Elza Soares morre no aniversário da morte de Garrincha

Data simbólica, um dia depois do aniversário de Nara Leão e da morte de Elis Regina, também foi o dia de morte de seu "maior amor" Garrincha

Foto: Divulgação

Jornal GGN – A cantora e compositora Elza Soares morreu hoje, aos 91 anos, no Rio de Janeiro. Em data simbólica para a música brasileira, um dia depois do aniversário de Nara Leão (19/01/42) e da morte de Elis Regina (19/01/82), também foi o dia de morte de seu declarado “maior amor”: Mané Garrincha (20/01/83).

Garrincha e Elza Soares – Foto: Divulgação

A cantora faleceu por “causas naturais”, às 15h45, informou em comunicado sua assessoria. “Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, diz a nota.

Entre os maiores ícones da música brasileira, nascida no samba, Elza Gomes da Conceição também cantou Música Popular Brasileira, jazz, e percorreu misturas com eletrônica, hip hop e funk. O último disco lançado foi em 2019, “Planeta Fome”.

Também integrou o movimento artístico e intelectual de combate ao atual governo de Jair Bolsonaro, do qual constantamente criticava em suas redes sociais e apresentações.

Aos seus 91 anos, a agenda de Elza Soares estava cheia de apresentações marcadas para este ano.

“Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação.”

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

alfeu*

- 2022-01-20 18:19:28

Haja dor.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador