A queda

No Templo de Egina foram representadas batalhas da Guerra de Tróia. A famosa estátua do soldado caído é uma das obras que decoravam o edifício.

A guerra entre gregos e persas foi imortalizada na fachada do Partenon. Dentre os relevos que embelezavam aquele templo se encontra a famosa representação de um soldado que está caindo do cavalo.

Os romanos conquistaram a Grécia e foram profundamente influenciados pela cultura grega. Pouco tempo depois conquistaram a Gália. Uma estátua romana representa a queda dos gauleses seguindo os padrões estéticos gregos.

Entre nós, Rodolfo Amoedo (1857/1941) foi responsável pela representação pictórica do último Tamoio caído.

Neste momento quem está sendo derrubado é o próprio Brasil. Mas a queda do nosso país não veio pelas mãos de estrangeiros, tampouco foi obra dos índios, negros e mestiços (vítimas das violências inenarráveis praticadas cotidianamente há 500 anos).

Quem está provocando a queda do Brasil são os herdeiros do empreendimento colonial. Sem um projeto de nação e imaginando que as soluções de curtíssimo prazo são mais relevantes que as de longo prazo, eles querem doar a Eletrobrás por uma pequena fração do seu valor real https://jornalggn.com.br/noticia/a-aberracao-da-venda-da-eletrobras-por-luis-nassif. A doação ocorrerá pouco tempo depois de o golpista Michel Temer ter renunciado aos trilhões de dólares em petróleo do Pré-Sal.

Michel Temer, ele mesmo descendente de imigrantes do Oriente Médio, está realizando algo medonho que merece ser esteticamente representado para posteridade. Quem irá fazer a estátua ou o quadro monumental representando a queda do Brasil provocada pelo usurpador?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome