Dia Internacional da Mulher! Dia Internacional de Luta!

Tal dia não foi marcado por um simples ato, foi fruto de diversas manifestações de mulheres trabalhadoras por anos e anos

Rio de Janeiro - Mulheres fazem caminhada em solidariedade à série de manifestações feministas na América Latina, onde estão países com alta taxa de feminicídio, segundo a ONU (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Jornal GGN – Em todos os cantos do país as mulheres se unem. São atos para marcar o dia e a longa luta das mulheres por todo o país e o mundo. É o Dia Internacional de Luta da Mulher.

Tal dia não foi marcado por um simples ato, foi fruto de diversas manifestações de mulheres trabalhadoras por anos e anos. Foi oficializado somente em 1975 pela ONU. Mas traz em sua esteira um grande arsenal de lutas.

Mulheres trabalhadoras em fábricas nos Estados Unidos e em alguns países da Europa começaram uma campanha dentro do movimento socialista reivindicando seus direitos. As condições de trabalho eram terríveis e tais mulheres entenderam que a libertação só viria se a classe trabalhadora fosse libertada.

A data tem diversos contextos históricos. Uma delas, e a mais conhecida, é o incêndio em uma fábrica de Nova York, em 1911, quando 125 mulheres morreram. Mas este é um dos muitos registros.

Em 26 de fevereiro de 1909, 15 mil trabalhadoras foram às ruas de Nova York para reivindicar melhores condições de trabalho. As mulheres trabalhavam, em média, 16 h por dia 7 dias por semana.

Neste período, na Europa, o movimento das fábricas ganhava forças e a alemã Clara Zetkin, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, propôs a criação de uma agenda anual de manifestações pela equidade de direitos.

Em 1917, o pontapé inicial para a Revolução Russa, foi um grupo de operárias ter ido às ruas para se posicionar contra a fome e a primeira guerra mundial.

No Brasil, desde 1932, as mulheres só poderiam votar nas eleições nacionais. Mesmo assim, só as mulheres casadas com permissão de seus maridos, as viúvas e as solteiras com renda própria poderiam exercer o direito. Só em 1945 a obrigatoriedade (e leia-se aqui um direito também) foi estendida para as mulheres, fruto de uma grande luta através do movimento sufragista.

Ao longo da história, mulheres lutaram e lutaram pelo reconhecimento de seus direitos. E o 8 de março se tornou uma conquista, e um sinônimo para luta.

Confira a lista de atos

Acre

15 de março – Auditório da Adufac, campus universitário do UFAC, Rio Branco

Alagoas

8 de março, na orla lagunar

8 de março – 9h na Praça Deodoro, Maceió

Amapá

15 de março – Raimundo Álvares da Costa, 936, Centro, 18h, Macapá

Amazonas

8 de março – Praça da Saudade, 14h

Bahia

Salvador – 13h, na Praça da Sé

Ceará

8 de março, a partir das 16h – Concentração na Praça da Justiça

Distrito Federal

8 de março, a partir das 16hrs – Rodoviária do Plano Piloto

Espírito Santo

8 de março, 15h – Defensoria Pública do estado do Espírito Santo, Vitória

Goiás

8 de março, 16h – Marcha da praça do bandeirante até a Praça universitária, Goiânia

Mato Grosso

8 de março – Praça Alencastro, Cuiabá, 15h

Mato Grosso do Sul

8 de março, 15h30 – Praça Ary Coelho, Campo Grande

Maranhão

8 de março – Praça da Matriz, 8h, Santa Inês

8 de março – São Luís, concentração na Praça Joãozinho Trinta, 15h, percurso beira-mar até a praça dos catraieiros

Minas Gerais

8 de março, às 17h – Praça Raul Soares, Belo Horizonte

8 de março – 18h, Parque Halfeld, Juiz de Fora

8 de março – 16h, Praça Getúlio Vargas, Simonesia

Pará

8 de março, às 9h – Mercado São Brás, Belém

Paraná

8 de março – Praça Santos Andrade, Curitiba – Ato às 12h com banquinhas e barracas, 16h ação da Rede Feminista de Saúde, 17h concentração, 18h Ato inicial, 18h30 saída em marcha

8 de março – Cascavel, Igreja da Matriz, 11h

8 de março – Castro, 16h, Praça Pedro Kaled

8 de março – Cornélio Procópio, Coreto, 18h

8 de março – Francisco Beltrão, Praça Central, 9h

8 de março – Guarapuava, Praça 9 de dezembro, 9h

8 de março – Guaratuba, Câmara Municipal, 11h

8 de março – Londrina, 17h, Concentração no Bosque

8 de março – Maringá, 17h

8 de março – Ponta Grossa, Parque Ambiental, 17h

8 de março – 18h, Bosque Guarani, Foz do Iguaçu

Paraíba

8 de março – Praça Pedro Américo, em frente ao teatro Santa Rosa, 14h, João Pessoa

8 de março – 7h30, Concha Acústica, Patos

8 de março – 8h, em frente a Delegacia da Mulher, Cajazeiras

Pernambuco

8 de março – Recife, 14h – Praça do Derby

9 de março – 9h, Largo do Colunata, Garanhuns

14 de março – 8h em frente ao INSS, Caruaru

Piauí

8 de março – Praça da Liberdade, Teresina – 16h Marcha até o espaço Salve Rainha

Organização: Mulheres da Frente Piauí Popular

Rio de Janeiro

8 de março – Candelária, 18h

Rio Grande do Norte

8 de março – Bairro Aeroporto, INSS, 8h, com percurso até o centro da cidade, Mossoró

8 de março,  15h – Caminhada pela Rio Branco – Praça dos 3 poderes em frente ao INSS, Natal

8 de março – 7h, cooperativa, Parelhas

Rio Grande do Sul

8 de março, 18h – Largo Glênio Peres, Porto Alegre

8 de março – 8h30, Marcha Binacional na Praça General Osório, Livramento

8 de março – 16h, Praça Tamandaré, Rio Grande

8 de março – 16h, intervenções culturais – 18h, Praça Saldanha Marinho, Santa Maria

8 de março – 16h, Câmara de Vereadores, São Leopoldo

8 de março – 9h30, abraço ao INSS, 10h30 caminhada até a Praça Dante, Caxias do Sul

8 de março – 18h, Praça do Coreto, Bagé

Rondônia

8 de março – Vigília “VIVAS E LIVRES”: Por Avanços, Direitos e Igualdade para as Mulheres de Rondônia – Em frente a delegacia da mulher, rua Euclides da Cunha, 5h

8 de março – Roda de Conversa no PT dia 8 com mulheres da frente e dirigentes do partido – Diretório Estadual do PT, Av. Calama, 16h

Roraima

8 de março – Boa Vista, 9h – Praça do Centro Cívico

Santa Catarina

8 de março, de 8h às 18h – Em frente ao Ticen, Florianópolis, 18h30 – Concentração e início da marcha

São Paulo

8 de março, 16h – MASP

8 de março, Largo do Rosário, 16h30

Sergipe

8 de março, 9h – Em frente a empresa Alma Viva, Aracaju

Com informações da Secretaria Nacional de Mulheres do PT

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome