Boas Festas e um 2017 pleno de Brasil

Entrando no restaurante, o sujeito que não conheço me olha de um modo que não traduzo. Em outros tempos, seria um bom início de conversa. Puxaríamos assunto, fosse turista ou nativo falaríamos da velha Poços de Caldas, descobriríamos afinidades musicais, às vezes amigos comuns e raramente se falaria de política.

Agora, o clima é tenso. Fico imaginando que, a qualquer momento, o sujeito virá em minha direção de dedo em riste, deblaterando contra minhas posições políticas, me acusando de “petralha” e me obrigando a bate-boca em público.

A direita saiu do armário, dirão os especialistas. Mais que a direita, a intolerância.

Não apenas a direita troglodita, mas também uma nova direita cheia de maneirismos, travestida de um humanismo de boutique, defensora das grandes teses de igualdade apenas para o eixo Rio-Miami, para seus círculos sociais, mas avalizando todos os ataques políticos aos inimigos e todas as ameaças às políticas sociais que amparam  a plebe malcheirosa.

Ao contrário, os verdadeiros humanistas identificam a si mesmo em cada ser humano, veem no próximo um pedaço da humanidade. Foi o que levou o grande liberal conservador Sobral Pinto a defender Luiz Carlos Prestes.

Ao meu lado, a notável defensora dos direitos humanos me explica o processo simples, e ao mesmo tempo desafiador, de entender a vulnerabilidade do outro que não é igual a você. Difícil é entender a vulnerabilidade de um outro com quem você não se identifica, até o ponto de não existir mais o outro, mas uma única identidade humana. Isto é humanidade.

E me recomenda o poema de John Donne:

“Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.

Os liberais brasileiros de agora são tão superficiais quanto os alicerces dos traillers da Florida, carregando convicções mutantes a caminho da rodovia que conduza à última moda, com a mesma superficialidade dos que querem ser “in” nas colunas sociais, nos programas de entrevista e na Academia. Apresentavam-se como juristas de esquerda, quando era chic ser de esquerda. Agora, se assumem ultraliberais de direita, porque é a nova moda. E o sistema enaltece apenas a erudição que se adequa aos modismos.

Leia também:  Laura Carvalho: “Auxílio emergencial foi ajuda significativa, mas seu fim deixará desigualdade como herança”

Os trogloditas que saem pelas ruas expelindo fogo pelas ventas apenas incomodam. É a direita falsamente sofisticada que mata, que convalida a PEC 55, o desmonte de programas sociais, a destruição de cadeias produtivas em nome de um conceito de modernidade, tão superficial quanto cruel.

Não é a direita dos conservadores convictos como Sobral Pinto, que passou por cima de diferenças ideológicas e se pôs a defender as vítimas do arbítrio. Ou dos construtores de Nação, de Campos a Bulhões, de Dias Leite a Beltrão, de juristas com a convicção de Pedro Aleixo e Sobral, construtores do país ou defensores das teses civilizatórias. Agora é uma direita rentista, superficial, com juristas prenhes de maneirismos e escassos de humanidade.

Me lembro de Manuel Bonfim descrevendo o Brasil do início do século 20: os líricos fizeram a Abolição, a elite fez a Guerra do Paraguai.

O Brasil nunca foi uma sociedade pacífica, mas havia os rituais preservados, as festas de fim de ano, as canções infantis, o aconchego familiar. Desta vez, o ódio cultivado diuturnamente pela mídia, ao longo de anos e anos, regando com fel as ervas daninhas da intolerância, que, crescendo, conseguiram penetrar até nos círculos mais íntimos da brasilidade, contaminando redes de amigos, laços familiares, ambientes sociais em geral.

Tudo isso passa pela minha cabeça quando, no restaurante, percebo o sujeito me mirando e já me despertando instintos agressivos. Vou tirar satisfações? Seria conferir a vitória final ao ódio.

E o Brasil é bem maior. O país que deu Caymmi, João, Carlinhos e Jobim, Ary, Noel e Custódio, Gilberto Freire e Bonfim, Sérgio, Caio e Florestan, que  hoje dá Nicolelis, e ontem deu Clodowaldo, que juntou Aziz e Lutz, sem rio Jordão e sem Gaza, agora do mesmo lado; Paulo Freire e Josué, Milton e Carlos Chagas, Chico e Luiz Vieira, Zé do Norte e Luiz Gonzaga, Edu, Capiba e Joubert, Celso Furtado e Ignácio, não pode se render a esse simulacro de país, dos Marinhos e dos Frias, de Temer e Eliseu, do intocável Padilha,  e de um monte de Zebedeus, de Meirelles e Ilan, de Gilmar e de Barroso, tão iguais e tão diversos, um é prosa, o outro  é verso, um é pedra, o outro, poroso, o boquirroto e o centrado, o perverso e o bondoso, o escarrado e o sibilino, o ostensivo e o medroso, um, Gilmar, outro, Barroso, hipotecando o destino, jogando do mesmo lado.

Leia também:  Brasil perde R$ 77 bilhões por ano devido a multinacionais que não pagam impostos

2016 não é o final, é o início. Há uma rapaziada cheia de energia, na música, na vida e nas escolas, uma tomada de consciência alicerçada nos mais autênticos valores nacionais, uma reconstrução renovada de princípios de solidariedade, de luta contra o arbítrio, ainda que em um público mais restrito, mas dotado da fortaleza dos cristãos nas catacumbas lutando contra a barbárie.

Que em 2017 toda essa energia possa implodir as cidadelas do obscurantismo, da intolerância, o pesado sentimento antinacional que tomou conta das instituições. Do mesmo que a elite fazendeira descobriu o Brasil profundo através da Semana de 22 e dos sons de Villa-Lobos, e a classe média urbana descobriu o Brasil autêntico através dos cantores populares.

Viva o Brasil!

Mãos Dadas

Carlos Drummond de Andrade

Não serei o poeta de um mundo caduco

Também não cantarei o mundo futuro

Estou preso à vida e olho meus companheiros

Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças

Entre eles, considero a enorme realidade

O presente é tão grande, não nos afastemos

Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas

 

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história

Não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela

Não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida

Não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins

O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes

A vida presente

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

89 comentários

  1. Mais ameno:Tenham um feliz

    Mais ameno:Tenham um feliz 2017 a todos comentaristas e articulistas do GGN e a você Turco minha eterna gratidão por demonstrar que ainda existem jornalistas entre o cães do jornalismo Brasileiro.O Brasil é maior que essa cambada de canalhas que humilham o POVO e saberá derrota-los por bem ou por mal.

  2. Texto muito animador mas temo

    Texto muito animador mas temo que já é tarde demais. O Brasil está moribundo e dessa condição não sairá. 

  3. Boas Festas

    Meu querido JORNALISTA

     

    Que 2017 nos traga nosso Brasil de volta.

    Que 2017  continue nos presenteando com sua presença.

    Felicidades a Voce e familiares.

    Um grande abraço

    Vlademir

  4. Muito bonito, Nassif, mas …

    … O Brasil é do tamanho que se permite ser, e sua elite, em sua vasta maioria, encolheu o país e seu povo porque somente assim se sentem “aristocratas”, kkkkk… Pois bem, para que mude, serão necessários escombros, mais inconformismo, mais opressão até o ponto em que as comportas se romperem. Neste momento, seja por acordos, seja por um banho de sangue (o mais provável), o país finalmente sairá das sombras e caminhará para a modernidade com o atraso de décadas e décadas… Que viva o Brasil em 2017 ! Embora eu não seja nem um pouco otimista…

    ps: Dória e Crivella (dois lados da mesma moeda podre) sabem muito bem do que falo !!!

  5. Suas palavras, caro

    Suas palavras, caro Libanês-Raça-Pura, são um alento para quem viveu neste fatídico 2016. Seu contagiante otimismo com relação a nós e na rapaziada cheia de energia,  nos anima a não esmorecer. E não seja nunca mais pessimista consigo mesmo. O sujeito que o encarou no restaurante, de um modo que você não conseguiu traduzir, queria apenas o mesmo que eu, desejar-lhe o imbatível clichê de um FELIZ ANO NOVO, extensivo aos familiares.

    • Respondo Eduardo
      Respondo Eduardo Outro,31/12/2016,às 16:37.Ano novo,vida nova reza a lenda.Se não lhe considerasse um amigo,não lhe daria conselhos.Esse seu sobrenome não lhe cai bem,visto que,causa uma certa,vamos por assim dizer,”fulanizacao”de quem o carrega,a não ser que esse seja mesmo seu sobrenome,o que lhe elevaria a categoria de predestinados de Ze Simao.Na mesma linha,chamar Nassif de Libanês-Raça-Pura,usando as palavras daquele Senador Safado de cabelos enrolados do Espírito Santo,foi uma tremenda bola fora.”Raça” é usada eventualmente para designar bichos.Eu tenho alguns Touros Nelore de raça PO.Feliz Ano Novo.

      • Junior, já lhe disse que sou

        Junior, já lhe disse que sou invejoso, agora confesso outra fraqueza minha, sou também copiador. Poesia você já viu que copiei mas fico surpreso que você tenha lido o último xadrez (você leu, né) do Nassif e não tenha notado que quem o chama de libanês raça pura é um hommer simpson. E eu, na minha decadência intelectiva irreversível, em total crise de imaginação, estou copiando até hommer para mandar alguma mensagem !  E não creio estar errado ao imaginar, apesar de minha crise, devido seu sobrenome, que você seja um cabra arretado, antes de tudo um forte, filho de uma igualmente arretada e forte Sertaneja. Mas aí fui tomado de uma cruel dúvida relativa à sua sensibilidade com meu sobrenome, verdadeiro ou não: Você estaria pensando que sou filho da Outra ? Renovo meus votos de Feliz Ano Novo.

        • Respondo ao amigo Eduardo
          Respondo ao amigo Eduardo “Outro”,01/01/2017,às 12:04.Não prescisa se alongar,enquanto não mudar sua graça,não posso lhe levar a sério.Sem querer ou querendo,você já se traiu,considerando apenas uma das hipóteses que pesam sobre esse sobrenome desgraçado que você conseguiu arranjar.

  6. Feições e amigos mais amenos no Ano Novo

     

    Nassif,

    Que tuas lições cotidianas de temperança e tolerância e teus apelos constantes ao equilíbrio e ao entendimento sejam ouvidos em 2017.

    Feliz Ano Novo para ti e tua bela família

     

    ” Sonho-me alguém mais rico de esperança,

    Quero feições e amigos mais amenos,

    Deste o pendor, a meta que outro alcança,

    Do que mais amo contentado o menos.” 

    Shakespeare, “Soneto 29”, tradução de Ivo Barroso

  7. grande, Nassif!

    e tem um poema que você plantou aí.

    “e de um monte de Zebedeus,/

    de Meirelles e Ilan,/

    de Gilmar e de Barroso,/

    tão iguais e tão diversos,/

    um é prosa, outra é verso,/

    o perverso e o bondoso,/

    o escarrado e o sibilino,/

    o ostensivo e o medroso,/

    um, Gilmar, outro, Barroso,/

    jogando do mesmo lado.”/

     

    um  abraço, 

    romério

  8. Um 2017 de reconstrução

    Para leitores e editores do GGN e portais do Nassif meus votos de muita saúde e felicidades para 2017.  Como na música de Caetano, este se tornou um povo de ambição pequena..Que o próximo ano marque a retomada da construção da nação brasileira . Que cada individuo amplie seus horizontes, suas perspectivas, suas ambições. Fora temer.

  9. Nassif sou “durão” nem na
    Nassif sou “durão” nem na morte de meu pai chorei,não por ser insensível,neste artigo meus olhos encheram de lágrimas sentí a sinceridade das palavras,feliz 2017!
    Obs:P fechar 2016 sugiro uma articulação de Lula com as “bençãos” de Trump para por
    Fim a guerra na Síria,aproveitando o bom trânsito de Lula em todos os continentes e junto a Rússia tb,isso mostrará o grande peso do nome de Lula no mundo!!
    Obs2:Desculpe gente,este sou eu,precisaria fechar este ano com chave de ouro aqui no ggn!!

  10. Um feliz 2017

    Feliz Ano Novo!

    Minha solidariedade àqueles que por força da profissão são obrigados a se exporem neste mundo em que a direita canibal, educada em escolas sem matérias de formação humanista, saiu do armário e de tacape na mão se sentem donos da verdade e do seu mundinho, que exclui o resto da humanidade que não sofre do mal compulsivo de acumular capital, pisando nas costas do outros.

    Neste deserto de solidariedade sumiram até os grandes homens, pregadores do deserto, que com arte dignificavam as condutas humanas, aqueciam nossos corações e aumentavam nossas esperanças num mundo melhor.

    Eles também precisam sair do armário. Certamente este mundo cão ficará mais digno de ser vivido

  11. o amor constroi

    Dante e o humanismo no fim da sua peregrinação com a certeza que:

     “Amor che move il sole e l’altre stelle”.

    Feliz 2007 Nassif, e a todos deste luminoso blog.

  12. Bom ano novo ao Blogueiro,

    Bom ano novo ao Blogueiro, equipe e familiares, bem como para toda a galera pitaqueira.

    • Respondo a Uraniano
      Respondo a Uraniano Mota,31/12/2016,às 17:15.Vejo no senhor uma reserva moral do Blog,tão escasso nesses tempos de fura olho.Desejo-lhe um Ano Novo de paz,saúde e prosperidade.Ia me esquecendo.Se o senhor for um adepto dessas entrelinhas que povoam o céu do Blog,elas com a mais absoluta certeza,não são paraguaias.Forte abraço.

  13. Obrigado pela persistência e

    Obrigado pela persistência e crença na possibilidade de sermos protagonistas, por dividir suas histórias familiares e pela compaixão aos que mais dela necessitam. Que venha um 2017 com redobrada energia para o enfrentamento diário e que as pessoas que aqui comentam continuem a nos brindar com seu brilhantismo. Viva!

  14. Viva!

    Sim, viva o Brasil!

    Sem falso ufanismo, o Brasil é diferente de tudo o que há no mundo — e há de sobreviver a esta chuva, que está forte, mas, como todas, vai passar.

  15. Ao Nassif, Lourdes e todos os colegas!

    Um Feliz Ano Novo, apesar do período conturbado que temos pela frente. Agradeço muito ao Nassif e muitos colegas que me trouxeram a luz para entender um pouco de política. Com certeza, graças a vocês, não me considero mais uma anlfabeta política. Que esse Blog caminhe muito para levar conhecimento àqueles que continuam com os olhos fechados aos graves momentos que vive nosso país! Obrigada Nassif! 

    • Respondo a
      Respondo a Marly,31/12/2016,às 18:02-.Pelo que entendi,você faz parte da equipe do Blog.Sinta-se abraçada,e encarregado você de levar um abraço forte a Da.Lourdes,a quem devoto um carinho especial.Feliz Ano Novo.

  16. Luz.

    A direita indecente tirou a mascara e mostrou sua cara. Tinha gente muito feia neste pais e não sabiamos que eram tantas. Disfarsaram todos esses anos.

     

    Que bom: agora tudo está claro.

  17. 2017! O Divisor de águas

    Caros amigos,

    2017 será o divisor de águas para a sociedade brasileira.

    Existem dois caminhos:

    Caminho 01: A passividade dos progressistas abrindo espaço para a consolidação da direita.

    Caminho 02: Resistência e luta de todos aqueles que acreditam num Brasil melhor para as próximas gerações.

    Espero ver em 2017 essa rapaziada resistindo com garra e coragem à truculência de um governo ilegítimo.

    2018 está logo ali.

    Feliz Ano Novo

    • Caminho 01: A passividade dos

      Caminho 01: A passividade dos progressistas abrindo espaço para a consolidação da direita.

      Será que em 2017 o Stédile vai sair do coma ??

      Será que em 2017 o PT sairá do coma ???

      Será que em 2017 o PSTUSA , PIÇOL e PCB vão parar de sabotar a esquerda ??

      Será que o PDT vai parar de votar a favor do Temer em tudo ??

      Será que em 2017 o Ciro vai falar menos e fazer mais ??

      Eu acho difícil !!!

       

  18. Votos de alegria e felicidade

    Mesmo com temer, moro, dalagnoias e demais golpistas desejo a todos do blog e seus leitores alegria e felicidade. Se for impossível agora, que não demore a vir.

  19. Nassif, tenha um feliz ano novo.

    Vocês “bloqueiros sujos” são a derradeira resistência. Obrigado pelo seu trabalho e um Feliz ano Novo.

  20. Nassif, tenha um feliz ano novo.

    Vocês “bloqueiros sujos” são a derradeira resistência. Obrigado pelo seu trabalho e um Feliz ano Novo.

  21. É,parece que fui lido e
    É,parece que fui lido e ouvido,apesar de achar a audiência ainda baixíssima.Quem tem um Ministro da Educação,no caso em tela,da Deseducacao,de nome Mendoncinha,amigo de cocheira de Alexandre Frota,não se pode nem deve esperar coisa alguma.

  22. Luis Nassif, parabéns pelo

    Luis Nassif, parabéns pelo blog e pelas palavras que me fizeram chorar. Feliz 2017. Luiz Claudio

  23. Eisso aí. Estaremos juntos em

    Eisso aí. Estaremos juntos em 2017, você aí eu aqui. Que a festa hoje seja maravilhosa! e FELIZ ANO NOVO! Para todos do GGN  e todos ( fala Jonh Done) inclui os leitores. Vou para a festa !Abs, bjs.

  24. Desejar feliz ano novo num

    Desejar feliz ano novo num país dominado pela rede goebbels é coisa de Alice. Por isso eu desejo a todos que um meteoro caia sobre o projac no dia que os três martralhas e todos os seus jornazistas vips (very important puxa-sacos) estiverem lá.

  25. Gratidão e feliz 2017 a Nassif e leitores do blog

    Um abraço fraterno ao Nassif, à Lourdes e a todos os colaboradores e comentaristas do blog.

    Há um quarto de século leio trabalhos acadêmicos da área de saúde. Gosto de ler os agradecimentos, porque eles mostram a dimensão humana dos autores. Os agradecimentos mais comuns são a Deus, aos pais, aos cônjuges, filhos, orientadores, colegas de profissão, amigos e técnicos de laboratório. Também há quem agradeça às agências de fomento à pesquisa, já que não se faz ciência sem grana, aos vizinhos, à sogra (isso mesmo, à sogra) e à parteira que ajudou a trazer o filho da pesquisadora ao mundo.

    O agradecimento mais original que encontrei foi “aos que só atrapalharam” a realização da tese. Graças a eles, o autor disse que aprimorou a arte de superar obstáculos. Em 2016 não faltaram os que só atrapalharam a paz e a democracia no Brasil. Então, gratidão até a esses, porque fortaleceram nossa determinação de lutar, sem medo, por mais democracia, justiça e fraternidade em 2017.

  26. Feliz 2017 a toda a família

    Feliz 2017 a toda a família do GGN. Vamos à luta , mas sem jamais perder a ternura !!

  27. ESCLAREÇO.Quando postei
    ESCLAREÇO.Quando postei comentário falando da falta de atenção dos comentaristas que aqui aportam,alguns diuturnamente,sobre não desejaram ao Editor do blog,votos de Feliz Natal e Ano Novo,estava sendo colocado ali a condição da espontaneidade e o desprendimento.Simples assim.Estamos na virada do ano novo,as questiúnculas ficam para depois.Axe.

  28. Feliz 2017

    Q bom que temos a internet e esse blog, pois estariamos em uma solidao. Foi duro viver os anos de 2013 em diante, mas tivemos esse espaço para não nos sentir só. 

    Após o furação vem o alivio, em breve teremos a oportunidade de reconstruir. 

  29. Feliz Ano Novo, Nassif. Não

    Feliz Ano Novo, Nassif. Não será sobre a lamentação que poderemos objetivar nossas esperanças. Cada minuto do novo ano o viveremos em função da reconstrução do nosso país e da recondução das instituições à trilha do avanço democrático, e isso será feito com alegria e enorme confiança no futuro.

  30. Boas Festas e um 2017 pleno de Brasil

    nesta noite de Ano Novo, todos nós podemos nos tornar mágicos. todo o segredo está na solidariedade. em nos abraçarmos ao tempo presente. e seguirmos juntos. de mãos dadas. haverá novos tempos. Feliz Ano Novo!

    .

  31. Viva: o Brasil, a contraditória raça humana e a vida na Terra

    Subscrevo os comentários em sua maioria, especialmente os que comunicam agradecimento pela inestimável contribuição do GGN ao Brasil brasileiro – aquele construído desde sempre pelos excluídos, sociais ou culturais, de que nossa arte, esporte e hospitaleira alegria são o emblema; e que não por acaso ou ocaso vêm sendo ofuscados pela imprensa tenebrosa com seu novo estilo “mediocridade ostentação” – cujo pequeno sinal de força durante as Olimpíadas e apresentações pró-democracia durante o ano sinalizam que quando a sociedade genuína se levantar em favor da reconstrução do país nos reconheceremos novamente.

     

    Parabéns ao GGN não apenas pela qualidade e escolha editorial mas também por atrair e manter participantes comentaristas – à exceção da subscritora “de uma nota só em seus textões mimimi”, rs, a autocrítica sob o deboche é sincera – que enriquecem as discussões e ampliam as perspectivas dos assuntos tratados, em grande parte devido à maneira como o blog lida com a divergência e a pluralidade.

     

    O ano que se inicia em algumas horas – desse lado do Atlântico – será um teste para nossa resistência e esperança, mas para quem acredita na transcendência, não estamos desamparados nessa jornada humana de tribulação, somos parte de algo maior, e como disse um feliz autor de cartaz de quem não sei a identidade, “teremos uns aos outros”. Que assim seja. E venha 2017.

    Viva o Brasil, viva o Mundo, e reviva o planeta Terra sob constante ameaça de seu mais contraditório, frágil mas arrogante visitante/colaborador, nós, a raça humana.

     

    Pra variar, com que roupa? Vou de Gil. (Como a duquesa Kate, acho a repetição de figurino um ato de resistência simbólico).  

     

    “A raça humana

    Gilberto Gil

    A raça humana é 
    Uma semana
    Do trabalho de Deus

    A raça humana é a ferida acesa
    Uma beleza, uma podridão
    O fogo eterno e a morte
    A morte e a ressurreição

    A raça humana é 
    Uma semana
    Do trabalho de Deus

    A raça humana é o cristal de lágrima
    Da lavra da solidão
    Da mina, cujo mapa
    Traz na palma da mão

    A raça humana é 
    Uma semana
    Do trabalho de Deus

    A raça humana risca, rabisca, pinta
    A tinta, a lápis, carvão ou giz
    O rosto da saudade
    Que traz do Gênesis
    Dessa semana santa
    Entre parênteses
    Desse divino oásis
    Da grande apoteose
    Da perfeição divina
    Na Grande Síntese

    A raça humana é 
    Uma semana
    Do trabalho de Deus”

    © Gege Edições / Preta Music (EUA & Canadá)

      

    SP, 31/12/2016 – 21:59

      

  32. Senhores comentaristas

    Lamentavelmente, em 2016 não se adiantaram positivamente para ocupar-se do seu valor de alongamento mensal, medidos por meios de números espirituais, ou pelo efeito da contração nos corpos. Ao contrário, tentamos decompor ideias da mesma fonte que deriva do conflito, porque o país se reintegra condicionado à uma mecânica seccionando resultados juridicos, políticos e mediáticos.

    Até aonde podem ir os ataques globais sem a sua luta principal, de nos introduzir como medida real, ao nível do sistema econômico?

    A respeito da omissão do trabalho, os fenômenos, dão maior importância aos membros em si mesmos, em que nenhum dos casos aparecemos na igualação à rotação de capital; mas se alcançamos apenas a ideia de poder do mercado financeiro, consoante, novas partes organizadas para 2017 já desenrrolam o espaço exterior que desenvolve a divisibilidade mundial. 

    Os conceitos de nossa mentalidade espiritual precisam mudar essencialmente para tais limites, como fazem a maioria dos filósofos a objetos, quanto procuram as nossas condições no conhecimento científico. 

  33. Feliz ano novo a todos os

    Feliz ano novo a todos os amigos do blog.

    Acredito que muitos como eu, encontraram aqui um espaço democrático, um verdadeiro oasis nessa época durissima de intolerância.

    Não há mal que eternamente dure, vai passar. Com uma vantagem sabemos as cores e as atitudes de todos esses que estão a destruir a democracia. A hora deles vai chegar.

  34. Feliz 2017!

    Desejo a todos um feliz ano novo. (com exceção dos coxinhas e golpistas)

    Nassif, texto lindo. Nos fortalece moral e intelectualmente para seguir em frente.

    Obrigado!

  35. O que desejo a todos

    Esperança,esperança e ESPERANÇA.

    Não a deixem morrer, Pois ela é a última que morre.

    A todos os amigos e familia, ao “Seo” Nassif e familia, o meu agradecimento eterno a todos, pelo tanto que aprendi e aprendo aqui. Pior ou melhor, é que me viciei no GGN.

    Que 2017 seja o melhor dentro do possível !

    Abração a todos.

  36. Um 2017 de muita coragem e
    Um 2017 de muita coragem e resistência. O texto está muito bom, fala muito do que cada um de nós deseja dizer. Acrescentaria apenas uma música que parece que foi feita para esse momento: Viramundo de Gil e Capinam.

    Sou virado mundo virado nas rodas das maravilhas/Cortando a faca e facão os desatinos da vida/ Gritando para assustar a coragem da inimiga/ Pulando pra não ser preso pelas cadeias da intriga/ Prefiro ter toda vida, a vida como inimiga/ A ter na morte da vida minha sorte decidida…. AInda viro esse mundo em festa, trabalho e pão.

    É isso. Arregacemos as mangas e partimos com fé e coragem para 2017. Abraços a todos do blogue.

  37. Deus promete a posse da terra.

    Êxodo 23: 20-23 – “Eis que eu envio um Anjo adiante de ti, para que te guarde pelo caminho e te leve ao lugar que tenho preparado.

    Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não te rebeles contra ele, porque não perdoará a vossa transgrressão; pois nele está o meu nome.

    Mas, se diligentemente lhe ouvires a voz, e fizeres tudo o que eu lhe disser, então, serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários.

    (24) Não adorarás os seus deuses, nem lhes darás culto, NEM FARÁS CONFORME AS SUAS OBRAS; antes, os destruirás totalmente e despedaçarás de todo as suas colunas.

    (32) Não farás aliança nenhuma com eles, nem com os seus deuses.

    (33) Eles não habitarão na tua terra, para que não te façam pecar contra mim; se servires aos seus deuses, isso te será cilada”

    Saiam da cilada do imperialismo, dos banqueiros; e de tudo que o Senhor falou faremos!!!

  38. Parabéns Nassif, para no meio

    Parabéns Nassif, para no meio de tanto horror ainda encontrar ânimo para um artigo lúdico que nos traz à memória um Brasil que ainda somos, apesar dos trogloditas……

    A todos os frequentadores do Blog, um feliz Ano Novo!!!!!

  39. Ladrões de Sonhos

    Um grande ano para nós brasileiros.

    Que seja o início do despertar de um pesadelo que nos atormenta há bem mais de dois anos.

    Para entrar no Ano Novo em boa cia, no Dia Internacional da Ressaca, com os votos de um ano vitorioso, compartilho dois vídeos com os companheiros e camaradas aqui do Espaço do Nassif.

    (que o Cão leve os Marinhos para a sua companhia)

    Um Abraços a todos!

    Canção Amiga – Milton Nascimento

    [video:https://youtu.be/S61olxoT6-U%5D

     

    Nunca procure saber por quem os sinos dobram, eles dobram por ti.

    [video:https://youtu.be/BnKXtVyMZpM%5D

  40. Feliz 2017 a todos

     Nassif esse blog é maravilhoso, quanto conhecimento de boa qualidde, não fico um dia sem consultar,talvez o unico que me identifico, muito obrigado.

  41. Obrigado pessoal da GGN por

    Obrigado pessoal da GGN por ter nos proporcionado um Brasil suportável em 2016, apesar de todas os golpes e laçaços que recebemos durante todo o ano.

    Espero sinceramente que tenham muita saúde para que assim continuem em 2017. Abraço a todos!

  42. O exato momento em que em
    No video abaixo o registro do exato momento em que em 2013, nossa bizarra elite se apropriou das jornadas de junho…notar a duvida da midia e da policia: como podemos usar as ruas em nosso beneficio…percebendo que o momento era aquele, deu-se inicio a um processo que envolveu midia, Instituiçőes e as tais Forças Ocultas e muito odio e ignorancia para dar o golpe de Estado que é este tiro no pé sem precedentes em toda a nossa historia…agora sim, estamos vivenciando o maior ato de corrupçao do planeta, em que doar 105 bi às teles é cafė pequeno…

    https://www.vice.com/pt_br/article/os-protestos-de-sp-em-7-atos-parte2

    Boas festas

  43. Desesperar jamais….

    Nassif e amigos do GGN : Abrir 2017 com este texto cheio de ânimo, dá vontade de ir à luta, aí eu lembro o grande Ivan Lins :

    Desesperar jamais

    Cutucou  por baixo o de cima cai

    Desesperar jamais 

    Cutucou com jeito não  levanta mais !

    Abraços  a todos e Boa luta !

  44. Obrigada pelo texto de hoje e

    Obrigada pelo texto de hoje e por tantos outros, que nos ajudam a ter perspectivas.  Obrigada a [email protected] que comentam no blog, que nos mostram que não estamos sós e somos capazes de aceitar divergências. Enfim, que 2017 nos encontre com saúde, coragem e esperança.  Feliz Ano Novo! E que não nos faltem os blogues sujos mais lindos do mundo. 

  45. Pausa para reflexão

    Ontem no fim da tarde, aqui onde moro percebi no metrô, no trem, nos pontos de ônibus, nas ruas, pessoas de todos os tipos, umas acompanhadas com crianças, sendo que a maioria indo, de certo, para uma confraternização de fim de ano. Naquele momento, na maioria delas havia clima de alegria…

    Neste primeiro dia do ano uma pausa para reflexão

    >>>Só existe sucesso em 2017<<<

    “Em tempos em que todas as atenções estão voltadas ao calendário, criar sua realidade com essa mesma disposição contagiante do ano novo pode mudar sua vida plenamente”.

    ………………………………………………………

    Que esse blog e seus comentaristas tbm façam sucesso em 2017. Parabéns GGN.

     

  46. FELIZ ANO NOVO
    FELIZ ANO NOVO Desejo que no Ano Novo que inicia você realmente: Ouça as palavras que sempre desejou ouvir…Pronuncie as frases que um dia desejou repetir…Sinta a emoção que sempre esperou sentir…Caminhe pelos trilhos que um dia desejou seguir…Divida o carinho com quem sempre desejou repartir…Abrace todos os amigos que sempre desejou reunir…E viva a vida que sempre sonhou existir..  

  47. “E o Brasil é bem maior. O

    “E o Brasil é bem maior. O país que deu Caymmi, João, Carlinhos e Jobim, Ary, Noel e Custódio…”

    João Gilberto canta…

    “Doralice” de Dorival Caymmi 

    https://www.youtube.com/watch?v=H-ZrrNfaEkU

    “Voce e Eu” de Carlos Lyra & Vinicius de Moraes

    https://www.youtube.com/watch?v=y8JhlsJ4SyA

    “Palpite Infeliz” de Noel Rosa

    https://www.youtube.com/watch?v=R33VdH61csM

    “A valsa de quem não tem amor” de Custódio Mesquita & Evaldo Rui

    https://www.youtube.com/watch?v=yXrodYGJaqc

    “Isto aqui o que é? de Ary Barroso

    https://www.youtube.com/watch?v=0QNNchd9pI0

    Chega de Saudade” de Tom Jobim 

    https://www.youtube.com/watch?v=FYPybDECuh8

  48. É literatura isso aí, seu

    É literatura isso aí, seu Nassif. Mas na mimha opinião faltou aí nesse painel de humanistas do Brasil, além do Pixigunha, o cidadão Luis Carlos Ruas, o Índio. Para mim o herói e símbolo que o país não vai se render nunca à intolerância.

    Que a luta em 2017 seja em seu nome. um brinde à memória do Índio

  49.  Caro Nassif, desejo um

     Caro Nassif, desejo um grande ano de 2017 pra voce, GGN, articulistas e comentaristas. Sucesso à todos.

  50. Para um feliz ano novo:

    Como vamos possuir a terra que Deus nos deu, o Brasil, se o dinheiro estrangeiro, ao qual atribuímos a interpenetração natural das riquezas, quanto aos valores semelhantes, os seus cálculos nos deixam no vazio interno? 

    Se subscrevemos ao mesmo tempo a verdade que nos une, em dividas públicas, anulamos as atividades consequentes do povo, e somos incapazes de compreender os atos da própria história; ou, então, não pretendemos viver no nosso espaço de terra, originalmente dado a se compor de um poder sempre soberano!!!

    Ora, se o espaço existe em nós, e num mesmo espaço exterior de tempo, ele existe para  as nossas obras, por que consideramos as nossas nuvens do mundo externo como meras possibilidades de percepção do investimento externo? se, na verdade, não precisarmos de nuvens tecnológicas fora do país para unidade dos nossos produtos? 

    Vamos des-envolver isso. Deus fundou sua lei para o homem através de duas pedras; e o monte de 6 dias, entre a nossa consciência e a Dele: Ao sexto dia a cobertura de uma nuvem engendra a criação invisível do mundo exterior; e a recriação da sua obra em sete dias, como se projetasse quarenta dias da nação..

    Êxodo 24: 12 – “Então disse o Senhor a Moisés: sobe a mim, ao monte, e fica lá; dar-te-ei as tábuas de pedra, e a lei, e os mandamentos que escrevi, para os ensinares.

    (15) Tendo Moisés subido, uma nuvem cobriu o monte.

    (16) E a glória do Senhor pousou sobre o monte Sinai, e a nuvem o cobriu por seis dias, ao sétimo dia, do “MEIO da nuvem” chamou o Senhor a Moisés.

    (17) O aspecto da glória do Senhor era como um fogo consumidor no cimo do monte, aos olhos dos filhos de Israel.

    (conceito profético de FOGO é o TEMPO desnaturado, sobre presumida crise de valor no mundo) 

    (18) E Moisés, entrando pelo MEIO da nuvem, subiu ao monte; e lá permaneceu quarenta dias e quarenta noites.

    Possibilidades: No Meio da nuvem quarenta dias e quarenta noites  – simultaneidade de uma projeção de dez dias na nuvem, antes vazia num período de trinta dias.

    Deus condicionou sua lei subjetiva para o homem através de duas pedras; e o monte das relações diárias, entre a nossa consciência e a Dele, de origem: Ao sexto dia uma nuvem encobria a criação invisível do mundo exterior e a recriação da sua obra em sete dias, como se projetasse o entendimento de reflexão de quarenta dias de uso da nação escravizada pelo Meio movente.

    25: 1 – “Disse o Senhor a moisés: Fala aos filhos de Israel que me tragam oferta (a criação do Meio da nuvem)), de todo homem cujo o coração o mover para isso, dele recebereis minha oferta.” – o descobrimento do investimento externo a custo zero.

    Gênesis 1: 31 – “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom (para projeção?). Houve tarde e manhã, o sexto dia.

    2: 1 – Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército.

    (2) – E havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia, de toda sua obra que tinha feito.”

     

  51. Por um 2017 pleno de Brasil

    Quem bom que falte espaço para postar fotos de grandes brasileiros, anônimos ou não. Mas acho que num segundo painel podem estar grandes brasileiras, pois um país não se faz só com homens. Cito apenas algumas, honrando as demais: Maria Quitéria, Luiza Mahin, Clementina de Jesus, Nise da Silveira, Leila Diniz …

  52. Obrigado Nassif

    Por tudo que vc escreveu em 2016, por toda a esperança que há dentro do seu coração para esse ano novo. “Cuide de sua saúde, precisamos de você pois a luta é longa “(JD).Abs.

  53. Belo e inspirado artigo!

    Caro Nassif, absolutamente inspirado e inspirador este teu artigo.

    Um excelente 2017 para você , familia e equipe!

    Grande abraço,

    Sonia Goldfeder

  54. Parabéns, Nassif e todos

    Parabéns, Nassif e todos companheiros do GGN!

    2107 já é nosso e é todinho esperança, trabalho, experiência e aprendizado!

     

    Coragem e justiça – sobreviva e respeite o sobrevivente!

    Saúde e felicidade a todos!

     

    ‘O mundo é nosso e os nossos estão no mundo inteiro.’

  55. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome