Painel do dia

China se recupera graças a ações “decisivas”

O presidente do Banco Popular da China (o banco central), Zhou Xiaochuan, afirmou que seu país, a terceira maior economia o mundo, está se recuperando da crise e ressaltou as ações “decisivas” do seu governo, em contraste com os atrasos em outros países. “Indicadores antecedentes apontam para a recuperação do crescimento econômico”, disse Zhou. O executivo defende a criação de uma nova moeda internacional de reserva, sinalizando preocupação com a fraqueza do dólar, enquanto a China ambiciona um papel de liderança no G20, que se reúne em 2 de abril.

Clique aqui


Economia da EU cai 0,3% em fevereiro

A economia da zona do euro caiu 0,3% em fevereiro, de acordo com o centro de análise econômica Conference Board, que está otimista em uma recuperação ainda este ano. O índice econômico da região sugere que o declínio de fevereiro foi causado principalmente pela queda das bolsas de valores e expectativas econômicas. Em janeiro a economia da Eurozona subiu 0,9% e caiu 1,7% em dezembro.

Clique aqui


Brasil quer papel de destaque no G20

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegará na reunião do G20, em Londres, com a proposta de reforma das instituições financeiras mundiais e aumentar a participação dos países em desenvolvimento nas principais discussões. Como o maior país da América do Sul e um dos líderes mundial das nações em desenvolvimento, o Brasil quer fazer sentir o seu peso. Para o Brasil, o G20 é mais representativo que o restrito G7 e, portanto, um melhor fórum para abordar a crise econômica mundial.
Clique aqui


Transporte de cargas cai 22% em fevereiro

O volume de tráfego aéreo internacional caiu 22,1% em fevereiro em comparação com o mesmo mês um ano atrás, e pode ter chegado ao piso, informou a IATA ontem. Foi o terceiro mês consecutivo de declínio no montante de transporte internacional de carga. A procura por cargas é considerada um importante termômetro para a saúde do comércio mundial, que enfraqueceu consideravelmente em resposta à desaceleração econômica mundial e à crise de crédito.
Clique aqui


Bank of America quer pagar empréstimo público

O Bank of America (BofA) incluiu seu nome na lista crescente de instituições norte-americanas que estão querendo agilizar a devolução do dinheiro público usado para sanear as finanças. O presidente do BofA, Ken Lewis, disse que esperava iniciar o pagamento de US$ 45 bilhões dos contribuintes no final de abril, após a primeira rodada do teste de stress do Departamento do Tesouro. Os testes foram concebidos para separar os bancos fortes dos fracos. Se os mercados de capitais continuarem a melhorar, Lewis disse que o banco vai ressarcir toda a ajuda até o final de 2009.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome