas apenas ajuda a reforçar os argumentos dos críticos da mídia.
 
É como se houvesse um laboratório online, no qual práticas seculares anacrônicas pudessem ser dissecadas ao vivo e em cores.
 
Em tempos de concentração maior de mídia, falava-se muito na propaganda subliminar, os
merchandisings, utilizados para jogadas comerciais.
 
Quando entra-se no campo eleitoral, o jogo é dúbio. 
 
Tome-se essa besteira da Globo, de associar o nome da novela ao número 45 do PSDB
 
O custo é alto. Uma emissora aberta, com o alcance da Globo, não pode se colocar contra mais da metade do eleitorado brasileiro, ainda mais em um momento em que ocorre uma implosão geral da audiência, fruto do avanço das tvs fechadas e da Internet. É um risco de imagem que gerações anteriores, mais sábias, não ousaram correr, mesmo quando a força do grupo era proporcionalmente muito maior.
 
Quando o espírito das diretas tomou conta do Brasil, a maior preocupação de Evandro Carlos de Andrade e Roberto Marinho era tirar o estigma da emissora, de ser contra a democratização
 
Depois que o estilo Murdock surgiu, deixou-se de lado toda a prudência e decidiu-se tomar partido de uma forma escancarada.
 
A ideia de associar o número de PSDB – 45 – à nova novela não representará nenhum reforço substancial à candidatura tucana. Mas, sem dúvida, será mais um argumento fortíssimo em favor dos que entendem a mídia como um partido político.
 

241 comentários

    • Não acho que seja paranóia

      Não acho que seja paranóia governista, mas paranóia pura mesmo. Eles escreveram o logo no estilo “leech speak” muito comum na internet. Acho que falar que isso está associado ao logo do PSDB, do PSB ou ao 45 foi longe demais, e olhe que eu adoro uma teoria da conspiração.

      • Huahuahuahua eu não boto mta
        Huahuahuahua eu não boto mta fé nesse troço do 45 não, mas é da globo, e o mal do Brasil emana da globo, então é melhor ter cuidado. Quanto ao f13sta, vc mitou cara.

    • O passado não mente sobre o presente

      Guilherme…

      Com todo o respeito aos seus argumentos, mas a melhor maneira de se conhecer uma pessoa – física ou jurídica – é pesquisar o seu passado.

      Não sei sobre sua idade, mas se você pesquisar vai descobrir quem são os Marinho e o que já aprontaram no Brasil.

      Tem de tudo. Ofereço uma pequena sugestão… Procure no Google sobre PROCONSULT + Leonel Brizola.

      Esse é apenas um caso… Se procurar por Ditadura Militar + Roberto Marinho terá mais evidências esclarecedoras.

  1. Repare também que
    Repare que o BR4S remete ao número do PSDB e o 4O remete ao 40 do PSB de Eduardo Campos G3R4Ç4O BR4S1LBR451L: BR 45 em 1º Lugar Reare que o azul-escuro usado como cor de fundo do logo é o mesmo do logo do PSDB.

    Por que escolheram esse nome para a novela? Geração brasil é para incitar jovens para fazer manifestações em ano de eleição presidencial? Parece mais nome de show.

     

     

    • E sabem onde passa uma parte?

      Além do 40, a Globo dá outra forcinha ao Campos: uma parte da novela passa em Recife, com direito a samba exaltação ao Porto Digital. Ó só:

      “Do núcleo do Recife fazem parte os atores pernambucanos Chandelly Braz, Samuel Vieira, Julia Konrad e Johnny Hooker além do ator paraibano Luiz Carlos Vasconcelos. Samuel Vieira, Julia Konrad e Johnny Hooker, que também são músicos na vida real, formam uma banda musical na trama. Humberto Carrão e Joaquim Lopes também gravaram cenas na cidade. Na capital pernambucana, a novela passou, entre outras locações, pelo Porto Digital, referência do mercado de tecnologia brasileiro.”

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Gera%C3%A7%C3%A3o_Brasil

      • Porto Digital, sei…

        O Porto Digital tem um gordo contrato com o Minc para “cuidar” da parte museológica do Museu Cais do Sertão Luiz Gonzaga em Recife. Presentinho do povo brasileiro ao traíra mor Dudu Camprilles!

        • Klaus, não entendi. Por que

          Klaus, não entendi. Por que “cuidar”entre aspas ? Os objetivos do contrato estão sendo desvirtuados ? Se estão, não seria o caso de denunciá-lo ?

          • Contrato.

            Em 2011 fui fiscal do contrato com a empresa escolhida para o projeto arquitetônico, muito mais trabalhoso e importante para a edificação. O valor desse contrato não chega a 1/3 do valor do contrato do Porto Digital. O que posso dizer, porque é o que sei, é que esse contrato não é muito claro no seu objeto, contrapartidas e execução.

          • Se o contrato não é muito

            Se o contrato não é muito claro no objeto, nas contrapartidas e na execução, o que sobra fora dessa zona cinzenta ?

      • Menos, não?

        Em 2008 precisei comprar um software para envio de mensagens, e a melhor opção foi ‘o Carteiro’, desenvolvido em PE.

        Duvido-ó que se fosse naquele ano ou em 2010 alguém aqui reclamaria de uma novela se passar em Recife…

        E a novela é sobre novos talentos na informática.

        Se fosse sobre novos talentos no cinema devia ser no RS. Se fosse sobre música sertaneja seria em GO. (Aliás, em Família é em Goiânia, Da Cor do Pecado foi em São Luís, Flor do Caribe foi em Natal, Pedacinho de Chão é ambientada no interior de SP. A Globo simplesmente faz rodízio de locações das primeiras semanas.)

        Porque ninguém reclamou do seriado “Amores Roubados’, que enalteceu o crescimento econômico do Nordeste, mas sem falar em Pernambuco, apesar de todo mundo saber que as melhores vinícolas são nesse estado? E que o romance base da série foi de um pernambucano? 

        Nessa ocasião a Globo estaria boicotando Pernambuco?

        E filmando as cenas em Xingó por quê? Para fazer propaganda subliminar do governo de Sergipe?

        E regravou Gabriela, uma novela em que a ‘nova’ política substitui o coronelismo, em 2012, para quê? Propaganda do governo Jaques Wagner para influenciar as eleições de Salvador?

        Gente, um pouco menos, ok?

        Ou então comecem a ver um pouco mais de novelas e séries..

        • Gunter,
          Vi a série “Amores

          Gunter,

          Vi a série “Amores Roubados” e não vi em nenhum momento enaltecer o “crescimento nordestino”, que aliás só aconteceu no Governo Lula/Dilma que você é só critica.

          Somente na sua cabecinha….

          A série era  baseada no livro a “A Emparedada da Rua Nova”  escrito em 1912, por sinal uma lenda urbana do Recife, cidade que gosto muito por sinal.

          O foco da série é para variar ciumes, vinganças e machismo que é característico do brasileiro (no geral  e não apenas no Nordeste). O homem pode “pegar”  todo mundo (mesmo sendo casado) já a mulher….

          Portanto menos meu filho……

          Daqui há pouco você está defendendo o Malafia pois o fundamentalismo da Marina já o faz….né mesmo???  

          Pergunte sua opinião sobre células troncos, sobre união homoafetiva, sobre aborto…verdadeiro Tea Party, mais reacionário impossível. 

          Por sinal comentei isto em outro artigo que você escreveu  alguns dias atrás….

           

           

           

          • Moro no RJ e toda campanha do

            Moro no RJ e toda campanha do Malafaia foi para puxar voto da Marina/Serra, aliás a campanha chegou até mesmo a questionar a sexualidade do Lindberg. Quem é do Rio sabe do que estou falando…

            Marina é igual a Assembléia de Deus + Malafaia que é igual a Assembleia de Deus, e você vem me falar de apoio ao Lindberg…….só mostra que você vive num mundinho muito particular e como já falei anteriormente monotemático.

            O buraco é bem mais embaixo…por favor sem trocailhos.

            Precisa ficar claro que não tenho nada contra religiões defendo que todos tenham liberade de culto, particularmente não tenho religião e muito menos crenças.

            Outdoor espalhado por Malafia no RJ” e Deus fez o Macho e a Fêmea” 

            Acho que o pior defeito da raça humana é a hipocrisia…..parabéns pela sua defesa do Kassab (o governo da eugenia, em tempo as favelas pararam de pegar fogo!!!! como um milgare divino) começa a ficar claro o seu perfil conservador.

            Foi como falei anteriormente se for homossexual preto, pobre e morador da periferia merece porrada e culto de conversão, se  for rico ele é bem aceito pela sociedade e frequenta a “Caras”.

            O preconceito já começa nas palavras: se for pobre é bichinha se for rico é gay.

            Repito no meu ver o preconceito é social e não sexual.

             

             

             

        • Campos indicará dono do Itaú para Min Fazenda. rsrsrsrs
          Campos disse que, se for eleito presidente em outubro,  vai entregar o ministério da Fazenda para Roberto Setúbal, dono do Itaú, e a irmão dele, Neca Setúbal, herderia do Itaú, é que financia campanhas de Eduardo Campos e Marina Silva. Veja: “Eduardo Campos quer Roberto Setúbal, dono do do banco Itaú/Unibanco, em seu governo” – http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/138791/RR-Campos-quer-Roberto-Set%C3%BAbal-em-seu-governo.htm  SABE quem é o chefe da Receita Federal? O ministro da Fazenda. Então… /Camos chama, Roberto Setúbal, do dono do Itaú/Unibanco, de “Bob”. Itaú foi autuado pela Receita Federal por sonegar 18,7 bilhões. Veja: “Itaú/Unibanco autuado em R$ 18,7 bilhões pela Receita Federal” – http://economia.ig.com.br/empresas/2013-08-16/receita-federal-cobra-r-18-bilhoes-em-impostos-do-itau-unibanco.html E a Neca Setúbal, herdeira do Itaú, disse que contribuirá com grana para a campanha de Campos/Marina e é a responsável pela finança da campanha do PSDB. Veja: “Bilionários que embalam o sonho de Marina Silva” – http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/93745/Os-bilion%C3%A1rios-que-embalam-o-sonho-de-Marina.htm

          • Uai, use essa matéria de ‘Relatório Reservado’

            para fazer campanha pelas redes sociais.

            E sugira aos candidatos do PT recusarem doações do Itaú, para não dar conflito de interesse no discurso.

    • Agora entendo, Burburinho!

      Já havia percebido que fica nítido a impressão do número 40, na palavra Geração!  Não estava ligada que 40, é o número do PSB. Está agora sem dúvida, escancarada a propaganda antecipada da Globo!  Deplórável!!!! 

    • Conclamação aos jovens

      Foi no ponto, Stanley Burburinho. Comentei com um amigo hoje que o início da novela mostrava jovens protestando na Jornada de Junho. Aquilo deixava de ser mensagem subliminar e passava a ser campanha explícita pra movimentação juvenil em ano eleitoral. Nada naquela emissora ocorre por acaso. Mas ainda há inocentes que pensam diferente.

  2. alguém já tocou a música da

    alguém já tocou a música da abertura ao contrário para ouvir as mensagens? “Dilma é o diabo! Lula besta da Babilônia”

  3. Eu acredito que a

    rede de esgoto de televisão começou a ficar desesperada com uma possível vitória da Dilma. Junte a isso a audiência despencando da mesma. Essas eleições vai ser tudo ou nada para a rede de esgoto de televisão e se a Dilma ganhar todo o PiG enfraquecerá muito mais. Espero que a Dilma trabalhe duro para fazer o marco regulatório da imprensa no segundo mandato.

  4. “O povo não é bobo…”

    Do meu ponto de vista vão ficando ainda mais evidentes as tentativas reiteradas das Organizações Globo de tentar engambelar, “fazer a cabeça” da audiência através desses ardis.

    O caminho para fazer uma boa idéia, um bom argumento vingarem deveria ser a informação, a clareza de propósitos.

    Entretanto o que se vê de forma repetida é essa tentativa de enganar, ludibriar o outro. ´

    É o truque. Como se isso pudesse se eternizar, como se um dia as pessoas não caíssem na real.

    Portanto, a aposta dos Marinho sempre levou em conta o desrespeito à vontade do outro, a escolha livre e soberana do outro.

    Os Marinho acham que podem substituir os mecanismos normais de convencimento pelo ardil.

  5. sinceramente se o 4S não

    sinceramente se o 4S não tivesse sido destacado e depois explicitado como sendo 45 eu nem teria notado!

  6. ELE, de novo.

    Caro Nassif,

    Mesmo sabendo do perigo, é impossível ao pessoal da Globo resistir em colaborar com seu próprio declínio.

    Acredite, é a mão invisível de DEUS, ou, para os mais versados em ciência, a mão visível da LEIS NATURAIS agindo.

    Acho que já se conformaram com a derrocada, ou preferem morrer a abandonar seus velhos costumes.

     

      • Eu apaguei meu comentário

        para completar com uma informação sobre o título. Veja acima.

        É BR4S1L e NÃO Br45il.

        Em relação ao logo da novela apenas 2 caracteres (o B e o 4) estão reproduzidos corretamente no título.

        Está se acusando a Globo de trocar também o S por 5, coisa que não ocorre.

        E esse destaque de algarismos em relação a letras minúsculas também não ocorre.

        As relações públicas da Globo podem chamar a atenção a esse post se quiserem, posto que está sendo feita uma inferência grave.

        Não há necessidade nenhuma disso. 

        Muitas vezes vale o ditado:

        “Às vezes um cachimbo é só um cachimbo”.

         

         

  7. De 4S para 4G são só 12

    De 4S para 4G são só 12 letras no alfabeto.

    E como sabemos, o 4G é a ruina da Globo (e demais Tv´s).

  8. Só digo pra essa galera que

    Só digo pra essa galera que acha que é paranóia “governista”:

    “SABE DE NADA, INOCENTE!”

     

  9. deixa estar…

    deixa estar…

    esse modo de se fazer mídia de massa à base de novela publieditorial da vida como ela não é… voluntas pro facto reputatur a intenção é que faz a ação (e geração) irá levar uma ibopebanana nas miídias sociais em redes, tal qual o charlatão oportunista filhote global levou ao querer se aproveitar da banana futebolística que daniel alves antropofágico genial comeu…e, sem perda de tempo bestial, em seguida lançou a bola pro ataque… e que o senhor charlatanismo televisivo merchan pronto! acabado! mais princesa angélica, queriam faturar gananciosos ispertos numas camisetas silk bananosas.

    parodiando o engraxate carioca do jornalista joel silveira:

    deixa que venham esses consumistas que nóis esculacha com eles!

  10. Não tem nada a ver.

    E o título do post está errado.

    Primeiro que a logotipia da novela é toda em maíusculas, não tem essa de letras em caixa baixa e algarismos sempre em caixa alta, não há esse destaque. Segundo que é BR4S1L, não Br45il.

    Não forcemos, é a letra I que virou 1, não o S que virou 5.

    Em relação ao logo da novela, portanto, apenas 2 caracteres (o B e o 4) estão reproduzidos corretamente no título.

    (A Globo não vai dar bola para isso, mas do jeito que está é uma inferência sem substância e poderia dar perfeitamente margem a demandas.)

    Não será, então, que a Globo estaria fazendo propaganda subliminar do partido de Kassab, o 41? rsrs.

    Ou, através da soma de 3 + 4 + 4 + 0 + 4 + 1 = 16 não estará mandando a mensagem de que serão 16 anos de PT?

    (Não está claro o uso de 0 no lugar de O em geração.)

    x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

    Mais frequentemente que não vale aquele ditado: “Às vezes um cachimbo é só um cachimbo”.

    O uso dos números 1, 3 4 e 0 para substituir as vogais I, E, A e O é um modismo de tempos na internet. É usado principalmente para driblar anti-spams ou qualquer automatação baseada em palavras que barre mensagens ou downloads.

    As pessoas estão enxergando 4S mesmo, como AS, não 45 (posto que o 5 não é usado no lugar do S, não se trata de visor digital.)

    E a novela será bem melhor que a finada (e fracassada e muito chata) “Além do Horizonte”. O elenco conta com Renata Sorrah e Lázaro Ramos e os autores são os mesmos do sucesso “Cheias de Charme”.

    Além disso, o personagem principal (interpretado por Murilo Benício, que torcemos para que esteja melhor que em Avenida Brasil) fez fortuna nos EUA no ramo da informática (daí o uso do modismo) e vem para o Brasil para prestigiar o ‘crescimento’ do país (propaganda subliminar do lulismo e da nova classe C?, como, aliás, em Avenida Brasil, onde só se falava da ascensão dessa classe, que o Pochman já comentou ser apenas mito?)

    Gente, o mundo real é composto de todas as pessoas, não da paranoia que transita nas áreas de comentários da “Blogo” (o apelido carinhoso que dou para a blogosfera progressista.)

    Apesar do mundo das novelas ser o da fantasia, realismo é algo muito bom, não vamos perder essa perspectiva, né?

    • Não importa

      Não forcemos, é a letra I que virou 1, não o S que virou 5

             Não importa se é 4S ou 45, importa o que as pessoas vão ver ou compreeender quando virem isso.

        Aliás, eles pode ter colocado 4S exatamente para dizer que “não era essa a intenção”…

         Mas a forma do S usado por eles é muito parecido com a forma de um 5, a escolha dessa fonte em especial pode ter sido proposital.

       

      • Claro!

        É justamente isso! Claro que não usariam os algarismos! Seria a prova da culpa. Só que mesmo não utilizado algarismos, mesmo assim percebe-se claramente a intenção de “acharmos” que é o número 45 !  Uma vergonha! 

    •  
      O Gunter, eu até achei

       

      O Gunter, eu até achei forçado, mas agora não fique tentando negar o óbvio. A Globo é pró PSDB e já tem precedentes de campanha preliminar SIM. Ou vc não lembra da vinheta dos 45 anos? Aquilo foi ridículo.

      • Uai, e ninguém está negando que a Globo

        preferiria Aécio ou Campos. Em nenhum momento eu falo que não prefere.

        Assim com Carta Capital prefere Dilma. E a TV Record, prefere alguém?

        O princípio da imparcialidade nas comunicações foi abandonado inclusive nos EUA pela absoluta impossibilidade de levá-lo à risca.

        E de propaganda pró-governo federal na programação da Globo já bastam as menções sempre positivas ao desenvolvimento do Nordeste, inseridas em noticiários, a montanha de citações à “nova classe média” e a total omissão em relação a problemas (como a questão indígena.)

        Mas esse não é o assunto do post.

        O assunto é se o logo dessa novela faz ou não faz propaganda subliminar.

        Na minha opinião, não faz.

        E nem se passar em Recife é propaganda de Campos. Afinal são 6 ou 7 novelas por ano e cada uma é ambientada em um estado (tirando que a partir do 1º mês todos os personagens subitamente se mudam para SP ou RJ para baratear locações…)

        E se alguém acha diferente que gaste dinheiro em pesquisa. Vai descobrir que boa parte da população sabe das preferências partidárias das emissoras e que não dá importância a isso. 

        Ou assista a novela, que é o que eu vou fazer, adoro primeiros capítulos de novelas e depois de “Além de Horizonte” até reprise de novela antiga é bem-vinda.

         

    • Gunter,Acho que o pessoal

      Gunter,

      Acho que o pessoal está exagerando na dose também. Arrisco o palpite de que a tipografia do título é fruto de uma tentativa de incorporar o moderno, num produto já em decadência, na esperança de atrair os mais jovens, garantindo novas gerações de audiência.

      O problema é que o moderno não é adequadamente compreendido, pois essa substituição de caracteres por símbolos similares (“leetspeak” – http://en.wikipedia.org/wiki/Leet) é um fenômeno muito restrito para ser encarado como modismo na comunicação em rede e pode parecer estranho para a grande parcela de brasileiros que não tem contato algum com a internet.

      Acaba sendo mais fácil (ou mesmo tentador) vincular com propaganda indesejada (spam), mesmo que política, pois a “ficha corrida” da Globo está longe de ser pequena. De qualquer forma, erro da Globo, por ter deixado a bola quicando, mesmo que não haja maldade por parte da organização, nesse caso. Pois verificar se uma marca/logo não poderia ter uma conotação ofensiva ou questionável se vista por outros olhos é uma das coisas mais básicas do marketing.

      Abraços,

      P.S.: Outro fator que deve ter influenciado é a trama da novela, que gira em torno de um empresário de TI. Não vou assistir, mas espero que não façam algo tão bisonho como foi aquela novela dos ciganos. A tecnologia mostrada naquela novela na época era algo totalmente fora da realidade…hehe

      • Certamente é pelo personagem do

        Murilo Benício ser da área de TI.

        E penso que não é possível no longo prazo para emissoras de TV competirem com TV por assinatura e internet. tudo o que fazem é para postergar o processo. 

        Não sei se é um fenômeno restrito não. Eu sou muito alheio a informática, frequento internet basicamente para ler notícias, e mesmo assim vejo isso da troca de letras por números com muita frequência, tanto em sites de download como em grupos de discussão. Quando o nome da novela foi divulgado, há mais de um mês atrás, saquei na hora.

        Concordo que checar problemas potenciais é um trabalho que todos devem fazer.

        Só que não vejo erro potencial nenhum neste caso. 

        Nem nisso da novela fazer propaganda do “Brasil Grande”, do “Nordeste Pujante”, blá blá.

        A novela dos ciganos eu não assisti…

        Abs.

         

    • Perfeito!

      Perfeito! 

      Esse povo é muito maluco. Eles devem acreditar em ET´s e Coelhinhos da Páscoa.

      Que teoria mais absurda e maluca?? Isso deve ser piada. É trollação… Só pode. 

  11. A Globo continua em sua cruzada contra o PT

    Bom, se as pessoas não querem ver a propaganda subliminar da Globo, problema delas. A Globo so tem a comemorar, porque na hora de votar, a “Geração Brasil 45” vai saber muito bem quais os numeros que deve apertar na urna eletrônica. Numa emissora de um grupo desse porte, nada é por acaso, e os inocentes uteis vão fazendo o trabalho para a emissora, de defender o lobo em pele de cordeiro. 

    • Meio caminho entre a Poliana e os Ursinhos Carinhosos

      Não querer ver a mensagem subliminar nem tão subliminar assim – em se tratando da Globo e seu histórico – é ficar no meio do caminho entre a Poliana e os Ursinhos Carinhosos. 

  12. A Globo é loba….. janta o povo bobo.

    A Globo pode até estar perdendo “ibope”, mas…….

    Não vamos nos esquecer da novela “Que Rei Sou Eu?” exibida entre fevereiro e setembro de 1989, tambem no horário das 19 horas.

    E pontos no ibope para quem adivinhar quem foi eleito presidente no mesmo ano.

    E por favor, não me digam que é “pura coincidencia”. Antes e agora.

  13. Na campanha passada era o “pode mais…”

    Na campanha passada a Globo criou um jingle cantado por todos os artistas da casa dizendo que o Brasil “pode mais” – mesmo slogan da campanha do Serra. Tudo a pretexto de que seria em homenagem ao aniversário de 45 anos da Rede.

    Manipulação descarada e desavergonhada… 

  14. Globo

    Alguém ai em cima falou em paranóia governista… Não deve ter acompanhado a novela Que Rei Sou Eu, exibida durante a campanha presidencial de 1989… Nela, o país “fictício” se chamava Avilã e Collor bradava em seus comícios: Povo de Avilã! Buscando a identidade com o salvador da pátria da novela, vivido pelo então jovem ator Edson Celulari! Naquela ocasião o golpe deu certo, desgraçadamente!

     

  15. Acaso a Globo não é mais uma

    Acaso a Globo não é mais uma concessão, foi privatizada? Se continua uma concessão, ainda é proibida de fazer campanha para qualquer partido e ponto final.

  16. Na boa, isso é forçar a barra

    Na boa, isso é forçar a barra em Nassif. Tá bem, é de conhecimento de todo o mundo mineral que a Globo tem caso de amor não espcificamente com o 45, mas com todos aqueles que fala a sua lingua. Como é o 45, logo ele é a bola da vez. Campos já tá tentando falar a lingua deles e até já mudou o manifesto, ou está ára mudar. Tudo bem, afinal, ninguém precisa ser comunista fanático. Mas ele está mudando não por achar isso, mas para voltar a ser lisonjeado. O problema que a falta de percepção de Campos para com a mudança no mundo da comunicação vai fazer ele dar o segundo tiro no pé de sua até então promissora carreira política.

  17. Sinceramente achei meio

    Sinceramente achei meio forçado. Nâo sei se tem a ver não, Nassif.

    Botar um nome de novela das 19, adequar ele ao número do PSDB ? O que isso vai agregar ?

    Só se for coisa pessoal do autor da novela, mas não deve ser casa não.

    A Globo tem muitos outros meios de minar o Governo, principalmente no JN e no Fantástico, se o quiser fazer.

    • Quanto mais, melhor!

      Ela quer minar de todas as formas, até no título da novela!  O que sobressai, sem dúvida, é o número 45. Coincidência com o próximo início da campanha? Claro que não!     

    • Pois é, Daniel

      Mas os outros meios a Globo já usa direto, não derrubou Lula/Dilma até hoje, e aí a Globo resolve usar o que tiver à mão.

      Parece teoria da conspiração, eu sei. Mas lembre que falamos de uma emissora que acintosamente editou um debate pra ferrar o Lula. Que deu cobertura exaustiva ao julgamento do Mensalão, depois de ajudar a criar esse mesmo Mensalão, criar algo que não existe.

      E também falamos de uma Oposição que já representou contra a Dilma no TSE e pediu abertura de processo por improbidade contra ela, por ela usar vestido vermelho.

      Tudo é possível, vindo desse pessoal.

    • A questão é outra

      Daniel, 

      A questão e o inverso que está embutido na proposta.

      Para não ferir a propaganda eleitoral fora de horário permitido.

      Futuramente teremos o lançamento do “logo” da Campanha do Aecio Neves inspirado no “logo” da Novela das 19:00 hs.

      Ficará difícl provar que houve havendo propaganda antecipada…

      Basta lembra que em 2010 o “logo” dos 45 anos da Rede Globo foi lançado após o lançamento da Candidatura do Serra.

      Dessa vez não ficará configurado que existe propaganda fora de época…

    • É no mínimo…

      É no mínimo um atentado à nossa gramática!

      Mas, não se trata tão somente disso. O Nassif está certo.

      Se assim não o fosse qual sentido teria o uso dessa linguagem cifrada?

      Apenas, idiotice é que não é!

    • Duas eleicoes.  Sempre o “45”

      Duas eleicoes.  Sempre o “45” partidario aa vista.

      Nao sei quem assiste novela, alias, muito menos das 7.  Mas suponho que eh jovem e do sexo masculino.  (Mulher nao assiste novela das 7, elas estao fazendo janta igualzinho na minha casa no comeco dos anos 70 em diante)

      Recado a todos os “jovens do sexo masculino” do Brasil:  PODE SIM assistir novela global, ninguem daria dois centavos pelo que voces estao fazendo agora.  Nem mais tarde.  Escolham suas escolhas mais rapidinho de uma vez e parem de encher o saco de nos, a veiarada, com isso.  A gente tem mais coisa pra fazer.  Inclusive as jantas que voces vao destruir por 20 anos ate aprenderem a cozinhar.

      Uh…  que eu lembro de novela das 7, so assisti “A Patota”.  E que eu lembro de janta, a primeira vez que eu fiz uma foi em dezembro de 1979.  Arrazei.  Nunca tinha cozinhado antes.)  Seus talentos nao NOS preocupam.  Enfiem a cara.  Ate mesmo na novela.

  18. Equívoco

    Não entendi o comentário do Gunter e outros colegas.

    1º O logo reproduzido acima é o oficial, sem nenhuma alteração. Quem quiser conferir, é só entrar no site oficial, link abaixo.

    2º Ninguém falou em troca do S pelo 5, mas em propaganda subliminar, isto é, a que “se faz por associação de ideias” (Houaiss), no caso o desenho do S e o 5.

    3º Quanto ao 40, apontado pelo Stanley, o til acima do 4 altera grande coisa?

    http://gshow.globo.com/novelas/geracao-brasil/index.html

  19. Cada absurdo

    Esse blog era mais serio. ou.

    Sera que o sr Nassif colocou em destaque essa questao para testar a sua velha teoria de manada, onde ao propor uma certa situação todos a sequem sem nem pensar direito ou não tem uma ideia propria.

    Do jeito que esta esse post ta parecendo denuncia de evangelico paranoico que diz que ta tudo dominado pelos maçons e os Ets.

     

    • imagina…

      Agora os paranoicos andam divulgando em redes sociais uma teoria de que a novela “Meu Pedacinho de Chão” estaria fazendo apologia dos cultos afrobrasileiros.

      Eu vejo quase todo dia e nunca apareceu isso. E mesmo que aparecesse não teria mal nenhum. Muita gente é simultaneamente cristã e simpatizante de Umbanda (uma doutrina que eu considero muito inspiradora.)

      E o pessoal esquece que “Meu Pedacinho de Chão” chegou a ter capítulos censurados na 1a. versão dos anos 1970, por defender a reforma agrária (fato suavizado na versão atual para defesa do usucapião da casa de Zelão, injustamente demitido pelo Coronel Epaminondas.) Na verdade é uma excelente novela, a turma que boicota a Globo não sabe o que perde.

      Também é paranoia o que se diz sobre LGBTs.

      Se em quatro novelas das 9 seguidas têm casais LGBT é porque nós existimos na sociedade e nos casamos também. Nada mais óbvio.

      Tanto que um dos personagens da próxima novela da Record (a mais ‘evangélica’, digamos assim) será gay declarado e a novela falará da perseguição ao mesmo.

      Os amigos tem muitas teorias conspiratórias e tentam encaixar a realidade ao discurso.

      Mas o mundo real não é assim.

  20. Pior que o SPTV não tem

    Eu acredito que o Nassif deu uma extrapolada, mas em relação a outros programas como o SP TV, ou melhor Alckmin Na TV é gritante:

    – Apresentadores coxinhas, entre eles o emblemático Cesar Tralli
    – Cores Azuis e Amarelas na direção de arte
    – Sempre do lado do PSDB, mesmo nas porradas tem direitos de respostas do mesmo nivel.

    Acredito que a Globo cava sua cova, mas não em relação a essa novelinha, que ao tentar se parecer jovem, já vai para o buraco.

     

     

  21. 4 S trazido em 1960 ao Brasil.

    Me lembrei dos clubes 4 S,  difundidos no interior de Minas pela ACAR, associação de crédito e assistência rural, criada com forte e decidida ajuda do governo americano e de Rockfeller. 

    Com base nessa característica, em relação às experiências dessas pessoas, criou-se no Brasil, na década de 1960, o programa dos “Clubes 4 S”. Os quatro “S” significavam: saber para sentir, saúde para servir. Era o equivalente tupiniquim dos “Clubes 4 H”, implantados nos anos de 1920 e 1930 nos Estados Unidos, de tradução literal, ao menos na forma de atuar.

    http://www.agrolink.com.br/colunistas/ColunaDetalhe.aspx?CodColuna=2965

    Apenas uma lembrança, em todo caso, pois concordo com Nassif que a Globo tudo estará fazendo para “seu” grupo ganhar esta eleição.

    E creio que Aécio adoraria ser um “ator” da Globo, fazendo o papel de presidente no cenário chamado Brasil.

  22. A Globo já teve que fazer 44

    A Globo já teve que fazer 44 anos e pular direto para o 46 e agora mais essa…

    Parece evangélico dizendo que tudo é dominado pelo DEMÔNIO…

  23. estah bem evidente o esforco

    estah bem evidente o esforco de toda a globo dah sua conhecida maozinha aos entreguistas e plutocratas da vez! 

  24. .

    Parece que a Globo tornou-se um trem cujo maquinista abandonou seu posto. Pulou fora da cabine de comando por algum motivo inexplicável. O comboio segue sem freios e desgovernado. Só pode ser.

  25. Do que Lula nos livrou.

    Economia

    Nafta

    O mariachi paga a conta do Nafta duas décadas depois

    Após implementação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte, o México bate recordes de pobreza e tem pouco a comemorar em razão da medidapor Carlos Drummond — publicado 04/05/2014 11:18, última modificação 04/05/2014 11:57Yuri Cortez / AFP

    Músicos tocam em tributo a Gabriel Garcia Marquez, na cidade do México, em 21 de abril. O Nafta afeta o país

    Leia tambémO Brasil, a América do Sul e a integração regional“O Brasil não está vulnerável”Zona de livre-comércio entre EUA e UE pode redefinir comércio mundial  

    Pouco a comemorar, muito a lamentar. A síntese parece apropriada para definir os resultados de 20 anos de implementação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, em inglês) entre Estados Unidos, México e Canadá, especialmente para o país latino. Assinado em 1992 pelos presidentes George H. W. Bush e Carlos Salinas de Gortari e o primeiro-ministro Brian Mulroney, foi apresentado como o maior acordo comercial do mundo em termos de paridade de poder de compra. A eliminação de barreiras comerciais e financeiras iniciada em 1994 abriria um caminho de prosperidade para as sociedades dos três países, previam os seus proponentes. O Instituto Peterson de Economia Internacional, think tank de Washington, projetava a partir do Nafta a produção de um superávit comercial para os Estados Unidos e de “grandes benefícios” à economia mexicana.

    A realidade não confirmou esse otimismo, dizem Mark Weisbrot, Stephan Lefebvre e Joseph Sammut, do Centro de Pesquisas em Economia e Política, dos Estados Unidos, no texto “Terá o Nafta ajudado o México? Uma avaliação após 20 anos”. O crescimento do PIB per capita real, a medida mais básica do padrão de vida, caiu de 98,7% no período desenvolvimentista de 1960 a 1980 para 18,6% nos últimos 20 anos. O desempenho pífio corresponde a cerca de metade do restante da América Latina. Segundo estatísticas do governo mexicano, a taxa de pobreza de 52,3% em 2012 (último ano com dados disponíveis) é praticamente a mesma de 1994. O resultado são mais 14,3 milhões mexicanos abaixo da linha de pobreza desde a implantação do acordo.

     

    A remuneração real dos assalariados estagnou. Em 2012, os salários, descontada a inflação, eram praticamente os mesmos pagos em 1994. O desemprego passou de 3,1% entre 1990 e 1994 para 5% hoje. No campo, o resultado é desolador. O milho e outros produtos agrícolas produzidos com altíssima tecnologia em megapropriedades dos Estados Unidos invadiram o território mexicano e varreram 4,9 milhões de agricultores dedicados à produção para o sustento de suas famílias. Desprovidos do seu meio de vida e da tradição sociocultural ligada ao cultivo de diversas espécies de milho, associado às do feijão e da abóbora, restou a esses indivíduos disputar trabalho temporário nas agroindústrias voltadas para a exportação. Mas esse setor absorveu só 3 milhões deles em ocupações sazonais e o 1,9 milhão restante viu-se obrigado a migrar para as cidades em busca de empregos em geral de baixa qualidade, bicos, ou tentar a sorte nos Estados Unidos. O número de emigrantes aumentou 79% entre 1994 e 2000 e a quantidade de mexicanos residentes nesse país saltou de 4,5 milhões, em 1990, para 12,6 milhões, em 2009.

    A decisão de atrelar o destino da economia e da sociedade mexicanas ao do país mais poderoso do mundo teve custos adicionais em resultado tanto de crises econômico-financeiras quanto do aumento da participação da China no comércio mundial nas últimas duas décadas. A elevação das taxas de juro pelo Federal Reserve em 1994 fez o PIB mexicano cair 9,5%. Entre 2000 e 2002, o México foi um dos países mais afetados pelo estouro da bolha das empresas pontocom, de internet e tecnologia, e mergulhou em uma recessão. Voltou a desabar em 2008, na maior crise desde a Grande Depressão dos anos 1930 e saiu com um PIB 6,7% menor. Em maio de 2013, quando o FED anunciou a futura reversão da política de aumento da liquidez da economia (quantitative easing), investidores estrangeiros temeram a repetição da crise do peso de 1994 e interromperam bruscamente a canalização de recursos para o país. O FMI alertou para o risco de o México atrair capitais especulativos de curto prazo, se houvesse turbulência financeira mundial, e tornar-se suscetível a crises por contágio. “Uma vulnerabilidade resultante de políticas que o Nafta foi desenhando para facilitar”, disseram Weisbrot, Lefebvre e Sammut a respeito da avaliação do FMI.

     

    As vulnerabilidades trazidas pelo acordo acentuaram-se a partir de 2001, quando a China ingressou na OMC e passou a usufruir de facilidades semelhantes àquelas do país latino-americano no comércio com os Estados Unidos. Em 2009, a China ganhava e o México perdia mercado em relação a 84% das manufaturas exportadas para aquele país, concluíram Devin Gallagher, da Universidade de Boston, e Enrique Dussel, professor da Universidade Autônoma do México, em um estudo intitulado “Como a China acabou com a festa do Nafta”. Em 2000, China e México supriam 5% do mercado de computadores dos EUA. Em 2009, os chineses dominavam mais da metade das exportações do produto e a fatia dos mexicanos era igual a zero. A cadeia de produção de vestuário “está simbolicamente perdendo mais de 50% dos seus empregos desde 2000” e a situação nos setores de móveis e brinquedos é semelhante. A exceção é a exportação de automóveis, favorecida, entre outros motivos, pelo fato de a China absorver sua produção e não ter, no momento, grande poder de fogo para vender a outros países.

     

    Maiores perdedores, o México e os mexicanos não são os únicos prejudicados com o acordo, mostra um balanço feito por Carlos Salas, da Universidade Autônoma do México, Robert E. Scott, do Instituto de Política Econômica dos Estados Unidos, e Bruce Campbell, do Centro Canadense para Políticas Alternativas. Os pesquisadores analisaram os resultados do Nafta para os trabalhadores dos três países até 2006. Em todos eles, a parcela dessa parte da sociedade nos ganhos de produtividade diminuiu e a proporção do lucro e da riqueza apropriada pelos situados no topo da pirâmide cresceu. Nos Estados Unidos, ao contrário do prometido pelo governo, não houve criação de empregos em grande quantidade. Ocorreu o oposto: em consequência do tratado, foram eliminados 1 milhão de postos de trabalho. No Canadá, exceto para os situados na faixa de renda mais alta, os ganhos reais estagnaram. As regras do acordo protegem os interesses dos investidores, de grandes corporações e reduzem os direitos trabalhistas, a proteção ao meio ambiente e os direitos democráticos, concluíram os pesquisadores.

    O risco de uma experiência semelhante rondou o Brasil. Empolgados com a assinatura do Nafta, os Estados Unidos propuseram no mesmo ano um pacto semelhante para a criação da Área de Livre Comércio das Américas, com eliminação das barreiras tarifárias entre os 34 países do continente. A proposta americana apresentada pelo presidente Bill Clinton não empolgou. No caso do Brasil, as exportações aumentariam em 1,2 bilhão de dólares, mas as importações cresceriam em 2,2 bilhões, concluíram os pesquisadores Honório Kume e Guida Piani em estudo do Ipea. Outros países chegaram a conclusões semelhantes e em 2005, na 4ª Cúpula das Américas, a proposta foi retirada de pauta.

    Na história do Nafta, o México foi também vítima de si próprio. “A iniciativa do tratado não foi dos Estados Unidos nem do Canadá, mas do governo mexicano, que se aproximou do americano no início dos anos 1990 para discutir essa possibilidade”, diz Carlos Salas, hoje aposentado da Unam, professor do Instituto de Economia da Unicamp e integrante do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho. O acordo acentuou a dependência econômica dos Estados Unidos e dificultou a quebra da hegemonia política conservadora no México. A produção industrial aumentou, mas isso não abriu caminho para o desenvolvimento. “Muitos da nossa geração provêm da classe média baixa ou de famílias de trabalhadores e ascenderam socialmente. Para nossos filhos e netos, essa possibilidade é quase nula. Há uma perda de esperança da população.”

    Um tratado inspirado em acordos europeus, como os realizados por Itália, Irlanda, Espanha, Portugal e Polônia entre as décadas de 1960 e 1990, teria funcionado melhor para o México, afirma Jorge G. Castañeda, professor da Universidade de Nova York, ex-ministro do Exterior e, quem diria, um dos entusiastas do neoliberalismo dos anos 1990.

     

  26. Título do post continua errado

    O título do post continua errado.

     

    O logo da novela é escrito assim: G3R4Ç4O BR4S1L

     

    Há muitos gritantes sinais de favorecimento da mídia às candidaturas de oposição e este, ao meu ver, NÃO é um deles.

     

    O próprio Nassif alertou aqui para a campanha publicitária casada “Marina/Itau/Natura = rede”, uma inédita mistura (explícita) de empresas e partidos:

     

    http://jornalggn.com.br/noticia/itau-natura-e-marina-com-a-mesma-imagem

     

     

    Acho que este post é um tiro no pé do blog, não tem nada a ver e acaba jogando contra.

     

     

     

     

     

    • Duas eleicoes, duas tecnicas,

      Duas eleicoes, duas tecnicas, objetivos identicos.  Colocar o numero do partido na tela.

      Como voce explica que os numeros que parecem com letras estao todos trocados EXCETO pelo “S” que nao foi trocado pelo “5”?

      Eu explico: eh porque foi intencional mesmo, e foi partidario mesmo.

    • Tem-se é que parar com essas teorias de conspiração, isso sim.

      Tomemos o exemplo das relações Natura/Marina Silva.

      A militância governista gosta de elucubrar que Marina é evangélica, que isso será ruim para os LGBTs (como se o governo atual não fosse o verdadeiro desastre em termos a concessões ao fundamentalismo que já é, como se Marina Silva já não tivesse se declarado a favor do Casamento igualitário e plebiscito para aborto, coisas que Dilma não admite.)

      Quantas vezes comentaristas aqui já não tentaram indispor Marina Silva com LGBTs? (Já que indispor alckmin não cola mesmo…)

      Também se fala do apoio financeiro da Natura, cujo presidente foi o vice de Marina em 2010.

      Beleza.

      Mas comentar que a Natura é das empresas mais inclusivas, que pôs casal gay em TV aberta no anúncio institucional de 2013 e um casal de lésbicas na campanha 2014 para o Dia das Mães, ah, isso os conspiracionistas não falam.

      E rede é uma palavra da moda, que começou a ser usada comercialmente pela Credicard/Itaú nos anos 1980, com a criação do cartão RedeShop. Net quer dizer rede. Vivemos em Redes sociais. Falamos em redes de relacionamento.

      Rede é palavra de domínio público, usa quem quer. Comunicadores do governo podem usar a palavra se quiserem em campanha.

      É claro que existem muitos grupos de pressão no Brasil, alguns, inclusive, como bancos, empreiteiras e produtores de agrotóxicos ascendem uma vela a Deus e outra ao Diabo, doando pras campanhas de vários partidos ao mesmo tempo.

      É estranho se dizer que o “Capital” prefere o PSDB se em 2010 doou 50% mais ao PT.

      Pode até preferir, mas é realista.

      Assim seremos realistas também se percebermos que não há inocentes nessa estória, que o PT perdeu a bandeira do discurso ético.

      Nivelou-se por baixo e hoje, como em 1998, quem divulga pouco a situação das Contas Externas e do baixo crescimento?

      A oposição, mesmo a mídia, não fala nem de metade dos problemas.

      • .

        Gunter, você acha que, se colocar casal gay em anúncio da TV aberta desse prejuízo ou prejudicasse a imagem, a Natura faria? Isso é consequência de décadas de lutas do movimento LGBT, de trabalho duro de esclarecimento e educação. Você pode dizer que a Natura captou o sinal dos tempos e se adequou ao mercado, mas o foco dela é o lucro, jamais a causa gay. 

        • Essa já é uma campanha “real”. E boa.

          E estou vendo o capítulo de estréia.

          No momento o personagem do Murilo Benício está fazendo apologia do “Brasil Grande” e de “Rio 2014”.

          Dizendo ‘o mercado de comunicações que mais cresce no mundo’.

           

           

      • Isto sem contar o “Marina

        Isto sem contar o “Marina Itaú”. Justo o Itaú, que doou R$ 4 milhões para a campanha da Dilma em 2010.

        Uma coisa que jamais veremos é spot televisivo do PT demonizando a Marina por sua associação com uma Setúbal.

    • Método paranoico-crítico

      Também penso que não é necessária essa besteira de “propaganda subliminar”, considerando a posição política de oposição que a Globo mantém firmemente, embora não assuma. O subliminar de verdade é isto. Essa cabala aí só serve para o pessoal exercer o método surrealista da paranoia crítica.

  27. PARA QUEM NÃO ACREDITA NA MANIPULAÇÃO DA GLOBO

    Se alguém tiver como levantar a grade de programação da Globo no dia 16 de dezembro de 1989, véspera de 2º turno da primeira eleição direta após o golpe civil militar, verá que programaram um filme com o ator Richard Gere pois ele se parecia com Collor, O Brado Retumbante foi uma minissérie com um ator parecido com Aécio.

  28. PARA QUEM NÃO ACREDITA NA MANIPULAÇÃO DA GLOBO

    Se alguém tiver como levantar a grade de programação da Globo no dia 16 de dezembro de 1989, véspera de 2º turno da primeira eleição direta após o golpe civil militar, verá que programaram um filme com o ator Richard Gere pois ele se parecia com Collor, O Brado Retumbante foi uma minissérie com um ator parecido com Aécio.

    • Ah, agora mexeu comigo. O tal

      Ah, agora mexeu comigo. O tal Brado retumbante  pra variar eu não vi, mas Richard Gere parecido com o Collor já é sacanagem, com perdão da expressão. Nada mais é sagrado ?

  29. Já repararam que em “Geração

    Já repararam que em “Geração Brasil” se trocarmos algumas letras, inserirmos outras e trocarmos de posição teremos “Não Vai ter COPA”????

    • Se vier da rede golpe sou

      Se vier da rede golpe sou todo a favor.

      No entanto de acordo com o Stanley -sempre na mosca- o programa tem objetivos ocultos desde ja.  E tem mesmo.

    • Poderíamos também trocar algumas letras do seu texto

      Eu tenho reparado que se trocarmos o Zancheta de posição e “lhe inseríssemos” a copa, não vai ter mais Zanchetta no Brasil até a próxima geração.

  30. Opinião de

    Opinião de profissional.

    Saudar avanço da tecnologia com “geração” qualquer coisa é o troço mais demodé que tem.

    E o texto usado no título da novela é o l33t mais n00b que tem.

     

  31. Time is money? Será que a

    Time is money? Será que a rede vira latas pensa assim? Ou ela não gastaria tanto do precioso tempo de seus artistas e técnicos e escritores, etc. bolando essa coisa idiota, e ficar em tempo integral, pensando em como derrubar o PT. Deveria é usar o tempo para melhorar sua programação, ou continuará ladeira abaixo. O que nos deixa muito “entristecidos” ! Como ficamos com seu “mau negócio” em Monte Carlo

  32. Alguém mais expert

    É possível que algum tridente virá aqui dizer que conseguiu fazer a leitura invertida do LOGO e concluiu que ele tem tudo a ver com satanismo mas, na verdade, o que ela tá tentando dizer é que sabe manipular os caracteres pra ficar bem na fita com os joves e as jovas.

  33. mansagem subliminar

    O 1º texto é bem interessante, mas acredito que o objetivo da GLOBO é tirar votos do PT e favorecer a oposição uma vez que na palavra GERAC4O aparece o numero do PSB e na palavra BR4SIL, o numero do PSDB.

  34.  
    Eu que não assisto a

     

    Eu que não assisto a platinada fiquei sabendo de mais essa cretinice pelo blog, sabia que o nível estava mais baixo que o da Cantareira mas francamente isso ultapassa todas as expectativas, bem disse o Nassif, eles realmente esperam que isso beneficie o seu candidato? B4ndo de b4b4c4s ou seria qu4drilp de soneg4dores?

  35. kkkkkkkkkk… Eu tô morrendo

    kkkkkkkkkk… Eu tô morrendo com esse post. 

    Vocês não tem assunto e inventam conspirações e teorias absurdas. Eu nunca li coisa mais ridícula.

    G3R4Ç4O BR4S1L… Agora se vocês veem um 5 no lugar do S, é porque realmente a coisa tá feia.

    Até conspiração de soma dos números que dá a legenda de político, já estão fazendo. Gente, parem o mundo que eu quero descer.

    • Ninguém vai parar para VC.

      Ninguém vai parar para VC. Não….se quiser que pule com ele andando. Falta não vai fazer. Pelo contrário, é um favor que você faz. O mundo vai ficar bem melhor.

    • Mensagem subliminar

      Os meios de comunicação, no mundo todo, tem esse poder de influenciar. Quem está vacinado, percebe logo, quem não está,  é o público alvo. Sempre me lembro do livro o Vidiota (filme Muito Além do Jardim).

  36. É fato: O candidato do PiG é aécio never

    É inegável que o candidato do PiG é aécio never.

    PiG e psdb são a mesma organização.

    O candidato é o mesmo… e a militância também. rsrs

  37. Trago minha contribuição de

    Trago minha contribuição de leitura, pelo método paranoico-crítico do surrealismo: notem que o a letra E (a segunda da esquerda para a direita na palavra geração) aparece invertida como número 3, e a letra I (a segunda da direita para a esquerda na palavra Brasil) aparece como número 1, sendo 13 o número do PT… Mensagem mais subliminar ainda, hem, hem?

    • Isso é um absurdo

      Meu caro, vc se superou. O 3 está na frente e na linha de cima. O suposto 1 esta depois, na linha de baixo e no final, bem distante. hahaha. No máximo seria 31, e ainda assim, em primeira vista, sem horas e horas de imaginação, seria impossível fazer tal associação. Diferente de 4S. Vocês, tucanos, são doentes.

      • Que nada…

        Não são as letras f, h e c que estão distribuídas no seu sobrenome?

        Acompanhe mais o blog, imaginar o Jair Fonseca como tucano é mas difícil que me imaginar como macho-alfa.

          • Pois é, Nira e Gunter,

            O colega acima é novato, então não me conhece, nem percebeu a ironia e também o método paranoico-crítico, que se revela, em muitos casos, como o dele, paranoico-acrítico. Mal sabe ele que nessa simetria da direita para a esquerda e da esquerda para a direita, inverte-se a coisa e 31 vira 13… Mais subliminar, impossível.

          • Com certeza,

            até porque no Brasil não faz diferença ir da direita para a esquerda e vice-versa.

            E corrigindo uma bobagem que falei abaixo.

            41 era o PSD que foi incorporado ao PTB.

            O PSD atual é 55.

            E 51 é o PEN.

            E 31 é o PHS (que existe e tem um deputado em MG e um no RJ)

             

  38. Soberbo

    Atenção patrocinadores da Globo, muita atenção. Se o preço que vocês pagam por qualquer tipo de patrocínio tiver como justificativa da emissora, que esse preço corresponde ao alto índice de audiência e a um alto fator de retorno recebido por tudo que é veiculado na Globo, fiquem atentos e alerta que pode ser propaganda enganosa. É fato e está documentado em várias matérias e documentários publicados pelo país, que a Globo vai muito mal de audiência e faz muito tempo que ela já deixou de ser a flor cheirosa da mídia. Contudo, parece que a sorte está do lado de vocês e resolveu dar-lhes a oportunidade de testarem eficazmente essa popularidade de audiência que ela diz possuir, gratuitamente, sem custo algum para vocês e patrocinado por ela própria. Explico: Ao tentar fazer de uma novela uma indecente e ilegal apelação publicitária para um partido político de número 45, ela desafiou o mercado publicitário a testar a sua popularidade. Com confiança, desafiou esse mercado a testar a sua eficiência em produzir audiência e gerar resultados soberbos sobre o produto propagado. Então, se ela conseguir esse objetivo, certamente vocês terão a certeza de que o alto preço que pagam pode ser justo, mesmo que seja apenas uma simples coincidência.  Contudo, se com toda a maciça campanha que se espera que ela faça, ela vier a fracassar, xiiiiiiiiiiiii… Não sei não, mas é quase certo que de soberbo nesses patrocínios, será só o valor da conta a pagar.

  39. Quanto ao assunto do post…

    Quanto ao assunto do post… não dá pra levar a sério. Mas uma frase do Nassif é peculiar: “uma emissora aberta não pode se colocar contra mais da metade do eleitorado”. Que diabos é isso? Ditadura da maioria na pior das hipóteses. Na melhor das hipóteses, é ter uma linha editorial tão cretina que flutue de acordo com maiorias de ocasião.

    Deve ser isso que se entende por ‘mídia independente’, a mídia que está a favor de tudo com que a maioria concorde. Como o governo é eleito pela maioria… a mídia boa é aquela que se alinha com o governo, né?

    Êta país engraçado.

  40. O problema é que a própria

    O problema é que a própria geração “Geração Brasil” não assistirá a novela. A maioria está no Facebook, nos grandes portais de notícias e, se acompanham algo na TV, assistem seriados americanos como “God of Thrones”.

    Não que isto signifique algo, já que a Globo já está bem estabelecida na Internet e na TV Paga.

    Verifique-se que a antecessora da “Geração Brasil” foi uma tentativa de “americanizar” a novela, dando um tom seriado americano ao folhetim “Além do Horizonte”. Foi um fracasso retumbante, mas a tendência é esta mesmo, a Globo irá atrás do público cada vez mais crescente de superproduções estrangeiras.

    É um tanto utópico pensar que a migração entre meios (da rádio e TV para a internet) assumirá proporções catastróficas para a emissora carioca, sem luta política, sem mobilização, nem nada. Aonde a tendência apontar, os Marinhos estarão lá, com seu capital, sua tecnologia, seu lobby.

    A Lei de Meios, abortada pelo governo, era um bom expediente para desmembrar o poder quase absoluto que a Globo tem sobre o país. Apesar de declinante, ainda por um bom tempo as TV’s renderão muito dinheiro e influência por parte dos oligarcas da comunicação.

    Nessa eleição, por exemplo, além da cobertura enviesada em suas manchetes e telejornais, eles terão uma frenética militância espontânea e gratuita compartilhando, em tempo real, noticías catastróficas e apocalípticas.

    Apesar do caráter democratizante da rede e da blogosfera, quem ainda produz conteúdo, pauta e, consequentemente, dita as regras do jogo, é a grande mídia, por meio de seus portais seguidos por milhões de internautas.

    • Não sei viu, hoje eu tava

      Não sei viu, hoje eu tava passando na sala quando minha mae tava vendo a novela e um garoto tava segurando um raspberry pi, esse mesmo garoto tava criando um software pra ensinar crianças a programar… esses temas me chamaram a atenção, e vou dar uma acompanhada pra ver se a emissora não caga no tema.

  41. Pedido para a FIFA

    Já pediram para a FIFA alterar os tempos dos jogos da Copa para 44 ou 46 minutos?

    Fazer os jogos em dois tempos de 45 minutos parace ser propaganda tucana também

  42. Será ?
    Acreditaria mais num

    Será ?

    Acreditaria mais num enredo, como foram o Salvador da Pátria em 89 e Esperança, em 2002, que romantizava o trabalhismo no horário nobre.

    No final o Lulinha ainda tirou onda, dizendo que a Esperança venceu o medo. heheheh

    Essa aí, sei não.

     

    • Essa novela tinha um
      Essa novela tinha um agricultor ignorante que foi colocado como prefeito para ser manipulado pelo vilão e acabou se deslumbrando com o poder.
      Foi um ataque direto e covarde ao Lula, justamente o contrário do que você está dizendo.
      Essa novela corrobora as afirmações de manipulação da Globo contra o PT.

    • Em 2002, o bordão “a
      Em 2002, o bordão “a esperança venceu o medo” se deve àquela intervenção patética da atriz e pecuarista Regina Duarte na campanha serrista, dizendo-se “ter medo” de o Lula ganhar.

      Regina Duarte nunca mais se desvencilhou deste momento “épico”.

      Você sabe bem disto. Aqui não eh o facebook.

  43. Geraç40 Br45il

    Isso faz parte da campanha da oposição, que está sendo há meses pelos meios de comunicação e continuará assim até agosto, início do período eleitoral oficial. A campanha da oposição está no JN e telejornais repetidores, imprensa escrita, rádio e portais da internet. Só faltava divulguar o logotipo e o número, eis aí, a TV Globo virou comitê político

  44. MEU DEUS QUE VIAGEM!!!!

    Meu amigo… agora esticou DEMAIS viu… O que aparecer de 45 no mundo inteiro vai ser campanha do PSDB…

    Imagina quando começar a Copa com aquela história do 13 do Zagallo… Quero ver se vão falar que é propaganda subliminar a favor do PT!

    Por favor né…

    Em tempo, quero ver você comentar sobre algo ÚTIL DE VERDADE

    https://br.noticias.yahoo.com/financial-times-faz-cr%C3%ADtica-dura-presidente-dilma-105600077.html

    Abraços 🙂

      • Lulista fazendo graça com o

        Lulista fazendo graça com o fato do Aécio beber??? É sério isso???

        Vocês ficam tão moralistas em época de eleição… Em breve vão perguntar se fulano “é casado e tem filhos”…

        • Em breve não.

          Em 2012 a campanha de Haddad usou da linguagem subliminar ao frisar que ele era casado e com dois filhos. A família margarina em comercial de TV.

          Coisa que nem o prefeito de saída (Kassab, que apoiava Serra então) nem um dos adversários principais em 1º turno (Chalita) poderiam mostrar.

          Na época achei malicioso isso e comentei por aqui.

          • E nem por isso eu disse que
            E nem por isso eu disse que você estava fazendo mimimi…

            Agora me diga, é incomum um político mostrar a família na campanha eleitoral? Sim porque se fosse uma coisa incomum au você teria mesmo razão. Mas como é um clichê muito comum em campanhas eleitorais fica difícil sustentar essa questão da malícia.
            O Kassab não era candidato. Do Chalita não sei nada, mas tanto o Serra quanto o Russomanno viviam falando que eram os campeões da família e da moralidade. A família do Haddad apareceu no comercial para neutralizar aqueles que o chamavam de comunista e diziam que ele queria destruir a família brasileira.
            Como você pode ver a imagem não é uma coisa aleatória na TV.

          • É claro que é um clichê e usa quem pode.

            Mas na mesma época se associava Kassab à Serra (ainda que se imaginasse, como de fato ocorreu, que dois dias depois das eleições o PSD faria parte do governo Haddad.)

            Também, por volta de abril de 2012 (quando Maluf ameaçava apoiar Serra) havia matérias em blogs demonizando Maluf. Depois que ele firmou acordo com o PT os posts sumiram. 

            Demonizar ou apagar passado também é clichê.

            Não pensemos que essas coisas são neutras.ou não percebidas pelos eleitores;

            Em 2008 eu fiz questão de votar em branco por causa da tolice da campanha de Marta. Foi um erro de marketing, quer os petistas gostem de reconhecer ou não.

            E para 2014, se eu não posso impedir candidatos de usarem clichês moralistas ou hoaxs, posso ao menos estimular quem não os usa.

            É um modo de se defender da agressividade das campanhas pró-fundamentalismo sem abrir mão dos princípios, não?

            Quem sabe essa postura não cresce.

             

          • Gunter, por mais que eu

            Gunter, por mais que eu respeite seu ponto de vista e respeito muito, não posso concordar que uma pessoa mostrar a esposa e os filhos seja um clichê moralista.

            O Haddad tem uma esposa e filhos muito simpáticos, colocá-los na campanha é tão cklichê quanto o Kassab colocar uma imagem com as mangas arregaçadas em uma escrivaninha e mexendo em uns papéis para passar uma imagem simpática de trabalhador. E antes que  eu seja mal entendido, falei Kassab porque lembro-me dessa peça de propaganda em sua campanha. Também é clichê, também é só para passar uma imagem simpática, mas faz parte da campanha eleitoral. Não entendo como o Haddad ou qualquer um (e são tantos que fizeram isso) mostrar a sua família seja uma coisa moralista. Acho que é errado, mas o fato é que muit gente vota só pela impressão de simpatia e é natural que cada candidato faça sua peça de propaganda procurando captar essa smpatia. Criticável é ficar só nisso e não apresentar projetos nem fazer o debate político.

            Acho interessante você dizer que ver um 45 no nome da novela em véspera de eleição é ser paranóico, mas ver moralismo em uma propaganda mostrando a famíla do candidato não é paranóia.

        • Não é por ele beber. É por
          Não é por ele beber. É por dirigir bêbado e se recusar a usar o bafômetro.
          Beber é problema dele. Já foi até filmado bêbado em um bar da zona sul carioca.
          Mas dirigir bêbado já é vandalismo.

  45.  Na linguagem “internética” o

     Na linguagem “internética” o B pode ser rrepresentado como 13. Então se a “Grobo” quisesse fazer algo coerente teria que meter o 13 na palavra BRASIL.

    Mas aí é pedir demais né? ….

     

     

  46. But you got daemons in your closet…

    Nunca pensei que usaria Supertramp para batizar assunto.

    Quer dizer que a seqüência “4S”, escondida dentro de uma expressão (como se chama isso mesmo? anagrama?) = 45 ? Sério? Se não for piada só pode ser neurose…

    É cada uma viu…

  47. Globo coloca Alckmin em minissérie em 2006

    E do Alckmin que a Globo desenterrou na minissérie JK em 2006, alguém lembra?

    Como dizia o velho Tancredo: “Em política não existe coincidência”

  48. Não é a primeira vez…

    Não é a primeira vez que a Globo faz isso.

    Em 2010 eles fizeram a campanha dos 45 anos da Globo, com o número 45 em destaque e slogans semelhantes aos do Serra. Pegou tão mal que eles tiveram de tirar a campanha do ar:

    Globo tira do ar jingle dos 45 anos

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/viva-a-blogosfera-globo-tira-do-ar-jingle-dos-45-anos.html

    Será coincidência a Globo arrumar uma desculpa para colocar o número 45 no ar a cada eleição presidencial?

    Forçada de barra é tentar dizer que isso é um simples acaso. Não tem uma vírgula que seja colocada no ar por acaso.

    • Emissora disse em nota na

      Emissora disse em nota na época que suspendeu a veiculação da campanha para não parecer tendenciosa

       

      “A emissora, por meio de nota, disse que “o texto do filme em comemoração aos 45 anos da Rede Globo foi criado – comprovadamente – em novembro do ano passado, quando não existiam nem candidaturas, muito menos slogans eleitorais”.

      “Mas a Rede Globo não pretende dar pretexto para ser acusada de ser tendenciosa e está suspendendo a veiculação da campanha na televisão”, finaliza a nota. http://glo.bo/1ifMy4Z

       

       

      • Você acha que a emissora iria

        Você acha que a emissora iria admitir que foi sim tendenciosa?

        É uma desculpa esfarrapada para sair pela tangente e não dar na vista.

        O que a Globo vende? Propaganda, imagem, aparência. Esse é o produto deles e é isso que estavam vendendo.

        Ou você acha que quando aparece um produto ou um cartaz de um porduto incidentalmente em uma novela foi só coincidência?  Éssas inserções são pagas e são caríssimas. Isso porque são efetivas.

        Uma empresa que vive de propaganda e imagem não deixa essas coisas ao acaso. Cada logo, cada cor, cada aparente coincidência, cada detalhe é estudado e planejado. É o produto da empresa.

    • Dramaturgia a serviço da reação

      Não é a primeira vez que a Globo recorre à dramaturgia para fazer propaganda de seus candidatos. É plausível que a contestação de Dias Gomes e suas novelas tenham passado por engano. É bem possível que Roque Santeiro tenha exercido influência no crescimento do PT em 1985, inclusive com a vitória de Maria Luiza Fontenelle em Fortaleza – primeira vez que o Partido dos Trabalhadores venceu em capital – e o quase triunfo de Darci Accorsi – então no PT – em Goiânia.

      Mas, a partir dali, os golpes seriam mais embaixo. Mauro Porto, em tese de doutorado de 2001, demonstrou como as novelas Vale Tudo, Que Rei Sou Eu? e Salvador da Pátria contribuíram para construir o mito Fernando Collor. E como a dramaturgia influenciaria as campanhas a partir dali. A tese se transformou em livro, Televisão e Política no Brasil, pela E-Papers.

  49. Pelo menos um post divertido, hoje.

    O Nassif está certo quando diz que é tiro no pé, porque isso vai se espalhar, ou já se espalhou, pelas redes. Ou seja, se era pra ser propaganda, já era. Foi desmascarada. Se não era pra ser, ficou sendo. Dançou. O problema é que a grande jogada subliminar da Globo não é dessas perfumarias semióticas de publicitários, designers e marqueteiros, mas a que ela faz todos os dias, há muitos anos. Principalmente no jornalismo, que como se sabe impõe aos espectadores a visão político-editorial da empresa, disfarçada de neutralidade e objetividade jornalísticas. Isso se junta, claro, a outros setores de sua programação, devidamente contaminados, sob a capa da inocência consumível.

    • Não acho que vai se espalhar não.

      Eu tenho muitos faceamigos petistas e ninguém pôs o assunto em linha de tempo (2 o u 3 comentaram em um post sobre a estreia da novela, mas não fizeram um post específico.)

      Aliás, nem devem. Iriam ajudar a marcar os números 40 e 45, que são muito menos conhecidos que o 13.

      A relação militantes de internet com “PIG” é mais como a fábula do Menino e o Pastor.

      De tanto gritarem “É o PIG! É o PIG!” no dia em que houver mesmo alguma manipulação séria não irão nem perceber.

      E agora eu é que não vou poder dar meu número de telefone para amigos do blog. Posto que termina em 45.

      Ainda bem que a linha é tão antiga, mas tão antiga, que é anterior à seleção dos números de partidos pelo TSE. (É daquelas que ainda se precisa declarar no IR como bem, pra se ter uma ideia.)

      • Concordo com você que não é

        Concordo com você que não é para ficar espalhando por aí porque seria divulgar o que eles querem que seja divulgado.

        E acho que é uma manipulação ineficaz.

        Mas o fato de não funcionar também não indica que não houve intenção.

        Só acho que você errou a mão ao dizer “quando houver uma manipulação séria”, porque já houve várias seríssimas.

        E o pessoal fala muito de manipulações porque há muitas.

        Só falta agora quererem que fiquemos quietos enquanto a mídia divulga mentiras, age de má-fé, ataca o partido e seus membros e esconde escândalos de corrupção dos adversários.

         

        • Ah sim, já houve mesmo

          tem razão.

          Mas pense então quando houver daqui pra frente.

          Essa estória do logotipo não conta pra isso.

          Quase ninguém acha que houve intenção, até anteontem ninguém achava, eu não acho e ficar falando isso parece tão esquisito como reclamar da roupa vermelha da Dilma em rede nacional.

          Mas vou usar de novo a analogia com a fábula do menino e pastor.

          Tem saído muita coisa desimportante nas redes sociais. E hoax ao contrário também. Isso tira a credibilidade.

          Quando for para rebater mentiras as pessoas nem vão dar atenção.

          Releia o teto do Aldo Fornazieri. Ele não disse com todas as palavras, mas quem não é petista (uns 20% da população) já não tem paciência para tanto mimimi e autovitimização. Essa postura de nunca reconhecer erro nenhum em nada, de nunca reconhecer também nada do governo anterior (nem o aumento da carga tributária, que no fundo é o que viabilizou os programas sociais), com um discurso que mais beira o messiânico, pode afastar as pessoas mais que atrair.

          Alguém já viu um eleitor de Serra em 2010 dizer que vai votar em Dilma agora? Esse é o ponto. Seria útil para o PT reconquistar esse eleitor, não afastá-lo ainda mais.

          Essa eleição será mais difícil que a de 2010, não?

          E não adianta dizerem que tudo é culpa de PIG ou da oposição.

          Pois parte dos problemas relatados na mídia são reais e não foram criados por ela.

          E se mídia não fez a diferença em 2002, 2006 e 2010, não será agora que irá fazer.

          E o discurso em relação a algumas coisas, como a AP 470, é contraditório (como Fornazieri muito bem lembrou.) 

          Fora as contradições em privatização, reforma da previdência, CPMF, fundamentalismo religioso, segurança pública, tudo aquilo em que o PT tinha uma posição até 2002 e passou a ter outra. Pode até estar certo em ter mudado de posição, mas isso é explorável em comunicação pela oposição.

           

           

          • Você diz que os petistas só
            Você diz que os petistas só fazem mimimi, que deveriam ficar quietos quando se fala mentira deles e reconhecer os erros em vez de se defenderem.

            Por que não fala que é para os petistas votarem no nos adversários logo de uma vez?

            Ora Gunter, quem é que faz isso de que você fala? Quem é que ouve mentiras sobre si calado e que não se defende quando criticado?

            Você esta pegando a postura de uma minoria mais radical e estigmatizando isso como se fosse o comportamento de toda a militância.

            Fala sério. Aponte os adversários do PT que agem como você quer que os petista ajam.

            A gente lê um monte de comentários falando que tem que matar os petistas, uma agressividade brutal e é para ficar quietinho? Me poupe…

            Outro dia um boçal no ônibus estava xingando o PT após berros. Quando ele disse que era para matar o Lula e a Dilma eu disse que era petista e que era para ele vir me matar. Aí o safado afinou. É para ficar quieto tomando bordoadas? Eu não vou ficar. Meto a boca mesmo.

          • Eu não digo e não disse isso, Ruy

            Não fica pondo palavras no meu discurso.

            O que eu falo e falei é que essa fase atual, onde o mimimi anti-pig cresceu, é por um lado sinal de insegurança, por outro lado não está ajudando a recuperar eleitores.

            Mas se os militantes do PT acham que sim, paciência.

            Eu acho que só está se ampliando a divisão do país. Acho que nesta eleição cairá o percentual de classe média (famílias com renda acima de 5 S.M.) ou de pessoas com ensino superior (completo ou não) dispostas a apoiar o governo.

            E um dos motivos prováveis me parecer ser o que Fornazieri apontou anteontem, a falta de autocrítica.

            É claro que se alguém ouve mentiras deve se defender. Só que é também uma minoria radical de direita que as tece.

            Também havia radicais nos anos 1990 contra FHC não?

            Não é, portanto, “reconhecer os erros em vez de se defenderem.” É reconhecer erros quando se está errado e se defender quando se está certo.

            De qualquer modo, pode ser que o auge do PT já tenha passado, agora é administração de imagem para prolongar a elevada influência alcançada.

            E um problema maior que manter a presidência (que poderá ser um período bem menos tranquilo que os 3 que se passaram) é manter o número de governadores em estados populosos.

            Poderia ser diferente o prognóstico se o PT tivesse cuidado de não perder sucessivamente as vantagens na ética, valores comportamentais e, agora, gestão econômica.

            Eu conheço mesmo poucos militantes do PSB ou PV. Mas eu tenho gostado da postura deles nas redes.

             

             

             

             

          • Não estou colocando palavras

            Não estou colocando palavras em sua boca, não me acuse disso porque não estou fazendo.

            “O que eu falo e falei é que essa fase atual, onde o mimimi anti-pig cresceu, é por um lado sinal de insegurança, por outro lado não está ajudando a recuperar eleitores.”

            O mimimi anti-PIG cresceu né? Não foram os taques do PIG que cresceram?

            Respeito sua opinião, mas discordo dela. Discordo frontalmente e acho que a afirmação é um absurdo. Os ataques da imprensa cresceram muito em quantidade e principalmente em agressividade. O próprio Gilmar Mendes fez um ataque direto ao governo, o Arnaldo Jabor hoje está falando com todas as letras que é para acabar com o PT, O MArco Antonio Villa está “comemorando” o fim do PT. Todos os dias encontramos atitudes cada vez mais agressivas e diretas n a imprensa contra o PT e você diz que são os petistas que fazem mimimi e não sabem brincar?

            E não diga que estou colocando palavras na sua boca, a frase está transcrita logo acima.

            Brincadeira Gunter. Se você acha isso, tudo bem. É seu direito pensar como quiser. Mas eu não acho e acho que ao falar assim só pode hacver a intenção de constranger os petistas para não responderem os ataques.

            Se não é isso que você quer, responda que não é. Pode até dizer que eu estou sendo paranóico, mas o fato é que não estou atribuindo a você coisas que você não disse e sim discordando de sua afirmação e dizendo que é o mesmo que querer que os petistas não se defendam. Uma coisa é a discordância. outra é a mentira e eu não estou mentindo.

            Dizer que se defender de ataques e denunciar o aumento da agressividade na imprensa faz perder votos é o mesmo que sugerir que a militância e os simpatizantes do PT tomem bordoada calados. Muita crítica existe na militância sobre a estratégia errada do governo de não fazer o enfrentamento político com a imprensa. De aguentar calado os abusos por medo de perder votos. Eu discordo frontalmente dessa estratégia. Não enfrentar as mentiras é que faz perder votos.

            Em minha opinião suas afirmações sobre essa decadência do PT e principalmente em relação ao PT ter perdido o que quer que seja em relação à ética, valores comportamentais ou gestão econômica. Sim é sua visão e voc~e tem todo o direito de expressar. Mas eu também tenho o direito de discordar.

            Assim como tenho o direito de achar que esse tipo de posição é expresso apenas para surfar em uma onda de boataria e ataques da imprensa e que não tem base factual concreta.

            Ficar atacando assim sem fundamentação, apenas fazendo autoreferência, tem um efeito passageiro. Em um primeiro momento uma parcela das pessoas acreditam por indução, mas em seguida vem a reflexão e a comparação com fatos concretos e o efeito da jogada se dilui, ou até mesmo se inverte. Foi por esse motivo que o Nssif escreveu o post sobre a Dilma estar ficando “barata” no momento certo.

            Mais eficiente do que atacar o PT seria colocar propostas alternativas, apontar soluções diferentes e aliar a crítica à projetos. Claro que isso fica difícial para quem troca de partido e de projeto toda hora como quem troca de camisa.

             

      • Não devemos falar de “lixo”

        Amigão, “tá tudo dominado” e a Globo segue a manada e vendeu o logotipo e a promessa de reforçar este caminho escolhido, e o share, e tambem tentar vender um partido, mais do que conhecido, por não ter feito nada, qdo teve a oportunidade de fazê-lo, e se a ideia, era fazer a “criação” virar ólêmica e ficar em evidência, cairam do cavalo, pois ninguem vai comentar, e isso cairá no vazio. Agora que a exemplo do comercial da Vivo, aonde o Felipão “vendeu-se” a preço de bananas, juntamente com aquele atorzinho inexpressivo, ah isso eles fizeram.

  50. Só tolos se recusam a exergar

    Só tolos se recusam a exergar o óbvio.

    Além de tudo, é uma no cravo e outra no outro cravo.

    A novela tem também um núcleo importante que se passa em Pernambuco, com direito a merchandising do governo de lá.

    Os piores cegos…..

    • Merchandising de cidades sem importancia.

      A mais nova “atração” da Globo, é vender share de cidades, cujas Prefeituras queiram tirar suas cidades, do ostracismo e do desconhecimento público.

      Isso começou na novela Em Família, ora em exibição, que tenta “vender” a cidade de Goiania, a qualquer preço, e chega a ser cansativa a menção desta cidade e de suas belezas e culturas( ? ), em praticamente todas as cenas e falas dos atores, até parecendo que o deslocamento(aéreo)entre o Rio de Janeiro e a captal de Goiáz, é como atravessar a ponte Rio- Niteroi.

      Agora, nesta nova novela, um inimaginável personagem brasileiro, que se deu bem, no Vale do Silício, transfere sua vitoriosa empresa e seu staff, para Recife, como se esta cidade brasileira, fosse atrativa, no sentido de ter o suporte tecnológico, que empresas de tecnologia virtual(como a da trama) exige.

      Imaginem, quanto a Globo conseguiu nesta campanha publicitária e política, do Gov. de Prenambuco, e do PSD(leia-se apoiadores do Dudu) e “aguentemos” até o fim da novela, a exaltação das vantagens empresariais e de renuncias fiscais, do Estado de Pernambuco ! 

      • O Porto Digital não tem suporte tecnológico?

        Rai segundo vc:

        “Agora, nesta nova novela, um inimaginável personagem brasileiro, que se deu bem, no Vale do Silício, transfere sua vitoriosa empresa e seu staff, para Recife, como se esta cidade brasileira, fosse atrativa, no sentido de ter o suporte tecnológico, que empresas de tecnologia virtual(como a da trama) exige.”

        O Porto Digital em Recife é um dos maiores centros de tecnologia do país. Reconhecido internacionalmente. Ela abriga empresas como  Accenture, IBM, Microsoft, Ogilvy, Stefanini, Thought Works, Vilesoft, e projetos de P&D em parceria com Alcatel Lucent, Bematech, Motorola, Samsung, LG e HP

        Pesquise um pouco sobre o Porto Digital antes de tentar diminui-lo, e pare de achar que apenas o Sul-Sudeste tem capacidade tecnológica.

         

         

      • Aí que você se engana meu

        Aí que você se engana meu caro. Já ouviu falar do Porto Digital? Pois pesquise, procure saber e se informe antes de falar asneiras preconceituosas a respeito de Recife.

  51. E eu achava que era

    E eu achava que era referente à turma da bala. Antigamente tinha o 22, o 38 e o 45. Mas esse somente militar, militar mesmo não polícia, podia usar. Mas o Nassif foi na mosca. Belo trabalho. Vão continuar afundando como outros que já estão quase no fundo do poço.

  52. Os caras são bons.

    BR45IL é um presente, um mimo da Globo,  para os mídias do tucanato utilizarem nas próximas eleições.

    Nem precisa disfarçar o 5 em S.  Uma logo marca da hora! 

    Chega a ser, sem favor nenhum, uma obra prima Goebelsniana. 

  53. Cadê o Wilson?

    É paranóia? Então porque transformaram o A em 4? O S não foi preciso, pois do lado de um número o olho tende a ver um 5. O E transormado em 3 é para dar unidade à tipologoa do logo. Sinceramente, isso é o beabá de Gestalt. No primeiro ano de comunicação visual, que eu cursei, se aprende esse truquinhos.

    Junta isso ao fato de a maioria da nova geração que começa a votar nessas eleições é a que está “contra tudo isso que está aí”. E parece que começou com cenas dos protestos de Junho. Mas sei, tudo coincidência. A Globo não se utiliza de propaganda subliminar. Ahã

    Mas para esclarecer tudo isso, está precisando vir o Wilson Ferreira. Ele poderá destrinchar toda a jogada da Globo em todos seus detalhes. E não ficará dúvida alguma. Só ficará para quem não quer ver. Cadê voce, Wilson?

    • Algumas considerações Globo x Intel

      1. A Globo é uma empresa de comunicação 

      2. A Globo explora uma concessão pública

      3. A Globo tem um insistente retrospecto

      4. A Globo é feita por brasileiros para brasileiros/as

      5. A Intel paga seus impostos

  54. Se esses desesperados usarão o 13? Sim, de forma negativa, Claro

    Coincidência com certeza não é. Precisamos é fazer uma campanha de protesto junto a Globo e anunciantes para que eles fiquem sabendo que estamos de olho e que não nascemos ontem. Isso está acontecendo e vai acontecer, principalmente se não denunciarmos. Se essas corporações pilantras usarão o 13? Sim, só que com intenção oposta,  veja só o que deu no G1 no começo deste mês, ao noticiar o lançamento de uma campanha da Vivo, eu vi a propaganda, que passou logo depois do JN e fiquei pasmo diante da caradura desses desesperados: “(…) A duração e o valor do contrato com Felipão não foram divulgados pela Vivo, mas a campanha já prevê um segundo filme: “Fileira 13”. Na propaganda, ao perceber que Felipão está prestes a se sentar na poltrona com o número do azar, Ruivo se oferece para trocar de lugar. Em seguida, o técnico aparece sentado entre dois homens, enquanto o outro garoto-propaganda da marca está entre duas beldades e ainda comenta “Azar no amor, sorte no jogo”(…)”  G1 

    …………

    Sobre a propaganda da Vivo, com clara mensagem subliminar contra o 13 PT, comentei naquele momento:

    Estreou nesta noite uma propaganda da Vivo, que usa recursos da semiótica para atacar o PT, eu heim, parece que pintou o desespero, a agência responsável pelo filme é a Y & R, vi agora na Globo e fiquei estarrecido diante da cara de pau, que tal comandarmos uma campanha de protestos e boicote a essa empresa pilantra, envie email protestando junto á Y&R http://yrbrasil.com.br/contato Roberto Justus, CEO do Grupo Newcomm, ao qual pertence a Y & R http://www.robertojustus.com.br/falecomigo e para a Vivo http://www.programareclame.com.br/2011/comercial-e-cia/cccrisduclosdiretodeimagemcomunicacaodavivo/

    Fonte: http://jornalggn.com.br/blog/iv-avatar/a-propaganda-subliminar-da-vivo-contra-o-pt

     

    P.S. – Se é a primeira vez que a Vivo e Globos fazem isso? Na campanha de 2010, através da DPZ de Nizan Guanazes, lançou o slogan O Brasil Pode Mais, de José Serra, pois a Vivo mostrou as caras novamente num comercial que lançou uma bomba semiótica (sonoplastia, cores, massa, movimento, mensagens de sucesso vs fracasso sexual, etc. vide Wilson Ferreira) em que o 13 é associado ao risco de o avião cair com o Felipão lotado de pessoas da nova classe média (ou nova classe trabalhadora segundo o Márcio Pochmann e Gerac40 Br4sil para os irmão Marinho), público alvo da Globo=oposição:

    Depois da Globo, agora é a Vivo que usa slogan de Serra na TV

    http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=6&id_noticia=134716

     

    Propaganda da Vivo com mensagem subliminar para Serra

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2010/08/vivo-esta-fazendo-propaganda-com.html

    Entendeu

    ????a

    ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

     

    19.abril.2010 18:18:28

    Globo tira campanha do ar após ser acusada de propaganda subliminar pró-Serra

    Por Keila Jimenez e André Mascarenhas

    Antes de completar 24 horas no ar, a campanha institucional em comemoração aos 45 anos da TV Globo foi retirada da programação por decisão da emissora. Motivo: declarações na web de pessoas ligadas à campanha da pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, acusando o jingle de embutir, de forma disfarçada, propaganda a favor do pré-candidato do PSDB, José Serra.

    Segundo assessor de Dilma, campanha teria mensagem subliminar

    A polêmica começou depois de blogueiros traçarem um paralelo entre trechos do jingle da Globo e o slogan da pré-campanha de Serra, “o Brasil pode mais”. No comercial, atores e jornalistas da emissora repetem frases como “todos queremos mais”, “emoção? Mais!”, “educação, saúde, e, claro, amor e paz. Brasil? muito mais”.

    O assunto repercutiu no Twitter. O coordenador da campanha online de Dilma, Marcelo Branco, foi um dos que repassaram um dos textos sobre a campanha. Mais tarde, ele procurou contornar: “Sobre o Jingle da Globo: meu RT e comentários foram de caráter pessoal. Eu não falo em nome da Dilma e nem da coordenação”, escreveu em seu microblog. Na linguagem do Twitter, RT significa repassar uma informação de um outro internauta.

    Em nota, a emissora argumenta que a campanha foi criada “comprovadamente em novembro do ano passado, quando não existiam nem candidaturas, muito menos slogans eleitorais”.

    Alguns comentaristas da web procuraram também apontar uma relação entre a comemoração pelos 45 anos da emissora e o número do PSDB na cédula eleitoral, o 45. “A imagem final parece um cartaz do PSDB, com o fundo azul exatamente naquele tom e o 45. Se tirar o símbolo da Globo e colocar um tucano, fica igual”, escreveu um comentarista do blog RS Urgente, um dos primeiros sites a apontar as semelhanças.

    A Globo levou quase uma mês gravando os filmes da campanha de aniversário, que envolvem a participação de cerca de 100 artistas de seu cast declamando o mesmo texto, em uma edição clipada, palavra por palavra. A campanha estreou ontem, no espaço mais nobre da casa, o intervalo do Fantástico, e não deve voltar ao ar em nova versão para evitar novas polêmicas.

    Leia a íntegra de nota de esclarecimento da Globo

    O texto do filme em comemoração aos 45 anos da Rede Globo, que começou a ser veiculado ontem à noite, foi criado – comprovadamente – em novembro do ano passado, quando não existiam nem candidaturas, muito menos slogans eleitorais.

    Qualquer profissional de comunicação sabe que uma campanha como esta demanda tempo para ser elaborada. Mas a Rede Globo não pretende dar pretexto para ser acusada de ser tendenciosa e está suspendendo a veiculação da campanha na televisão.

    O Estadão

     

    ……………………….

    Concidência ou mera sincronicidade, obra do acaso, com certeza não, essas mensagens subliminares para ajudar a oposição são muito bem pensadas por esse comitê chamado “Central Rede Globo”

     

     

    Não somos crianças, não nascemos ontem, estamos de olho Dona Globo e cia…

    .

  55. e o GGN?

    “GESTALT BÁSICA”, como um maluco tava falando antes….

    referência à Globo e Globo News, esse site obviamente serve aos propóstios secretos de ambos os canais. O subtítulo é ainda mais preocupante “o jornal de todos os brasis” é uma clara associação ao movimento separatista, já que só existe um Brasil e através dessa mensagem subliminar em seu logo, o site GGN claramente gostaria que houvessem mais de um Brasil.

    LOL

    • Cade voce Wilson (2)?

      Meu filho, sua turma pode vir com todos os Gestalts, dos mais básicos como esse, aos mais sutis. Guerra é guerra.

      Só não espere uma burrice básica daqui desse lado. A gente prefere ser maluco do que ser idiota. No Faceburro os coxinhas podem achar tudo coincidência. Mas na blogosfera, existem neurônios suficientes para ligar uma coisa com a outra

      Cadê voce, Wilson? 

      • Até quinta-feira

        Até quinta-feira uma postagem sobre esse assunto. Desde a novela Que Rei Sou Eu a TV Globo vem fazendo essas intervenções onde a transitividade ficção/realidade (que é comum no dia-a-dia) aumenta em épocas eleitorais. Abs!

  56. Por que trocaram o A pelo 4?

    Por que trocaram o A pelo 4? Ficou 40 em “geraç4o” e 45 em “bras4Sil”. Precisa desenhar? Se Dilma ganhar essa eleição esses canalhas globais vão enfartar …

      • Não querido. Eu nunca ouvi

        Não querido. Eu nunca ouvi falar disso. Não faço a minima ideia. Porém, quanto mais voces tentam justificar, mais eu me convenço da falta de sutiliza e de vergonha da TV Globo. Não é mera coincidencia que em ano eleitoral, com tanta coisa em jogo, e o PIG a ponto de surtar, que o nome da novela venha grafado dessa forma. Poderiam deixar essa “brincadeira” para o ano que vem, mas a fizeram justo agora. Não é coincidencia, não é casual. É intencional  mesmo. Os Marinhos conspiram desde antes de voce nascer. leiam o documento do embaixador dos Estados Unidos em 1964, colocado aqui no blog hoje. Leiam. Vão me dizer que ali também era mera coincidencia? Foi só uma conversinha inocente?

  57. Em 2010, o Mercado Livre

    Em 2010, o Mercado Livre fazia propaganda dos seus 45 milhões de usuários. E repetia aquele 45, ad nauseam.

  58. Irão cair juntos, e morrer abraçados.

    Em apenas um capítulo, e dando ênfase à ligação com um partido político, que de tão “ruim das pernas”até “compra” o merchan da emissora, associando o nome da novela, ao vísivel partido dos Marinho, e não ganha votos(se esta for a intenção) fora o risco que eles não imaginaram, o de que, uma vez reeleita, a Pres. Dilma, já garantiu que enviará um projeto de lei ao Congresso, mudando totalmente a maneira como é distribuída a verba publicitária federal, que deixaria de privilegiar a Globo e aos seus pares, como faz hoje, dando-lhes recursos proporcionais aos seus tamanhos, e alterando esta relação, englobando e incluindo nestas verbas, a mídia alternativa das redes sociais, num critério mais justo e abrangente.

    Esta Lei dos Meios de Comunicações, pela qual tanto lutamos vai sair, e com ela, enterraremos num mesmo túmulo, o PIG, e a Globo.. 

  59. Blazé

    Há muito tempo não lia um texto tão bobo. É muita forçação querer encontrar pelo em ovo. Aff. Informação subliminar, teoria da conspiração, luminatis. Pergunta primeiro para o cara que criou a marca. Depois a gente tira conclusões. Pede o manual da identidade visual. Veja onde ele se baseou pra criar essa marca. E qual breafing ele recebeu. Não saia por aí dizendo coisas sem fundamento. Aliás, toda marca gera isso. Todo mundo faz essa troca de expressão esquemática com o número 4. E com outras letras e números. 

    • Bobo é quem acha que a Globo

      Bobo é quem acha que a Globo não é capaz de fazer esse tipo de coisa. Esquece (ou finge que esquece) que ela já fez. E até pior. 

  60. propaganda politica sublminar

    Tem o 40 na parte de cima, e são 2 npúmeros 4 rodeando o 45. 

    A sacanagem maior é na palavra Brasil, |Começa com o B apontando para o 13 fechado. E seguido do 45

    Logotipo totalmente semiotiquizado, subliminares escancarados. 

    Quando chega nesse ponto, é o fim da picada, o desespero total….

  61. Jornalistas. Não queiram saber de tudo.

     Informação subliminar existe, mas afirmo, não é assim que é feito. A área acadêmica da semiótica explica e muito bem.

     Teríamos que perguntar primeiro para o profissional que criou a marca, só depois poderíamos tirar conclusões. Pedindo o manual da identidade visual. Vendo onde ele se baseou pra criar essa marca. E qual briefing que ele recebeu.

      Eu, como Designer, diria para esse jornalista que não saísse por aí dizendo coisas sem fundamento. Há muitos jornalistas ótimos aqui no Brasil. Outros nem tanto. O que dá raiva é quando vocês, jornalistas, assumem um posto superior para falar sobre um assunto que foje de sua compreensão. E nesse caso não poderia falar para o senhor pesquisar por que não é com uma pesquisa rápida que se entende mensagens subliminares técnicas de design semiótica e afins. 

      Toda marca gera isso. Todos nós (Designers e profissionais criativos) fazemos essa troca de expressão ?esquemática com o números, cores, significados, símbolos e etc. E por que não com outras letras e números? A única coisa que se usou na marca foi uma antiga linguagem usada aqui na internet. Onde os 1nt3rn4ut4s 35cr3vi4m dessa forma. E na época foi apenas para “brincar”. Como os outros estilos de “internetês”. É muito mais plausível que a globo teria usado esse briefing para a criação dessa marca usando essa antiga forma de internetês remetendo a tecnologia.

    • Ah, é mesmo Pedro? Foi só coisa do internetês,,.hum…então tá!

      Pois é Pedro, no manual do tal  “internetês” o “B” de Brasil seria um 13 se este fosse o número do PSDB, simples assim

      • É mesmo, IV AVATAR. 😀

         O sr não respondeu minhas indagações. Mas caso isso não esteja obvio para você (e para os “aderem opiniões” da estrela) já ouviu falar em Leet? é uma forma comum de se “codificar” um texto quando o assunto é informatica, informação.

        Poderiam ainda ter escrito da forma “G3R4C40 BR4517” mas poucos entenderiam, pos isso optaram por algumas letras. Não sou fã da globo e sei que ela faz muita merda e que usa de muita manipualação da massa. Isso não é segredo pra ninguém.

        Mas isso aí tá muito conspiratório, não acha? kkk

        Mas tudo bem, seguindo sua lógica e do autor, essa logo também está fazendo divulgação pela mensagem subliminar do Citroen G3R4C40. kkkkk E ainda adiantando o próximo canal de notícias da Globo: O G3R4C40. Ou melhor nessa mesma marca ela também faz a divulgação da cachaça típicamente brasileira BR451L. Ou quem sabe também a globo vai criat outro canal de notícias para ser concorrente do R7: O G3R4C40…

        Não, não, não.. Parou. kkkkk

        Pelo amor de Rá, vamos ser conspiratórios mas com fundamentos, por favor.

        E mais uma vez, tem jornalista querendo saber de tudo. Quando na verdade não sabe.

        caso o sr queira saber mais sobre Leet http://pt.wikipedia.org/wiki/Leet

      • É mesmo, IV AVATAR. 😀

         O sr não respondeu minhas indagações. Mas caso isso não esteja obvio para você (e para os “aderem opiniões” da estrela) já ouviu falar em Leet? é uma forma comum de se “codificar” um texto quando o assunto é informatica, informação.

        Poderiam ainda ter escrito da forma “G3R4C40 BR4517” mas poucos entenderiam, pos isso optaram por algumas letras. Não sou fã da globo e sei que ela faz muita merda e que usa de muita manipualação da massa. Isso não é segredo pra ninguém.

        Mas isso aí tá muito conspiratório, não acha? kkk

        Mas tudo bem, seguindo sua lógica e do autor, essa logo também está fazendo divulgação pela mensagem subliminar do Citroen G3R4C40. kkkkk E ainda adiantando o próximo canal de notícias da Globo: O G3R4C40. Ou melhor nessa mesma marca ela também faz a divulgação da cachaça típicamente brasileira BR451L. Ou quem sabe também a globo vai criat outro canal de notícias para ser concorrente do R7: O G3R4C40…

        Não, não, não.. Parou. kkkkk

        Pelo amor de Rá, vamos ser conspiratórios mas com fundamentos, por favor.

        E mais uma vez, tem jornalista querendo saber de tudo. Quando na verdade não sabe.

        caso o sr queira saber mais sobre Leet http://pt.wikipedia.org/wiki/Leet

        • A cliente teria dado um jeito se a situação fosse outra

          A Globo, cliente interessada, dispensaria os tais leets caso o número 13 fosse do PSDB, nesse caso o B de Brasil seria substituido por um 13

      • É mesmo, IV AVATAR. 😀

         O sr não respondeu minhas indagações. Mas caso isso não esteja obvio para você (e para os “aderem opiniões” da estrela) já ouviu falar em Leet? é uma forma comum de se “codificar” um texto quando o assunto é informatica, informação.

        Poderiam ainda ter escrito da forma “G3R4C40 BR4517” mas poucos entenderiam, pos isso optaram por algumas letras. Não sou fã da globo e sei que ela faz muita merda e que usa de muita manipualação da massa. Isso não é segredo pra ninguém.

        Mas isso aí tá muito conspiratório, não acha? kkk

        Mas tudo bem, seguindo sua lógica e do autor, essa logo também está fazendo divulgação pela mensagem subliminar do Citroen G3R4C40. kkkkk E ainda adiantando o próximo canal de notícias da Globo: O G3R4C40. Ou melhor nessa mesma marca ela também faz a divulgação da cachaça típicamente brasileira BR451L. Ou quem sabe também a globo vai criat outro canal de notícias para ser concorrente do R7: O G3R4C40…

        Não, não, não.. Parou. kkkkk

        Pelo amor de Rá, vamos ser conspiratórios mas com fundamentos, por favor.

        E mais uma vez, tem jornalista querendo saber de tudo. Quando na verdade não sabe.

        caso o sr queira saber mais sobre Leet http://pt.wikipedia.org/wiki/Leet

        • Prá tudo se dar um jeito, ainda mais no mundo da criação

          pos isso optaram por algumas letras.

          Sim, e se o 13 fosse o numero do PSDB, o “Brasil” teria virado 13rasil, não mexeriam nas demais letras e todos entenderiam, com direito a movimento e estilização na vinheta, tudo é possível no mundo da criação da Globo, aliás, a emissora é contumaz nesse tipo de coisa, em 2010 teve que suspender peças suas em comemoração aos 45 anos da emissora por causa da clara mensagem subliminar, ai veio com uma desculpa esfarrapada, como essa sua, mas não adiantou, deu muito na cara

           

          • subliminar não é superliminar

            se a mensagem é subliminar ela não pode ser claramente percebida, o principio da mensagem subliminar é ela não ser percebida e ser entendida pelo subconciente de forma SUBliminar

      • Sobre logotipo e logomarca

        Logo vem do grego Lógos. Significa palavra, uma narração ou pronunciamento, verbo, conceito, idéia. Mas não palavra como esta é falada ou escrita, mas o significado dela, ou seja o conceito

        Tipo, do grego týpos. Em inglês traduzimos para type, que para o português significa tipo, gênero; figura; sinal, símbolo; modelo, amostra, maquete. Tipo neste caso significa um sinal ou símbolo, uma figura, um desenho.

        Marca vem do germânico Marka. Quando traduzimos do germânico, ou mesmo do português ou inglês para o latim temos o termo Signum, que traduz-se claramente para significado. E mesmo no português, e no uso moderno da palavra marca significa tudo aquilo que uma empresa representa. Sendo assim, logomarca é um termo redundante: significado do significado

        Como falei, se você é um jornalista e não designer, não opine sobre o que não sabe. Não é uma simple pesquisa e pegando um infográfico qualquer que saberia destinguir o que é logotipo o que é uma logomarca. Caso seja jornalista, não envergonhe sua profissão. Caso seja designer, estude mais.