Arcaico e evidente coronelismo

UM CORONEL ARCAICO E PATRIMONIALISTA – Aécio Neves é o exemplo mais perfeito e acabado de um estilo de política que o Brasil conhece há uns 500 anos. Ele é um sinônimo muito mais do que perfeito de uma visão patrimonialista de Estado.

Ou seja, ele confunde os interesses públicos, que deveriam ser regidos pelos princípios republicanos da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência com os interesses privados e pessoais dele e da sua família.

Em qualquer país minimamente civilizado o fato de alguém construir aeroportos em áreas pertencentes a familiares seria um escândalo de grande monta.

Em qualquer país minimamente civilizado um administrador público não poderia ser proprietário de uma cadeia de rádios e, pior ainda, injetar dinheiro público nestas rádios enquanto governador de estado.

O sr. Aécio Neves trata o Estado como sendo uma extensão da sua cozinha ou da sua Casa Grande.

Não há nada mais arcaico, antigo e pérfido na história deste país que não seja essa confusão entre interesse público e privado, que não seja essa visão patrimonialista que os antigos Donos do Poder, hoje alijados do comando do governo federal, pretender reimplementar em escala nacional.

Aécio é o atraso que se diz ‘moderno’, é o representante oficial de um mundo do qual o Brasil quer se libertar desde sempre.

Existe algo mais arcaico e brutalmente lesivo ao interesse público do que alguém que sempre beneficiou a própria família com negociatas e cargos bancados pelo suado e sofrido dinheiro arrecadado dos contribuintes?

Leia também:  Governo escreve ao Supremo reclamando da "quebra de respeito" entre os Poderes

Este cidadão sempre viveu às expensas dos cofres públicos e tem como principal característica o fato de ser a fina flor do estamento social privilegiado que se adona do Estado e que dele se beneficia, blindando-se através da nomeação de apaniguados para o Poder Judiciário e o Ministério Público.

É um típico Coronel dos tempos da República Velha, apenas apresenta-se com uma nova roupagem.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome