A menção ao Ponto G da Lava Jato foi de Lula, não da procuradora

Houve uma enorme confusão com a menção ao “ponto G”, a menção ao sonho de consumo deles, com Lula preso.

A frase foi atribuída à procuradora da República Livia Tinoco. A procuradora em questão é conhecida no Ministério Público Federal como defensora dos direitos e não pertence à Lava Jato. Não entendi as críticas à procuradora, porque a fala era claramente de crítica à Lava Jato e à Globo.

Agora fica claro o que ocorreu. No trecho em questão,  ela apenas reproduzia para o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, trechos de um discurso histórico de Lula, no qual ele previa que o objetivo final da Lava Jato era impedir sua candidatura em 2018. O discurso foi acontecia ao vivo, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, no dia 07 de abril de 2018, após ter sua prisão decretada pela Justiça Federal e antes de entregar-se.

Aqui, o trecho do discurso com essas falas:

Link para vídeo da íntegra do discurso:

Link com íntegra do texto discurso do ex-presidente:

Link para download do áudio da íntegra do discurso:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora