A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve somar 146,4 milhões de toneladas em 2010,a maior da série histórica

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1679&id_pagina=1

05 de agosto de 2010

Em julho, IBGE prevê safra de grãos 9,2% maior que a de 2009

 

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve somar 146,4 milhões de toneladas em 2010, passando a ser a maior da série histórica da produção nacional.

No levantamento de julho, este volume é 9,2% maior que o obtido em 2009 (134,0 milhões de toneladas) e 0,3% maior que a estimativa de junho (145,9 milhões de toneladas). É o que indica a sétima estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA). A área a ser colhida em 2010, de 46,8 milhões de hectares, apresenta decréscimo de 0,9% frente a 2009.

As três principais culturas, soja, milho e arroz, que respondem por 83,1% da área plantada, apresentam variações +7,2%, -6,5% e -5,9%, respectivamente, em relação ao ano anterior. Quanto à produção destes três produtos (90,9% do total produzido), o milho e a soja registram acréscimos de 4,4% e 19,8%, respectivamente, e o arroz retração de 10,3%.

Espera-se que o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas tenha a seguinte distribuição regional: região Sul, 63,1 milhões de toneladas; Centro-Oeste, 50,9 milhões de toneladas; Sudeste, 16,5 milhões de toneladas; Nordeste, 12,0 milhões de toneladas; e Norte, 3,9 milhões de toneladas. Comparativamente à safra passada, houve decréscimo apenas na região Sudeste (4,0%), enquanto as demais mostram incrementos: Norte, 1,7%; Nordeste, 2,3%; Sul, 20,3%; e Centro-Oeste, 4,3%.

Estimativas alteradas para sete produtos na comparação com junho

Frente a junho, no LSPA de julho destacam-se as variações nas estimativas de produção de sete itens: algodão herbáceo em caroço (-1,4%), café em grão (+0,4%), feijão em grão 3ª safra (+5,8%), milho em grão 2ª safra (+1,0%), soja em grão (+0,4%), sorgo em grão (+2,7%) e trigo em grão (+1,7%).

Algodão herbáceo (em caroço)

A produção é estimada em 3,0 milhões de toneladas, apresentando redução de 1,4% quando comparada a junho.

Café (em grão)

Estima-se que a safra de café atinja 2.753.091 toneladas em 2010, ou 45,8 milhões de sacas de 60 kg. O acréscimo em relação a junho é de 0,4%. A área total ocupada com a cultura de café totaliza 2.366.064 ha. A área destinada à colheita é de 2.149.304 ha.

Feijão (em grão) total

A produção nacional de feijão, considerando as três safras do produto, está avaliada em 3.373.673 toneladas, superior em 1,4% a do levantamento anterior. Frente aos dados de junho, o feijão 3ª safra foi o que apresentou maior variação, com um crescimento de 5,8%.

Milho (em grão) total

A produção de milho em grão, para ambas as safras de 2010, totaliza 53,5 milhões de toneladas, mostrando um aumento de 10.678 toneladas sobre o mês de junho. Esse crescimento é creditado à segunda safra do produto, já que a primeira registrou decréscimo na produção de 0,5%. A segunda safra do produto deverá alcançar 20,0 milhões de toneladas, 1,0% superior à informação do mês passado.

Soja (em grão)

Para a soja, com base nos levantamentos de julho, a produção esperada de 68,3 milhões de toneladas é 0,4% maior que a informada em junho.

Sorgo (em grão)

A produção estimada de sorgo é de 1.539.298 toneladas, superando em 2,7% a prevista no mês anterior.

Trigo (em grão)

Para o trigo, a mais importante cultura do período de inverno, a produção esperada de 5,3 milhões de toneladas é 1,7% superior à informada no mês passado.

Estimativa da produção em relação a 2009 é maior para 15 produtos

Dentre os 25 produtos selecionados, 15 apresentam variação positiva na estimativa de produção em relação ao ano anterior: algodão herbáceo em caroço (2,2%), aveia em grão (36,9%), batata-inglesa 1ª safra (2,8%), batata-inglesa 2ª safra (12,9%), café em grão (13,2%), cana-de-açúcar (1,2%), cebola (2,1%), cevada em grão (32,1%), feijão em grão 3ª safra (21,6%), laranja (3,6%), mamona em baga (18,1%), milho em grão 2ª safra (16,8%), soja em grão (19,8%), trigo em grão (7,4%) e triticale em grão (3,1%). Com variação negativa: amendoim em casca 1ª safra (8,1%), amendoim em casca 2ª safra (12,8%), arroz em casca (10,3%), batata-inglesa 3ª safra (4,3%), cacau em amêndoa (1,3%), feijão em grão 1ª safra (5,9%), feijão em grão 2ª safra (9,6%), mandioca (0,6%), milho em grão 1ª safra (1,8 %) e sorgo em grão (16,4%).

Representação das variações absolutas das principais culturas, levantadas em comparação com a safra anterior:

Produção de café cresce 13,2% na comparação com 2009

O café, no auge da safra 2010, tem sua produção estimada em 2.753.091 toneladas, ou 45,8 milhões de sacas de 60kg em grãos beneficiados, contra 40,5 milhões de sacas produzidas em 2009. A produção cresceu 13,2% em relação ao ano anterior. A área destinada à colheita é de 2.149.304 ha. O rendimento médio esperado é 1.281 kg/ha, 12,4% acima do obtido em 2009.

Para todo o País está mantida a perspectiva de “safra cheia” para 2010, embora os problemas de qualidade possam ser considerados graves. A falta generalizada de mão de obra nas maiores regiões produtoras também agrava o problema. O que acontece é que os produtores têm que aproveitar a escassa e cara mão de obra para colher rapidamente toda a safra. Desta maneira, a mistura de grãos verdes e cerejas chega, em alguns casos, a 50%, o que pode comprometer a qualidade da bebida. Este fato é agravado pelas informações de que os estoques de café de qualidade já são raros em todo o País.

____________________________

1 Em atenção a demandas dos usuários de informação de safra, os levantamentos para Cereais, leguminosas e oleaginosas, ora divulgados, foram realizados em estreita colaboração com a Companhia Nacional de Abastecimento – Conab, órgão do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, continuando um processo de harmonização das estimativas oficiais de safra, iniciado em outubro de 2007, para as principais lavouras brasileiras……….

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome