Um tempo para o Naná Vasconcelos, por Alfeu

Por Alfeu 

Não é falta de tempo, é que o tempo atual não está facil mesmo. Com tudo desmoronando, a noção de tempo vai junto – o que é um ano?; não aquele ano do tipo “como o tempo passa” ou “parece que foi ontem” não. O que era “faz um ano”? Lembranças, memórias que afloram, saudades… Há pouco me toquei por acaso que o Naná Vasconcelos tinha partido e que fazia um ano. Sensação estranha, não era como antes, sei lá….. Para não me descolar mais ainda, era melhor ouvir o próprio Naná para botar os pés no chão. A magia do Mestre ficou por aqui, atravessa o tempo e gerações – com os Gismonti – a vez de Bianca, uma excelência.

https://www.youtube.com/watch?v=H02Gx9euE-w align:center

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora