Moraes Moreira e os eternos Novos Baianos: morre um clássico

Moraes Moreira descobriu o frevo de carnaval, o frevo eletrificado consagrado nos carnavais baianos. "Pomba Correio" talvez tenha sido a música mais cantada de sua geração

Já vi muitas listas dos mais relevantes LPs da história. Em algumas delas, colocava-se em primeiro lugar o “Acabou Chorare”, dos Novos Baianos, grupos talentosíssimo que chegou em São Paulo após o aparecimento da geração Gil-Caetano-Gal.

Seu início foi com músicas bem humoradas, como a “Prima Vera”. De uma conversa com João Gilberto nasceu a luz. João sugeriu que ouvissem e se inspirassem nos conjuntos vocais dos anos 40.

A mudança foi radical, gerando de imediato o “Acabou Chorare”, abrindo com “Brasil Pandeiro”, um clássico de Assis Valente gravado originalmente pelos Anjos do Inferno. O novo estilo veio com sons marcantes, a guitarra elétrica de Pepeu Gomes, a voz inconfundivel de Baby Consuelo e de Paulinho Boca de Cantor.

O LP gerou alguns clássicos, como “Preta Pretinha”, o “Acabou Chorare”, “Besta é tu”, mas sem a uniformidade dos grandes LPs, como “O grande circo místico”.

Mais tarde, Moraes Moreira descobriu o frevo de carnaval, o frevo eletrificado consagrado nos carnavais baianos. ˆPomba Correio” talvez tenha sido a música mais cantada de sua geração.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora