A ANAC joga a conta da Avianca para o usuário

É preciso que os órgãos de defesa do consumidor saiam a campo, para impedir esses abusos.

A entrevista do presidente da Latam, Jerome Cadier, ao Globo, é a comprovação explícita do processo de cartelização do setor aéreo.

Diz ele que o preço das passagens é decorrência direta da demanda: se há mais demanda, o preço aumenta; se há menos demanda, o preço diminui.

Cada empresa tem que pensar na sua própria lógica de mercado. Cabe à ANAC (Agência Nacional da Aviação Civil) pensar o todo. A ANAC errou ao deixar a situação da Avianca degringolar, sem pensar em nenhuma estratégia alternativa.

Dentro de uma lógica de mercado, anti-cartelização, o correto seria a terceira companhia do país, a Azul, assumir a Avianca e ganhar musculatura para competir com as duas primeiras. Uma ação rápida da ANAC com o CADE (Conselho Administrativo de Direito Econômico) resolveria a situação.

No entanto, permitiu que a Gol e a Latam atrapalhassem as negociações da Azul, para consolidar o duopólio. A indefinição reduz o número de voos e aumenta a demanda para os voos da Gol e da Latam – justamente as duas empresas que provocaram o impasse. E elas são recompensadas duplamente: com o aumento da demanda e com o aumento das passagens.

É preciso que os órgãos de defesa do consumidor saiam a campo, para impedir esses abusos.

 

Leia também:  Multimídia do dia

5 comentários

  1. ‘Cartelização do Setor Aéreo’? Mas isto não é a história do Brasil destes 88 anos? Onde e em que setor isto não é a regra? A TAM, com Rolim ainda vivo, até tentou. Mais recentemente os ‘Esforços Heróicos’ que a AZUL procura fazer (a AZUL daquele ‘GRINGO Metido’, segundo Sérgio Cabral. Filho daquele Sérgio Cabral, esquerdopata, socialista, anticapitalista. Gente desta espécie é que detém o Poder no Brasil. Porque estamos nesta condição?). A jogada que fizeram para tirar um pedaço da AVIANCA das mãos da AZUL, mostra o país que temos. Fica muito mais fácil vir com as PRIVATARIAS dos Aeroportos. O Povo Brasileiro, o Cidadão, o Consumidor Brasileiro que pague a conta, pelos Cartéis. Estacionamentos extorsivos, tarifas pelo ‘ar’ respirado, coxinhas de 10 reais. Cobrança e taxas disto e daquilo. Então vem Nosso Gênios da nova fase de PRIVATARIAS e sacramenta : LIVRE MERCADO !!!!! Somos Inacreditáveis !!! Não Nos faltam nem as penas. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  2. Antes da ANAC havia o DAC. Lá a coisa já era bastante complicada. O que impedia a total captura do regulador pelas reguladas eram alguns chefes militares nacionalistas – Sim! Havia isso naquele tempo. O poderoso lobby dos servidores civis venceu a batalha e foi criada a ANAC. O resto é história…

  3. Antes da ANAC havia o DAC. Lá a coisa já era bastante complicada. O que impedia a total captura do regulador pelas reguladas eram alguns chefes militares nacionalistas – Sim! Havia isso naquele tempo. O poderoso lobby dos servidores civis venceu a batalha e foi criada a ANAC. O resto é história…

  4. Abrir o mercado para a aviação, eis a solução. Esse capitalismo meia-boca é um monstro que restringe a apenas 3 cias aéreas. Absurdo!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome