A Flor do Baobá, por Luciano Hortencio

Por Luciano Hortencio

Faz tanto tempo que nem lembro quando vi um BAOBÁ pela primeira vez. Lembro, porém, que o vi na antiga Praça dos Mártires, hoje Passeio Público, recordando que meu pai, Murillo Hortencio de Medeiros, me disse à época que o nome da Praça lhe fora atribuido por ali terem sido executados Bárbara de Alencar e o Padre Mororó, que se insurgiram contra Portugal. Não tenho certeza, porém fala-se que ambos foram fuzilados no enorme e centenário BAOBÁ que ainda hoje lá está, firme e forte.

O que nunca tinha visto, nem sequer tomado conhecimento, era da beleza de sua flor, exótica e ímpar. Tive essa oportunidade ao visitar recentemente a cidade de Mossoró, Rio Grande do Norte. Não me acanho em afirmar que não sabia que flor era aquela, uma vez que a árvore é relativamente nova, seu tronco largo, porém não demasiadamente e a placa existente ao pé da árvore estava sem a devida inscrição. Não me fiz de rogado e mandei imediatamente um zap zap para meu irmão Murilinho, com fotos, havendo ele imediatamente respondido que era uma FLOR DE BAOBÁ.

Entusiadíssimo, captei imagens através do celular e encontrei a composição de Josias Sobrinho, A FLOR DO BAOBÁ, Foi a sopa no mel. Editei prazerosamente o vídeo e o divido com todos.

 

Mais sobre BAOBÁ em

http://educandoesemeando.blogspot.com.br/p/historia-do-baoba.html

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Choro clássico, por Tádzio França

24 comentários

  1. O Baoba e o planeta

    Luciano, que beleza ver esse post sobre o Baoba porque eu ja havia lido alguns contos sobre essa arvore para meu filho. Ha muitos contos africanos maravilhosos. Em todos os cantos do mundo, alias. Lembro que no Pequeno Principe, Antoine de Saint-Exupéry não deixou de falar em baobas, falando do problema que enfretava o principezinho com essa arvore, que sozinha poderia tomar conta de todo o seu pequeno planeta. Que bom que em alguns lugares do Brasil ela esta sendo protegida.

    Enquanto houver focos de luz, ha esperança!

    • Baobab, era assim grafado num livro de Julio Verne

      Olá, Maria Luisa,

      li os 64 volumes que compunham a coleção de Jules Verne lá pelos meus 13 ou 14 anos de idade, e a tradução era bem simplória, ou apressada. Mas era bom, porque além das aventuras incríveis, ainda havia a possibilidade de rir dos  criativos erros de português. Assim, no livro Cinco Semanas Em Um Balão, pela primeira vez  tomei conhecimento da enorme árvore, a que denominaram  baobab. 

      Mas uma frase de um dos livros dizia comeram também  gostosos  jacks, e foi difícil  concluir que estavam mencionando a jaca.

      Grande Julio Verne!

      Mas o amigo Luciano, este sim, merecerá um Nobel por agraciar a gente com tantas fotos e músicas sensacionais, não é?

       

       

      • O rico mundo de Jules Vernes

        Ola, Antonio Francisco,

        Jules Vernes é uma delicia de descoberta para os pré-adolescentes. Por hora meu garotinho esta vendo pouco a pouco a série Volta ao Mundo em 80 dias, em desenho animado. Meu marido tem a coleção completa de Jules Vernes e mais tarde espero que o curumim se interesse pelas aventuras deliciosas do mundo de Vernes. E eu também vou lendo os volumes que ainda não li, como esse em que cita o baoba. Outro dia vi o filme A Ilha Misteriosa, baseada na obra de Vernes, cfilme de Juan Antonio Barden e Henri Colpi, com Omar Sharif no papel do capitão Nemo. Muito legal. E o curumim gostou também.

        Sobre a grafia Baobab é assim que ela vem grafada nos livros franceses. Creio que venha de alguma lingua africana. Aqui existe suco e até geléia de baobab.

        Um abraço.

  2. Luciano, eles foram

    Luciano, eles foram executados naquele grande baobá que existe no Passeio Público, sim! Existem marcas de bala naquela árvore.

    Bárbara de Alencar e Padre Mororó ficaram presos na Fortaleza de Nossa Senhora de Aparecida, onde hoje funciona o Comando da 10ª Região Militar, vizinho ao Passeio Público. A cela onde Bárbara ficou presa ainda está lá, mas é preciso andar agachado para se locomover lá dentro.

    • SEMENTE DA MONGUBEIRA

      A semente (ou caroço) da mongubeira apura seu melhor sabor antes cozida e depois descascada torrada na manteiga ou assada no borralho.  Não há grande diferença para a castanha-do-pará.

      Onde moro –Paracuru-CE– faça difusão da espécie e da moringa, com cessão de mudas gratuitamente.

      O principal logradouro da cidade, à beira-mar,  foi referenciado a vida todo como Praça da Monguba. Na sua reconstrução, em 2007, solaparam a antiga mongubeira pelo tronco e quase todo o verde ali existente..

      http://goo.gl/MGOJNc

      • quero muito sementes ou muda de baobá

        Ola moro no MS e gostaria de pedir uma ajuda por favor. podem me enviar sementes de Baobá ? quero muito plantar, eu pago o correio. ajuda?

  3. A flor do baobá em

    Olá Luciano! Soube, por um amigo leitor do blog, de sua postagem fazendo referencia a minha canção “A flor do Baobá” o que me deu prazer e alegria, pois ela é inspirada em minha relação amorosa com a pessoa com quem divido meus dias, completados por três filhos e três netinhos maravilhosos. Grande abraço e obrigado! Josias Sobrinho 

  4. eu quero muito sementes ou muda de baobá

    Ola moro no MS e gostaria de pedir uma ajuda por favor. podem me enviar sementes de Baobá ? quero muito plantar, . ajuda? whatspp 067996748682

  5. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome