Os arranjos inesquecíveis de Marcos Leite

A primeira vez que ouvi o Céu da Boca – acho que no final dos anos 80 no Ópera Bar, ali na rua Pinheiros – não tive dúvidas de que se tratava de um dos melhores conjuntos vocais da história, graças principalmente à excelência dos arranjos. O autor era o maestro e pianista Marcos Leite.

Creio ter sido o único a enxergar isso, na época. Tornei-me amigo do grupo e de Marcos, que foram algumas vezes em casa encantar minhas rodas de música.

Soube de sua morte anos atrás, através de um email do Alexandre Gnatalli.

Dias desses, ouvindo a Cultura FM, uma especialista da USP o situava entre os grandes arranjadores do canto coral brasileiro, ao lado de Damiano Cozella.

Abri um Mutirão para levantar vídeos, áudios e trabalhos sobre o canto coral brasileiro. Clique aqui para ir até lá ajudar a montar uma bela obra coletiva.

Abaixo, algumas gravações do Céu da Boca, com arranjos do Marcos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora