Aliança pelo Brasil terá o número 38 nas urnas

Número é semelhante ao calibre do revólver; Jair Bolsonaro diz que sigla só poderá disputar eleições de 2022 se não puder usar assinaturas eletrônicas

Jornal GGN – O número eleitoral da Aliança pelo Brasil, o novo partido do presidente Jair Bolsonaro, será o 38, igual ao calibre do revólver. O pronunciamento foi feito durante live em redes sociais, sob a justificativa de tal número ser “o mais fácil de gravar”.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o lançamento foi feito em Brasília nesta quinta-feira, e foi marcado pelo forte apelo religioso e a defesa do porte de armas, mesmo que não exista a certeza sobre a viabilidade da sigla.

O presidente Bolsonaro disse que, caso o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não autorize o uso de assinaturas eletrônicas para a criação de seu novo partido, a sigla só deve estar apta para disputar eleições na disputa de 2022, quando serão realizadas as novas disputas para a presidência, governos estaduais e novos mandatos de deputados e senadores.

“Se for eletrônica eu tenho certeza que com o apoio de vocês em um mês, no máximo, a gente consegue as 500 mil assinaturas. Caso não seja possível, a gente vai colher assinatura física e aí demora mais e não vai ficar pronto o partido tão rápido, um ano, um ano e meio”, afirmou.

O novo partido será comandado pelo clã Bolsonaro, que também busca alternativas na Justiça Eleitoral para chegar às próximas eleições com dinheiro dos fundos partidário e eleitoral, além de tempo de rádio e televisão. A presidência da sigla está a cargo de Jair Bolsonaro, enquanto o senador Flávio Bolsonaro é o primeiro vice-presidente. Outro filho do chefe do Executivo, Jair Renan é membro da Aliança.

Leia também:  Xadrez do pacto suprapartidário contra o fascismo, por Luis Nassif

Os dois advogados eleitorais de Bolsonaro foram inclusos na comissão executiva provisória: o ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Admar Gonzaga será secretário-geral, e Karina Kufa será tesoureira.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. O “novo” partido nasce com a velha cara da Ação Integralista Brasileira, movimento inspirado no fascismo italiano, fundado em 1932.
    Nasce sob o signo da incoerência. A bíblia numa mão, o trezoitão na outra.
    A bíblia deles é meio enviesada, totalmente diferente da minha. O ensinamento cristão fala de amor ao próximo, de oferecer a outra face. Mas na bíblia deles, o ensinamento é diferente, prevalecem as armas e o ódio aos adversários. Fuzilar a petralhada é o primeiro mandamento da bíblia pagã.
    O lema do partido, exatamente o mesmo dos integralistas. Não deixa de guardar certa coerência. Deus (o deus Mercado), Pátria (os EUA) e família (a familícia).

  2. Trinta e oito é um número muito popular no Brasil. É difícil encontrar algum Brasileiro que já não teve um, apontado para sua cara e sua família, ameaçando suas Vidas. 90 anos de Estado Absolutista. 90 anos de Bandidolatria. País de muito fácil explicação. Sói que agora o Povo Brasileiro pode se defender destas Elites. A mudança, revolução e vanguarda retornaram finalmente !!!

  3. Depois do 171 através do 17, o vizinho do 170 fuzis que não tem compromisso com a pátria, só com seus familiares e que na sua psicose, se acha um semideus, pela 9ª vez vai trocar de partido.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome