Aurora no espelho

Os galos cantam

o homem escova os dentes fazendo careta para o espelho

não sabe o sentido da vida nem quer saber

sabe que vai morrer e isso é suficiente

os pneus do seu carro estão na lona

os seus olhos às vezes não enxergam quase nada

sempre vê um estranho no espelho

o inferno são os outros e os outros são ele mesmo

a mulher vê a beleza no espelho

descobriu que não existe nenhum propósito na existência

os dias são cada vez mais compridos

a mulher chora como uma ostra

escrever é tão necessário quanto sofrer

a mesa está atulhada de papéis contas a pagar memorandos

a vida é feita de memorandos e outros papéis inúteis

a mulher sabe que não vai morrer enquanto não terminar de escrever

o homem corta os pulsos para sentir a vida pulsar

a mulher corta os pulsos para não envelhecer com o dia

o sangue na bacia é da cor da aurora

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome